Jornada de Dança da Bahia 2013 – Cabine Cultural
Agenda

Jornada de Dança da Bahia 2013

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Peças Soltas – Clara Trigo – Foto Joao Milet Meirelles

Um grande encontro que discute e apresenta um recorte da produção da atual produção dança. Com este conceito, começa no dia 4 de novembro a quinta edição da JORNADA DE DANÇA DA BAHIA, que favorece o intercâmbio artístico e a reflexão sobre o ensino da dança contemporânea, provocando a difusão de práticas artístico-pedagógicas e incentivando a discussão e a pesquisa através de mostras, bate-papos, oficinas e espetáculos.

Até o dia 10 de novembro, serão apresentados onze espetáculos de três estados brasileiros (Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Bahia) e dos Estados Unidos, além de duas mostras – uma didática e outras com um conjunto de obras curtas. A programação, que acontece no Espaço Xisto Bahia, tem atividades gratuitas e com ingressos a R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia).

A abertura da programação artística acontece segunda-feira, às 20h30, com um programa duplo que cruza dança e memória. Clara Trigo apresenta Peças Soltas e em seguida Fátima Suares mostra Manta. O ponto de partida dessas criações são memórias escritas pela coreógrafa, dançarina e professora Fátima Suarez, que revelam passagens de sua vida pessoal e de obras dançadas por ela e seu grupo, a companhia Mantra, que marcou história na dança baiana nas décadas de 1980 e 1990.

Mantra – Fatima Suarez – Foto – Almir Bindillatti

PANORAMA
A programação artística da JORNADA conta com a participação das companhias Uai Q Dança (MG) e Matheus Brusa (RS). A primeira, que produz trabalhos voltados especialmente para espaços públicos e não convencionais, apresenta o projeto Sem. A companhia foi criada em 1990 e, desde então, tem discutido questões que permeia temas como criatividade e sobrevivência do artista. Já a Matheus Brusa (RS), mostra Léxico, que leva adiante a pesquisa do diretor – também coreógrafo e videomaker – no cruzamento de linguagens e desenvolvimento de vocabulário corporal. Matheus criou a companhia em 2006 e desde então vem se destacando como jovem criador no cenário nacional.

Da Bahia, apresentam-se as companhias Mantra, GDC – Grupo de Dança Contemporânea da UFBA, Trampolim e Katharsis; a Escola de Dança da Funceb e o Contemporânea Ensemble; o projeto Plataforma Convidança; e os solistas Clara Trigo e Marvan Carlos. Todos apresentam suas mais recentes criações, incluindo A Sagração da Primavera (Escola de Dança da Funceb) e Cabaça (GDC).  Fátima Suarez, responsável pela curadoria da JORNADA, destaca que são grupos e artistas de diferentes trajetórias no panorama local, o que resulta num recorte representativo dos caminhos da produção baiana.

Fatima Suarez – Foto Alice Ramos

A programação artística terá também uma mostra didática, resultado dos trabalhos desenvolvidos pelos participantes do I Fórum de Educadores durante a permanência em Salvador, e apresentação de Lori Belilove, expoente internacional na difusão do pensamento e trabalho de Isadora Duncan. Espécie de “prata da casa” da JORNADA, Lori executa alguns solos no programa do espetáculo Para Sempre Isadora, junto ao Contemporânea Ensemble.

FORMAÇÃO
A norte-americana Lori Belilove vai ministrar oficinas, como parte das atividades formativas do evento. Além dela, os workshops de dança serão coordenados por Clara Trigo e Fernanda Bevilaqua, da companhia Uai Q Dança. Já os bate-papos, que abordam temas educacionais, partirão das falas de Lenira Rangel, da UFBA, e Gisela Tapioca, psicóloga e consultora de projetos em educação.

SERVIÇO
JORNADA DE DANÇA DA BAHIA

Espaço Xisto Bahia
4 a 10 de novembro de 2013
R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia) e atividades gratuitas


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta