Espetáculo Senhora dos Infiéis em Leitura Dramática na Sala do Coro – Cabine Cultural
Agenda

Espetáculo Senhora dos Infiéis em Leitura Dramática na Sala do Coro

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Senhora dos Infieis

O Espetáculo Senhora dos Infiéis, de Luiz Marfuz (A Capivara Selvagem, As velhas) terá leitura dramática na Sala do Coro do TCA no dia 04 de novembro, 20h, em única apresentação. Participam da leitura (também dirigida por Marfuz) os atores Carlos Betão, Andréa Elia, Claudio Machado, Luisa Muricy, Fernando Santana e Márcio Bernardes. A entrada é franca.

O ESPETÁCULO
No século XVIII, na Bahia, uma missão jesuíta tenta converter indígenas à civilização cristã, através da representação de peças teatrais, apesar da perseguição da coroa portuguesa, que passa a ver na catequese uma força adversária de seus interesses econômicos na Colônia, nessa época. Liderados pelo padre português Afonso de Souza, Ana, filha de colonos, e Cobi, filho de índio e branco, vivem sob proteção de Rudá, chefe de uma aldeia tupi, que está em pé de guerra com outros índios e com exploradores de terras. Ana representa a Virgem Maria nos autos teatrais da catequese e se torna objeto de fascínio e de Rudá; este, dividido entre sua cultura e a católica, confunde a atriz com a personagem da Virgem e tenta resistir ao desejo.  Maiara, mulher de Rudá, luta para impedir que Rudá abandone seus costumes e seja tragado pela cultura do colonizador.

Luiz Marfuz – Foto de Andrea Magnoni

O AUTOR
Senhora dos Infiéis (ou O fruto de nosso ventre) é o quinto texto escrito por Luiz Marfuz, que já encenou peças de sua autoria: A capivara selvagem (uma homenagem aos 30 anos de carreira de Frank Menezes e atualmente em cartaz no Teatro Módulo), Meu nome é mentira (Prêmio Braskem de Melhor Direção e indicado como Melhor Texto), A última sessão de teatro (Prêmio Braskem de Melhor Ator para Harildo Déda e indicação de Melhor Texto) e Cuida Bem de Mim (coautoria com Filinto Coelho).

O processo de construção do texto passou pela pesquisa histórica sobre o teatro de catequese e as missões jesuíticas no Brasil, e especialmente na Bahia, as formas e estrutura dramatúrgicas dos autos de catequese do Padre Vieira e a observação de costumes de povos indígenas do século XVIII no Brasil Colônia. Além disso, o autor fez visitas a aldeias no extremo sul da Bahia, com registro cursivo e audiovisual e de sons, imagens e hábitos locais.

As formas dramatúrgicas do texto se apoiam em quatro planos narrativos: (I) núcleo de “atores” de uma ramificação tardia da Companhia de Jesus; (II) representação dos autos, inspirados na forma escrita pelo Padre Anchieta, e falado em português e tupi; (III) cotidiano da aldeia de uma família indígena; (IV) a narrativa epistolar do Padre Afonso dirigida aos superiores eclesiásticos da Companhia de Jesus.

SERVIÇO
Senhora Dos Infiéis
– Leitura Dramática
Equipe: Carlos Betão, Andréa Elia, Claudio Machado, Luisa Muricy, Fernando Santana e Márcio Bernardes (elenco); Luiz Marfuz (texto e direção); Fernanda Júlia (luz e ass. direção); (Susan Kalik e Francisco Xavier (produção).
Sala do Coro do Teatro Castro Alves – Campo Grande. Telefone: 3525-0600
04 de novembro, segunda-feira, 20h. Única apresentação.
Entrada Franca


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta