Ciclo Prêmios Goya de cinema espanhol – Cabine Cultural
Agenda Cinema

Ciclo Prêmios Goya de cinema espanhol

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Cela 211 - Divulgação

Cela 211 – Divulgação

O ciclo de cinema Prêmios Goya está dedicado aos cinco últimos ganhadores do Goya ao melhor filme. Os Prêmios Anuais da Academia nasceram em 1987 e em comemoração aos 25° aniversário de seu nascimento, o Instituto Cervantes apresenta este ciclo, composto pelas últimas galardoadas: Pa negre (Agustí Villaronga), Cela 211 (Daniel Monzón), Caminho (Javier Fesser), A solidão (Jaime Rosales) e A vida Secreta das palavras (Isabel Coixet).

A Academia das Artes e as Ciências Cinematográficas da Espanha celebra a cada ano a qualidade do cinema espanhol com a entrega dos Prêmios Goya aos melhores profissionais da cada uma das especialidades técnicas e criativas. Escolheu-se o nome de Goya para os prêmios por ser um pintor mundialmente conhecido e representativo da cultura espanhola e resultava um nome curto e semelhante aos dos Oscar ou César que existiam em Estados Unidos e França. Todos os filmes serão exibidos no Instituto Cervantes – Auditório. Avenida. Sete de Setembro 2792. Salvador-Bahia.

Programação
01/03/2012 (19h)
Pa negre
(Pão negro)
Filme ganhador do Goya ao melhor filme em o 2011 e candidata espanhola à melhor película estrangeira para os Oscar. Nos duros anos da pós-guerra rural em Catalunha, Andreu, um menino que pertence ao bando dos perdedores, encontra no bosque os cadáveres de um homem e seu filho. As autoridades querem culpar das mortes a seu pai, mas ele, para lhe ajudar, tenta averiguar quem são os autênticos responsáveis. Em este percurso, Andreu desenvolve uma consciência moral em frente a um mundo de adultos alimentado pelas mentiras. Para sobreviver, trai suas próprias raízes e acaba descobrindo o monstro que habita em ele. Agustí Villaronga é diretor de cinema, roteirista e ator espanhol, galardoado em 2011 com o Prêmio Nacional de Cinematografia. Tem sido premiado em numerosas ocasiões, entre outras: Prêmios Anuais da Academia “Goya”, Prêmios Fotogramas de Prata, Prêmios Gaudí, Prêmios Ariel e Prêmios Sant Jordi de Cinema.

08/03/2012 (19h)
Cela 211
Filme ganhador do Goya ao melhor filme em  2010. Juan, funcionário de presídio, apresenta-se em seu novo destino um dia antes de sua incorporação oficial. Na prisão, sofre um acidente minutos antes  que se desencadeie um motim no setor dos FIES, os presos mais temidos e perigosos. Seus colegas não podem mais que velar por suas próprias vidas e abandonam a sua sorte o corpo desmaiado de Juan na cela 211. Ao acordar, Juan compreende a situação e se fará passar por um preso mais ante os amotinados.

Daniel Monzón é diretor, roteirista e ator espanhol. Antes de trabalhar como diretor foi jornalista e crítico cinematográfico em jornais e rádio. Também tem trabalhado para TVE como assistente de direção no programa “Dias de cinema”. Em  2000 dirigiu seu primeiro filme “O coração do guerreiro”, pelo que foi nominado ao Goya ao melhor diretor novel. Seguiu lhe “O roubo maior jamais contado” (2002) e “A caixa Kovak” (2007), filme pelo qual conseguiu o Prêmio do público em o Lund Fantastic Filme Festival de Suécia.

15/03/2012 (19h)
Caminho

Filme ganhador do Goya ao melhor filme em 2009. Pamplona, junho de 2001. Caminho, uma menina de onze anos, vive seus últimos momentos na habitação de um hospital. Rodeada de familiares, amigos, sacerdotes e um grande número de pessoal clínico, dá a todos um exemplo de morte serena e feliz. Em uma atmosfera de santidade, e quando parece que a morte é já inevitável, ocorre algo extraordinário na habitação. Inspirada em fatos reais, “Caminho” é uma aventura emocional em torno de uma extraordinária menina de onze anos que se enfrenta ao mesmo tempo a dois acontecimentos que são completamente novos para ela: apaixonar-se e morrer.

Javier Fesser é diretor e roteirista espanhol. Com este filme, Fesser abriu um debate em Espanha sobre o modus operandi do Opus Dei. A família de Alexia, em quem se inspirou Fesser, se declarou na contramão do filme.

 22/03/2012 (19h)
A Solidão

Filme ganhador do Goya ao melhor filme em o 2008. Adela, uma jovem separada e com um filho de um ano de idade, está cansada da vida que leva em seu pequeno povo natal ao norte de León. Deixa atrás as montanhas e os passeios pelos prados para transladar-se a Madri, onde tudo é ruído, tráfico e um contínuo vaivém de um lado a outro. Adela não tem tido grandes dificuldades para adaptar-se à vida urbana, apesar de que o pai de Miguelito não lhe ajuda  economicamente. Um atentado terrorista, enquanto viaja em ônibus, deixará sua vida feita pedaços. A partir desse momento, deverá encontrar a força para regressar a uma vida normal. Jaime Rosales, diretor de cinema espanhol, contou com a colaboração do roteirista e dramaturgo Enric Rufas na hora de escrever o guião do filme. Rosales e Rufas narram a vida paralela de duas mulheres e mães, e para isso utilizam a polivisión, ferramenta que permite dividir a tela em duas metades para mostrar pontos diferentes da mesma cena.

29/03/2012 (19h)
A vida secreta das palavras

Filme ganhador do Goya ao melhor filme em o 2008. Hannah tem 30 anos, é introvertida, solitária e misteriosa e trabalha numa indústria têxtil. Ela vai passar as férias num pequeno povoado costeiro em frente a uma plataforma petrolífera. Um incidente faz com que ela permaneça alguns dias na plataforma cuidando de Josef, que sofreu uma série de queimaduras que o deixaram cego temporariamente. Com ele, trabalham vários outros homens, cada um com um personalidade marcante. O filme aborda o passado, como sobreviver a ele e como superá-lo, sem deixar de lado o convívio com o presente. Isabel Coixet e diretora e roteirista espanhola, procedente da produção de spots publicitários. Tem rodado quase sempre fora de Espanha e com atores internacionais como neste filme com Sarah Polley, Tim Robbins, y Julie Christie.

SERVIÇO
O ciclo de cinema Prêmios Goya.
A partir de 01 de março, todas as quintas-feiras até dia 29/03.
19h.
Auditório do Instituto Cervantes de Salvador.
Entrada franca.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta