Gabriel Póvoas agracia público do Vozes do Brasil | Cabine Cultural
Música

Gabriel Póvoas agracia público do Vozes do Brasil

Gabriel Póvoas

Gabriel Póvoas

A mais recente edição do projeto Vozes do Brasil conseguiu trazer de volta a Salvador, após muitos anos de ausência, a cantora carioca Marina Lima. Mas engana-se quem pensa que somente a cantora atraiu as atenções da Concha Acústica na sexta-feira, primeira noite do projeto. Antes de sua apresentação o baiano Gabriel Póvoas teve a árdua, porém bem sucedida missão de abrir as atividades.

Gabriel, baiano de Salvador, nasceu em uma família musical, sobretudo pela parte materna (filho da grande cantora e compositora Daniela Mercury). E talvez por conta disto suas canções sejam tão agradáveis de se ouvir, afinal, com uma mãe tão talentosa a única saída para sua inserção no mundo da música seria se o seu trabalho fosse também de qualidade significativa. Não que isso tenha sido algo concreto no seu desenvolvimento como cantor, mas é fato que suas músicas e o modo como ele as trabalha, pensando em muitos detalhes, remete a essa ideia.

Leia também:  Matrix lança “Ginástica Cerebral”, livro que ajuda a exercitar a mente

Sua apresentação na Concha foi bem intimista, o que de certa forma combinava com a situação, com momentos em que Gabriel sentava-se em um banquinho e tocava. A recepção do público – que não enchia o espaço, mas já estava em um número considerável – foi boa, principalmente dos muitos que ainda não conheciam o trabalho de Gabriel. Quem já o conhecia fazia questão de ficar lá na frente cantando junto com eles seu repertório.

Era perceptível a qualidade das canções, as melodias e as letras. Gabriel cresceu no mundo da música e isso deve ter agregado bastante nas suas influências e referências. A apresentação foi toda de bom gosto, as canções pareciam conversar com ele, e de certa forma eram consequências de suas experiências e também as refletiam, como na música cantada por ele que ilustrava um acontecimento vivido com sua hoje esposa, a também cantora Tais Nader.

Leia também:  Intrínseca lança “Agora e Para Sempre”, mais um ótimo livro da série de Jenny Han

Gabriel Póvoas é um nome a ser guardado e considerado. A qualidade musical de seu trabalho se mostra em um nível bem acentuado dentro da cena da música nacional e a apresentação na Concha Acústica certamente despertou essa vontade de querer conhecer mais a fundo o seu trabalho.




Deixe uma resposta