Seleção de Curtas do Panorama Internacional Coisa de Cinema – Cabine Cultural
Agenda Cinema

Seleção de Curtas do Panorama Internacional Coisa de Cinema

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Velho e os Três Meninos, de Henrique Filho.

A organização do VIII Panorama Internacional Coisa de Cinema divulgou esta semana a lista de selecionados para as duas mostras competitivas do festival. Foram vinte e nove curtas-metragens escolhidos para compor a programação do evento, que este ano acontece em Salvador e também em Cachoeira, entre os dias 25 de outubro e 1º de novembro. Os filmes foram selecionados entre quase 600 títulos e a lista inclui tramas de ficção, documentários, dentre outros. A premiação desta edição estabelece valores de 10 mil reais (premiação concedida pelo Irdeb) para o melhor trabalho da competitiva nacional e 5 mil reais para o vencedor da competitiva baiana.

A Mão que Afaga – Vencedor de seis prêmios no último Festival de Brasilia.

Os filmes serão exibidos no Espaço Unibanco – Glauber Rocha (Praça Castro Alves, s/n – Centro), na Sala Walter da Silveira (Rua General Labatut, 27 – Barris) e no Auditório da Universidade Federal do Recôncavo (Praça Ariston Mascarenhas, s/n). Os ingressos custarão R$ 12 / R$ 6 (sexta, sábado e domingo) e R$ 6,00 / R$ 3,00 (segunda a quinta) e algumas sessões terão entrada gratuita. A lista dos longas-metragens selecionados para a mostra competitiva deve ser divulgada ainda na primeira semana de outubro.

Menino do Cinco – Ganhador de seis prêmios no úlitmo Festival de Gramado.

Na Competitiva Nacional de Curtas os destaques iniciais vão para A Mão Que Afaga (Gabriela Amaral Almeida – SP) e Menino Do Cinco (Marcelo Matos de Oliveira e Wallace Nogueira – BA), dois belíssimos projetos que venceram as principais categorias de curtas-metragens das mais recentes edições dos festivais de Gramado e Brasília. Acredito que há grandes chances do vencedor do VIII Panorama ser um destes dois trabalhos. Também como destaques há o A Anti-Performance (Daniel Lisboa – BA) e Dona Sônia Pediu Uma Arma Para Seu Vizinho Alcides (Gabriel Martins – MG), de dois cineastas com filmografias bem interessantes do ponto de vista criativo e que sempre apresentam bons trabalhos no festival.

Fechando a lista temos ainda A Onda Traz, O Vento Leva (Gabriel Mascaro – PE), Ausência (Jardel Tambani – SP), Dia Estrelado (Nara Normande – PE), Dizem Que Os Cães Vêem Coisas (Guto Parente – CE),  Laje do Céu (Leo França – BA), Luna e Cinara (Clara Linhart – RJ), Na Sua Companhia (Marcelo Caetano – SP), Odete (Ivo Lopes Araújo, Luiz Pretti, Clarissa Campolina – CE), O Duplo (Juliana Rojas – SP), Os Mortos Vivos (Anita da Silveira – RJ), Porcos Raivosos (Isabel Penoni e Leonardo Sette – PE) e Pra Eu Dormir Tranquilo (Juliana Rojas – SP).

Na Competitiva Baiana temos como grande destaque Joelma (Edson Bastos), curta que conta uma história das mais instigantes e de forma poderosa, crua e tecnicamente muito bem realizado. Outro projeto que fomenta curiosidade é O velho e os três meninos (Henrique Filho), com o ator Fernando Neves como protagonista. Há ainda nomes bem interessantes da cena baiana, como Desvelo (Clarissa Rebouças), Esc4escape (Alexandre Guena) e A Descoberta (Ernesto Molinero). Fechando a lista temos Amém (Marcus Curvelus), Arremate(Rodrigo Luna), Entre Passos (Elen Linth), Isso Não é o Fim (João Gabriel), O Cadeado (Leon Sampaio), Premonição (Pedro Abib) e Rua dos Bobos (Ohana Almeida).


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta