Re-Sintos – Cabine Cultural
Agenda Dança

Re-Sintos

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Re-Sintos

No espetáculo Re-Sintos, a Muovere Cia. de Dança parte de espaços de convivência comum das cidades, onde estranhos se encontram, para expor as vísceras da sociedade. Como coreografia de Jussara Miranda, diretora da companhia gaúcha, em colaboração com os dançarinos, a montagem integra a programação do VIVADANÇA Festival Internacional e tem apresentações em Salvador (Teatro Vila Velha, 17 de abril, às 20h) e Camaçari (Teatro Cidade do Saber, 20 de abril, às 20h, e 21 de abril, às 19h). Os ingressos custam R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia). Quem for de bicicleta ao Teatro Vila Velha, para R$ 5,00 no ato da compra do ingresso.

Com humor e acidez e carregado de crítica social, a montagem, o espetáculo utiliza a linguagem da mídia para satirizar a ética dos discursos e suas padronizações, e empresta-se do simbolismo do cavalo, sua força e subserviência, em metáfora com a condição humana. No palco, os dançarinos não são homens e mulheres, mas apenas músculos que se movimentam de forma frenética e rude, entre um cenário de estruturas sem paredes. Eles duelam numa repetição excessiva de movimentos. A trilha sonora, de Diego Mac, é um pot pourri de temas com referências clássicas, populares e pop.

Re-Sintos

RE-SINTOS
Re-Sintos (2008) revisita o espetáculo Recintos (1998), uma das obras mais destacadas do repertório da Muovere Cia de Dança, que se apresenta na Bahia pela primeira vez. O título separado por um hífen traduz o tempo de uma obra com trajetória de 15 anos, com mais de cem apresentações e prêmios como o Edital Caixa Cultural (Brasília, SP e RJ) 2010; Prêmio Procultura de Estímulo à dança 2010, da Funarte; Indicação Prêmio Braskem POA em Cena 2009; Prêmio de Incentivo à Produção Cultural IEACEN/RS e Açorianos de Dança 1999.

MUOVERE CIA DE DANÇA
Fundada em 1989, atua nas atividades de criação, produção, fomento, formação e pesquisa em dança, e soma em seu repertório mais de 18 produções de espetáculos, cinco performances de rua, cinco projetos de inclusão social e centenas de apresentações.

“A oportunidade de participar pela primeira vez deste Festival, para nós da cena gaúcha, é um privilégio. Além de proporcionar o encontro entre várias nações e regiões brasileiras, o festival atualiza potencialmente as relações estéticas e poéticas da dança e suas tendências. Nossa expectativa reside no encontro, nas trocas e conexões que o festival oferece, uma possibilidade de enriquecermos o nosso discurso poético.  A Bahia, especialmente Salvador e para mim, é um prolongamento das minhas experiências artísticas, de forma que me sinto retornando a uma casa querida, desta vez, levando o trabalho da Muovere para as cidades de Salvador e Camaçari”.  Jussara Miranda, em entrevista ao Cabine Cultural.

SERVIÇO
Re-Sintos
Teatro Vila Velha (Salvador)
17 de abril 20h
R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia)

Teatro Cidade do Saber (Camaçari)
20 de abril, às 20h, e 21 de abril, às 19h
R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia)

 


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta