Hereros Angola no Festival de Brasília – Cabine Cultural
Notícias

Hereros Angola no Festival de Brasília

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Hereros

Hereros Angola é a estreia do fotógrafo pernambucano, radicado na Bahia, Sérgio Guerra no cinema e um registro singular do grupo étnico que dá nome ao filme. O longa faz parte de um projeto maior da produtora baiana Maianga Produções e, em 20 de setembro, terá destacada exibição dentro da mostra competitiva do 46° Festival de Brasília. Filmado entre 2009 e 2012, durante vários pacientes encontros do fotógrafo e sua equipe com os hereros, o documentário faz parte de um projeto maior que inclui um livro de fotografias e uma série de exposições autorais que já percorreram cidades do mundo todo, como Lisboa, Luanda, Madrid, além de Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Complementa o projeto um disco com registros musicais dos ritos hereros.

GUERRA
Apesar de residir na fotografia estática a consagração de seu trabalho até então, Sérgio Guerra entendeu que o registro audiovisual seria a linguagem com maior potencial de reproduzir o discurso de um povo sem escrita, que transmite sua cultura e sua história pela oralidade. “Decidi quando conheci os Muimbas. E pensei: como é que eu posso me aproximar deles? Eu me encantei! No fundo, no fundo, é uma motivação pessoal.”, diz Guerra. O fotógrafo, que, no ano passado, recebeu o título de Cidadão Baiano, vive entre Salvador e Angola desde 1998.

HISTÓRIA
Hereros Angola é um documentário sobre o grupo étnico do mesmo nome. Habitantes das terras do sudoeste de Angola, África, e provenientes dos povos bantos, os hereros são donos de uma tradição ancestral que é passada oralmente de pais para filhos. O filme mostra o conhecimento vivo destes povos, em constante movimento: do nascimento à morte, atravessando os mais importantes aspectos da ancestralidade, que mantêm essa milenar cultura de pé e ganha novos sentidos através da câmera cinematográfica.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta