As séries de TV no Globo de Ouro 2014
Televisão

As séries de TV no Globo de Ouro 2014

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Breaking Bad

Breaking Bad promete levar tudo que lhe for possível

Por Luis Fernando Pereira

Dia 12 de janeiro acontece nos Estados Unidos mais uma edição do Globo de Ouro, uma das maiores premiações do mundo do cinema e das séries de TV. O evento, ano após ano, vem sendo cada vez mais contestado, mas ainda assim continua sendo um bom parâmetro para se discutir sobre o mercado de cinema e de séries de televisão.

Como grande parte dos filmes indicados ainda nem estrearam no Brasil, iremos nos limitar aos comentários sobre os indicados de TV. Ademais, pelo segundo ano consecutivo, Tina Fey (da recém-finada 30 Rock) e Amy Poehler (da ainda ótima Parks and Recreation) serão as apresentadoras.

Na categoria melhor série dramática, o Globo de Ouro não terá dificuldade alguma para decidir o vencedor, já que Breaking Bad conseguiu realizar uma última temporada impecável, inconteste e indiscutivelmente a melhor entre todos da lista de concorrentes. Assim, Downton Abbey, The Good Wife, House of Cards e Masters of Sex, por mais interessantes que possam ser, devem se contentar somente com a indicação.

New Girl

A mesma linha de raciocínio serve para elegermos o melhor ator em série dramática. Mesmo com Kevin Spacey realizando um esplêndido trabalho em House of Cards, Liev Schreiber fazendo bonito em Ray Donovan, Michael Sheen sendo fundamental para o sucesso de Masters of Sex e James Spader salvando The Blacklist, fica mais que certo que o vencedor desta edição será Bryan Cranston, por sua atuação brilhante em Breaking Bad.

Melhor atriz em série dramática já traz alguma competitividade para a premiação. Fica a torcida aqui para a Taylor Schilling, de Orange is the New Black. Seu trabalho na série foi muito consistente; talentosa, emanou empatia com o público e fez cada um dos espectadores se importar com o destino de sua personagem na série. Porém , o mais provável é que Julianna Margulies, de The Good Wife, vença nesta categoria. Correndo por fora estão Tatiana Maslany, por Orphan Black (que virou a queridinha da crítica), Kerry Washington, por Scandal e Robin Wright, por House of Cards.

Partindo para Melhor Série Cômica, temos The Big Bang Theory, Brooklyn Nine-Nine, Girls, Modern Family e Parks and Recreation. A melhor comédia do ano – há de se destacar – foi Veep, da HBO. Incompreensível a sua não indicação. Destas, todas foram somente medianas e Girls – ótima série, mas que não se enquadraria exatamente em comédia. Com tudo isso as portas ficam abertas para mais uma vitória de Modern Family, mesmo que não seja tão merecida como nas edições anteriores.

Parks and Recreation

Melhor ator em série cômica: pode já entregar para Jim Parsons, de The Big Bang Theory. Do ano passado para cá nada mudou nesta categoria, então não há como Jason Bateman de Arrested Development, Don Cheadle, de House of Lies, Michael J. Fox, de The Michael J. Fox Show ou Andy Samberg, de Brooklyn Nine-Nine vencerem o Jim.

Para fechar, temos a melhor atriz em série cômica e a grande aposta vai para Julia Louis-Dreyfus, por sua brilhante atuação em Veep. Suas concorrentes, Zooey Deschanel, de New Girl, Lena Dunham, de Girls, Edie Falco, de Nurse Jackie e Amy Poehler, de Parks and Recreation, fizeram até bons trabalhos, mas nada comparado ao excelente papel da Julia como Vice-presidente dos Estados Unidos.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta