Sobral – O Homem Que Não Tinha Preço nos cinemas do Brasil | Cabine Cultural
Notícias

Sobral – O Homem Que Não Tinha Preço nos cinemas do Brasil

Sobral – O Homem Que Não Tinha Preço

Sobral – O Homem Que Não Tinha Preço estreia em circuito nacional dia 1º de novembro. Com produção executiva de Augusto Casé, o filme dirigido por Paula Fiuza, neta de Sobral Pinto, chega as salas de cinema com distribuição da Serendip Filmes (Art Filmes).

A produção retrata a trajetória de uma das figuras mais importantes da história recente do Brasil, o advogado que na luta por justiça e democracia ousou desafiar até mesmo o período da ditadura brasileira.

Sobral resgata a história de Heráclito Fontoura Sobral Pinto desde seus embates ao combater os abusos do regime militar (1964-1985) e do Estado Novo (1937-1945) num registro do que sempre foi uma constante em sua vida – o jurista colocava a defesa dos direitos humanos sempre em primeiro lugar.

Sobral – O Homem Que Não Tinha Preço

Mesmo com convicções ideológicas contrárias e combatente do comunismo defendeu Luiz Carlos Prestes e Harry Berger, líderes da Intentona Comunista de 1935, em uma causa histórica, em que procurando livrar Harry das condições desumanas que estava sendo submetido na prisão pela ditadura de Getúlio Vargas, utilizou a Lei de Proteção aos Animais para defender seu cliente.

O filme toma como ponto de partida a descoberta de arquivos secretos de áudio do Superior Tribunal Militar contendo registros de defesas de presos políticos durante a ditadura. Nas gravações a voz que mais se destaca é de Sobral. Com depoimentos de personagens como Luis Carlos Prestes e sua filha com Olga Benário, Anita Leocádia, salva do regime nazista com ajuda do jurista, de Zuenir Ventura e do próprio Sobral, o filme ressalta a coragem, a ética e a luta incansável de um dos maiores advogados defensores dos direitos humanos da história do Brasil.

História
A trajetória surpreendente de Sobral Pinto, advogado de coragem e ética inabalável, que lutou pela justiça e pela democracia, ousou desafiar a ditadura e levou um milhão de pessoas ao delírio ao subir no palanque das Diretas, aos 90 anos, para lembrar ao Brasil que “todo poder emana do povo e em seu nome deve ser exercido”.

FICHA TÉCNICA
Direção: Paula Fiuza Roteiro: Paula Fiuza Produtor: Augusto Casé Produtora Associada: Pri Jansen Produtora Executiva: Mariana Muniz Pesquisa: Antonio  Venâncio, Maria Byington e Cristina Vignoli Montagem: Quito Ribeiro Direção de Fotografia: Jacques Cheuiche, ABC Música Original: Marcos Kuzka Cunha Desenho de Som: Gabriel Pinheiro Som Direto: Valeria Ferro Arte: GF Design Produtor de Finalização: Alexandre Rocha Uma co-produção Casé Filmes e Canal Laranja Distribuição: Serendip Filmes / Art Films Duração: 84 minutos


2 respostas para “Sobral – O Homem Que Não Tinha Preço nos cinemas do Brasil”

  1. Gostaria que esse documentário fosse exibido também aqui em São José dos Campos, como aluno de Direito e Cidadão, julgo importante conhecer a vida e a obra de tão ilustre jurista.

    • Muito importante mesmo, Sidnei.

      Esperamos também que o filme seja exibido em São José dos Campos,

      Abraços!

Deixe uma resposta