A censura na internet e a exclusão de blogs culturais | Cabine Cultural
Notícias

A censura na internet e a exclusão de blogs culturais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Censura na internet

O blog do escritor Elenilson Nascimento, nosso colunista, foi a mais recente vítima da política de exclusão de blogs.

O escritor baiano teve todos os seus blogs dos últimos 7 anos excluídos do Blogger numa comprovação de que no Brasil a Liberdade de Expressão não existe.”

Por Fernando Castro Mendonça*

“O que garante a liberdade não é um governo ‘absoluto’ a favor dela, mas uma rede de poderes e associações que se entrechocam. A família, a religião, os sindicatos, os interesses múltiplos e contraditórios garantem muito mais a liberdade do que as boas intenções do governante ou de um ‘partido da liberdade’. A pior coisa que existe é um governante com ideia de sociedade perfeita na cabeça, quem governa deve suspeitar das próprias ideias sobre o mundo e ser um intermediário entre os fluxos de vida da sociedade, e não se tornar um formador moral desta”, escreveu Michael Oakeshott. Enquanto isso, blogs e sites no Brasil estão sendo excluídos por total ignorância do Blogger/Google.

No ano passado, uma juíza, a pedido da senadora Ideli Salvatti, mandou retirar o site Tijoladas do Mosquito, de Santa Catarina, do ar. Bem, essa decisão foi tão patética que a própria juíza deu um jeito de ela própria se retirar também. Já o blog Cadernos da Bélgica recebeu uma notificação em dezembro último: “Acabo de ser notificado extrajudicialmente por escritório de advocacia representando a Folha para que retirasse os selos da campanha #CancelandoFOLHA#CancelandoUOL, sob pena de processo por suposto uso indevido das marcas. Sendo assim, retirei imediatamente os referidos selos. No momento não poderei desenvolver um post explicando melhor o caso, mas deixo aqui meu protesto por mais este ato de censura contra blogs.”

Exclusão de blogs

Muitos outros blogs já foram censurados pelos motivos mais esdrúxulos. O blog Prístina.Org, de Felipe Tofani, foi proibido de citar o nome de uma marca famosa e escreveu: “Seguindo os conselhos do meu advogado, acabei cedendo a pressão feita por aquela agência que todo mundo sabe qual é e tive que remover temporariamente o conteúdo que a menciona aqui do blog. Assim que souber mais sobre o assunto, mencionarei as coisas por aqui, mas até o momento é isso que tenho a dizer”. O blog do Luiz Cass Pennantfoi censurado por causa de imagens de nus: “Alguém maliciosamente enviou mensagens para o Google, dizendo que o blog tem conteúdo pornográfico. Com isso os responsáveis pelo domínio começaram a me censurar. As regras aqui no Blogger é ouvir apenas uma voz. Ninguém fez contato para esclarecer o que ocorreu, mas tudo bem. Bola para frente”, disse o Penna num e-mail. Algo semelhante também aconteceu com o blog particular do ator baiano Uarlen Becker que também foi triturado pelo bastão da censura Blogger! De poemas e fotos de nus só restou o nome na cabeça do seu autor.

Leia+  Literatura: sou um escritor num país sem leitores na FLIPELÔ

Contudo, muita gente tem se mobilizado pelas redes sociais devido mais manifestações de ignorância por parte do Blogger por ter excluído mais páginas nos últimos meses. Já vai completar dois meses que TODOS os blogs do escritor também baiano Elenilson Nascimento foram arbitrariamente excluídos do Blogger/Google. Ninguém até hoje se deu ao trabalho de explicar o real motivo. “Depois de 7 anos usando o serviço do Blogger acabei de perceber a perda de tempo e a total falta de respeito que esses serviços têm com os usuários. Até quando coloco minhas reclamações eles retiram alegando que está duplicada. É lamentável essa política de mordaça do Blogger. Gostaria de saber se realmente alguém vai liberar meus blog, pois preciso retirar meus trabalhos ou terei que entrar uma ação judicial contra eles?”, escreveu o autor na página de reclamações do provedor de internet.

Deputado Chico Alencar

É deprimente essa política de mordaça disse o ator mineiro Marco Fugga: “Se vocês do Google não sabem, este rapaz Elenilson Nascimento é um escritor extremamente sensível, capaz e tem contribuindo muitíssimo para a divulgação de novos escritores, leitores e artistas em geral, sem cobrar nem um valor em troca da sua generosidade artística. Talvez vocês ainda não saibam o que seja isto, só pensam nas cifras que iram receber no final do mês. Na minha humilde opinião, vocês estão pouco se lixando para nós artistas, estão pouco se lixando para a cultura do nosso povo”, escreveu.

Leia+  Crítica literária: LOBOS de Rubem Mauro Machado

Nas redes sociais, leitores antigos dos blogs, como Luiz Heleno, gritam: “Façamos do clamor do amigo Elenilson Nascimento, uma bandeira de luta por uma internet que não cerceie as nossas liberdades de expressão. não somos bandidos para sermos vigiados e tolhidos dos nossos direitos por censores estúpidos e sem comprometimento com a verdadeira democracia”, porém sem resultado.  Outros, como a professora de São Paulo Rosely M. Selaro, escreveram:  “Entristece-me a humanidade hoje. São tempos tecnológicos. Acadêmicos. Não do aprendizado dos bancos das escolas. Acadêmicos de academia. Bumbuns turbinados, coxas roliças, roupas chamativas e nenhuma ginástica para o coração. Acho que os corações pulsam no ritmo de bytes. Um egoísmo desmedido impera – principalmente na família. Entristece-me que não vejamos nosso próximo que está tão próximo. E eu não vou me preocupar hoje nem com minhas palavras. Mas sim com a minha tristeza. Gritar. Pedir ajuda. E ouvir uma resposta evasiva. Esquiva. Irmãos que se portam como estranhos. Lamentável blogs como o Literatura Clandestina, Poemas de Mil Compassos e Comendo Livros terem sido excluídos por total força de vontade dos funcionários do Google em resolver o problema.  Os estranhos talvez façam alguma coisa. Entristece-me que num dia ensolarado de primavera e muito frio, as pessoas estejam cada vez mais olhando o próprio umbigo. Não conseguem compreender que a vida é uma gangorra. Entristece-me – profundamente”, disse a professora.

Para o blogueiro, identificado com o nick Ichigo, as pessoas perdem seus blogs e quem se esconde são os funcionários do Blogger. “Só posso te falar uma coisa: “Bem vindo ao Clube”. Excluíram meu blog a três semanas, uma pessoa no Fórum falou que eles excluíram por que meu blog tinha arquivos de direitos autorais. Porém , não falaram quais arquivos, qual empresa reclamou o quê, não me avisaram sobre a exclusão do blog, não dão informação alguma sobre nada. Isso porque nós perdemos os blogs e quem se esconde são os responsáveis pelo Blogger. Tem um formulário de contra-notificação que ninguém sabe para que presta. Os formulários do Blogger só servem para denunciar,  e retira blogs do ar. Não existe formulário para ter direito de resposta para recuperar os blogs. Não tem nenhum meio de comunicação, apenas robôs que fazem o trabalho sujo dos funcionários do Blogger que devem ficar em algum site pornô, enquanto os robôs do Google trabalham”.

Leia+  Parabéns, MADONNA!

Contudo, o ator Marco Fugga resume bem essa censura: “Tirem tudo do homem, mas não poderá calá-lo! Vamos encontrar um forma de reaver nossas postagens. É bobagem lutar, brigar com este povo que faz arte, eles são muitos! São apaixonados e não se vendem, é bobagem tentar nos corromper, não somos deste planeta, somos um bando de loucos cheios de ideias, cheios de ideologias, cheios de angustias e medos e raivas. Neste momentos estamos brigando por direitos, sempre foi assim desde Shekespeare, Beethoven,Sade. Nossa obra não morre, e talvez vocês serão esquecidos, mas Elenilson Nascimento, jamais! Sua obra, sua arte se perpetuará, suas palavras, seus deboches e sua raiva e paixão vão atingir a alma de muitos, até mesmo dos seus”.

Até o deputado Chico Alencar entrou na campanha a favor do Blog Literatura Clandestina.

*Fernando Castro Mendonça é escritor, jornalista e professor universitário.



  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma resposta para “A censura na internet e a exclusão de blogs culturais”

  1. O Facebook tirou-me do ar durante dez horas; aí eu criei outra página e enchi de denúncias contra ELE. Logo depois minha página foi restabelecida, com a informação de que estavam fazendo “atualizações”. Pude constatar que diversas matérias tinham apagadas. Agora, estou mantendo as duas.

Deixe uma resposta