Lançamentos, mais locados e dicas – Edição 08

VintageMais uma edição da coluna Lançamentos, mais locados e dicas – DVD, produzida em parceria com a locadora Vintage Vídeos, especializada em filmes cults e clássicos.

LANÇAMENTOS
Nestas últimas semanas a locadora adquiriu muitos filmes interessantes. Dentre eles, se encontra A Pele Que Habito, O Palhaço, Millennium II – A Menina Que Brincava Com Fogo, A Condenação, Os Especialistas, O Importante é Amar, Quando Papai Saiu em Viagem de Negócios, – Longa Jornada Noite Adentro, Vênus Negra, Esses Amores, A Árvore, Minahs Tardes Com Margueritte, Aproximação, Divórcio à Italiana, Um Retrato de Mulher, Cidade Negra, Uma Vida Difícil, Larry Crowne – O Amor Está de Volta, O Casamento do Meu Ex, O Caçador de Troll, O Duelo dos Fora da Lei, Margin Call – O Dia Antes do Fim,  Sem Saída, Código de Honra, Morte Por Encomenda e Quebrando o Tabu.

Em A Pele que Habito, de Pedro Almodóvar, temos Roberto Ledgard (Antonio Banderas), um conceituado cirurgião plástico, que vive com a filha Norma (Bianca Suárez). Pai e filha vão juntos a um casamento, onde ela conhece Vicente (Jan Cornet). Eles vão até o jardim da mansão, onde Vicente a estupra. A situação gera um grande trauma em Norma, que passa a acreditar que seu pai a violentou, já que foi ele quem a encontrou desacordada. A partir de então Roberto elabora um plano para se vingar do estuprador. A Pele que Habito navega bem fundo em um viés de terror psicológico, fazendo deste filme um dos mais elogiados e melhores de 2011. Indicado.

Outra ótima pedida é o nacional O Palhaço, de Selton Mello. Na história, temos Benjamim (Selton Mello), que trabalha no Circo Esperança junto com seu pai Valdemar (Paulo José). Benjamin, que passa por uma crise existencial, volta e meia, pensa em abandonar o circo. A partir desta premissa, Selton nos conta uma linda história sobre família, identidade e amor à arte. Atuações destacadas de Paulo José e do próprio Selton, que além de atuar, também se responsabiliza pela direção. Um dos mais singelos e agradáveis filmes do ano passado.

MAIS LOCADOS
Já entre os mais locados, agradáveis surpresas. A começar pela primeira posição da semana, Bonequinha de Luxo, um dos maiores clássicos do cinema.  No filme, Holly Golightly (Audrey Hepburn) é uma garota de programa nova-iorquina que está decidida a casar-se com um milionário. Perdida entre a inocência, ambição e futilidade, ela toma seus cafés da manhã em frente à famosa joalheria Tiffany`s, na intenção de fugir dos problemas. Seus planos mudam quando conhece Paul Varjak (George Peppard), um jovem escritor bancado pela amante que se torna seu vizinho, com quem se envolve. Apesar do interesse em Paul, Holly reluta em se entregar a um amor que contraria seus objetivos de tornar-se rica. Um dos filmes mais cultuados pelos amantes da moda, por conta do belíssimo trabalho de figurino do projeto.

Completando a lista dos 10 mais locados, temos:
2 – O Homem que Engarrafava Nuvens
3 – Não Me Abandone Jamais
4 – Caminho da Liberdade
5 – Água para Elefantes
6 – O Primeiro Que Disse
7 – As Duas Vidas de Mattia Pascal
8 – Ladrões de Bicicleta
9 – O Segredo dos Seus Olhos
10 – Down by Law

DICAS
[Fernando] Margin Call – O Dia Antes do Fim
(Margin Call,  2011). Direção de J. C. Chandor. Com: Kevin Spacey, Penn Badgley, Paul Bettany, Jeremy Irons.
No filme, Peter Sullivan (Zachary Quinto), Seth Bregman (Penn Badgley) e Will Emerson (Paul Bettany) trabalham no setor de riscos em uma corretora, que está realizando uma série de demissões. Cerca de 80% do setor em que trabalham foi demitido, entre eles o chefe do trio, Eric Dale (Stanley Tucci). Ao pegar o elevador Eric entrega a Peter um pen drive, que fica após o horário de trabalho para dar uma olhada no arquivo. Logo ele descobre que trata-se de uma análise da volatilidade da empresa, que indica que há duas semanas ela ultrapassou e muito o limite de risco o qual pode correr. Assim, o filme adentra num dos acontecimentos econômicos mais relevantes da história recente americana. Somente isto já faz de Margin Call um filme obrigatório. Porém, ele vai além, e apresenta atuações soberbas de Kevin Spacey e Jeremy Irons. Um filme importante, tanto para o cinema, quanto para o entendimento da história da economia contemporânea.





Tags: , , ,

Nenhum comentário.

Deixe uma resposta