7ª Mostra Cinema e Direitos Humanos em Salvador – Cabine Cultural
Agenda Cinema

7ª Mostra Cinema e Direitos Humanos em Salvador

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Hoje, de Tata Amaral

Um total de 37 filmes, incluindo vários títulos inéditos no país, estão na programação da 7ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, que inicia a etapa baiana no próximo dia 14 de dezembro, e que atinge as 26 capitais estaduais brasileiras e o Distrito Federal, sempre com entrada franca.

Baixe o Pdf da Programação de Salvador Mostra Cinema e Direitos Humanos

O grande homenageado do evento em 2012 é o brasileiro Eduardo Coutinho, considerado um dos mais importantes documentaristas da atualidade em todo o mundo. Seu trabalho é reconhecido pela sensibilidade e pela capacidade de ouvir o outro, registrando sem sentimentalismos as emoções e aspirações das pessoas comuns. Estão programados o clássico Cabra Marcado Para Morrer (1984), premiado no Festival de Berlim, Santo Forte (1999), um mergulho na intimidade de católicos, umbandistas e evangélicos de uma favela carioca, e O Fio da Memória (1991), mosaico sobre a experiencia negra no Brasil a partir da figura de um artista popular.

A programação traz ainda uma série de títulos inéditos no circuito comercial, como os longas-metragens Hoje, de Tata Amaral, e O Dia Que Durou 21 Anos, de Camilo Tavares. O documentário O Dia Que Durou 21 Anos revela documentos secretos que confirmam articulações de governos norte-americanos para a derrubada do presidente João Goulart, seguida pela instauração da ditadura militar brasileira (1964-1985). Hoje, por seu turno, aborda reflexos atuais de fatos ocorridos durante essa mesma ditadura e tem no elenco Denise Fraga e o ator uruguaio Cesar Troncoso. O filme foi o grande vencedor do Festival de Brasília, onde acumulou cinco premiações, inclusive de melhor filme e de melhor atriz.

Eduardo Coutinho, o grande homenageado desta edição

Também inédito comercialmente no país, o colombiano Chocó, de Johnny Hendrix Hinestroza, foi lançado pelo Festival de Berlim deste ano e transformou-se em grande sucesso de público: meio milhão de pessoas assistiram ao filme na Colômbia. A obra destaca os problemas do desemprego, do desalojamento e da violência doméstica.

Com sua estreia mundial também promovida pelo Festival de Berlim, o indicado oficial pelo Uruguai ao Oscar de Filme Estrangeiro A Demora mostra uma mulher, de família pobre, que não consegue internar seu idoso pai em um asilo e acaba tomando uma atitude drástica. Assinado pelo cultuado diretor Rodrigo Plá, o longa é inédito nas salas brasileiras. Maior bilheteria de um documentário em cinemas do Equador, Com o Meu Coração em Yambo tem sua estreia brasileira na 7ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul. Trata-se da história de uma família colombiana que foge da violência política de seu país e acaba tendo dois de seus filhos sequestrados e desaparecidos no Equador.

Longa-metragem inédito no Brasil, o paulista Último Chá, de David Kullock, focaliza um solitário que vive em um velho casarão em demolição e cujo filho foi assassinado pela ditadura militar. Bruno Perillo e Antonio Petrim lideram o elenco.
Duas obras focalizam a lei Maria da Penha, que alterou o Código Penal Brasileiro, permitindo que agressores de mulheres no âmbito doméstico sejam presos em flagrante ou tenham a prisão preventiva decretada: o média-metragem O Silêncio das Inocentes, de Ique Gazzola, e o curta Maria da Penha: Um Caso de Litígio Internacional, de Felipe Diniz.

Elvis & Madona, de Marcelo Laffitte

Na programação está ainda Elvis & Madona, longa vencedor do Prêmio da Associação de Correspondentes Estrangeiros (ACIE) nas categorias melhor ator (para Igor Cotrim, melhor atriz (para Simone Spoladore), melhor diretor (para Marcelo Laffitte) e melhor filme segundo o júri popular. O divertido enredo acompanha o envolvimento de uma travesti com uma jovem entregadora de pizza. Já Batismo de Sangue, dirigido por Helvécio Ratton, trata da participação de frades dominicanos na luta clandestina contra a ditadura militar brasileira, no fim dos anos 1960. O filme foi vencedor dos prêmios de melhor direção e melhor fotografia no Festival de Brasília e tem no elenco Caio Blat, Daniel de Oliveira, Cássio Gabus Mendes e Ângelo Antônio.

SERVIÇO

7ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul

* Salvador – 14 a 20/12

[fbshare url=”http://cabinecultural.com/2012/12/12/7a-mostra-cinema-e-direitos-humanos-na-america-do-sul-em-salvador/” type=”button”]

[twitter url=”http://cabinecultural.com/2012/12/12/7a-mostra-cinema-e-direitos-humanos-na-america-do-sul-em-salvador/” style=”horizontal” float=”left”]


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta