A Menina que Roubava Livros estreia nos cinemas do Brasil
Notícias

A Menina que Roubava Livros estreia nos cinemas do Brasil

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Menina que roubava livros

Baseado no consagrado romance sucesso de vendas, A Menina que Roubava Livros conta a inspiradora história de Liesel, uma garota corajosa e decidida, que transforma a vida de todos a sua volta quando é enviada para viver com uma família adotiva durante a 2ª Guerra Mundial na Alemanha.

Para Liesel, o poder das palavras e da imaginação torna-se um meio de fuga – e até de alegria – diante dos eventos terríveis que cercam a ela e a todos que ela conhece e ama.

A História
A história e seus personagens são frutos da imaginação do autor Markus Zusak, cujo livro foi publicado em sua terra natal, a Austrália, em 2005 e no resto do mundo em 2006.  O livro vendeu 8 milhões de cópias mundialmente, ficou na lista de best-sellers do The New York Times por quase 7 anos e já foi traduzido para mais de 30 idiomas.  Ganhou também mais de doze prêmios literários, foi o campeão de vendas no Amazon.com, e constou de inúmeras listas de mais vendidos no ano.

O livro de Zusak e a adaptação cinematográfica do diretor Brian Percival ( diretor do aclamado Downton Abbey) contam a história de Liesel (Sophie Nélisse), que é enviada para viver com uma família adotiva: o bondoso Hans Hubermann (Geoffrey Rush) e sua irritadiça esposa Rosa (Emily Watson).  Atordoada pela trágica morte de seu irmão mais novo apenas alguns dias antes e tímida frente aos novos “pais” que acaba de conhecer.

Apesar de não ser alfabetizada quando é recebida pela família, Liesel se esforça para conhecer o mundo das letras e assim nasce um grande amor pela leitura. Com seu crescente afeto pela nova família aumentam quando ela faz amizade com um novo hóspede da casa: Max (interpretado por Ben Schnetzer), um refugiado judeu que também é apaixonado por livros e incentiva Liesel a expandir seus poderes de observação, mesmo quando ele se esconde dos nazistas em um porão escuro e úmido.  Também é forte o impacto da sua amizade com Rudy (interpretado por Nico Liersch), jovem vizinho que se apaixona por Liesel, mas gosta de atormentá-la porque ela rouba livros.

A Menina que roubava livros

O narrador onisciente
Existe um personagem central em A Menina que Roubava Livros que nunca aparece: é a Morte, narrador onisciente (com voz masculina) que faz observações cruéis, imprevisíveis, sarcásticas e inesperadamente compreensíveis sobre a condição humana.   Com calma e autoridade, o Sr. Morte faz observações muito reveladoras, pois a Alemanha das décadas de 1930 e 1940 era feita sob medida para o seu trabalho sinistro.

Markus Zusak escolheu a Morte para ser narrador porque, como ele mesmo diz, “é o que mais faz sentido. Todo mundo diz que a Morte e a Guerra são amigos íntimos. Então, quem seria mais indicado que a Morte para contar uma história ocorrida durante uma guerra?”

A Morte raramente se interessa pela vidas que está prestes a ceifar.  Liesel é uma notável exceção.  O Sr. Morte nos conta: “É minha política ficar longe de gente viva… Bem, exceto algumas vezes em que não consigo evitar… Eu me interesso… Liesel Meminger chamou minha atenção… e eu gostei dela.”

A Rua Himmel
A filmagem de A Menina que Roubava Livros começou no Estúdio Babelsberg, em Berlim, Alemanha.  Lá, nos estúdios de som, o planejador de produção Simon Elliott (que trabalhou em A Dama de Ferro) construiu a casa da família Hubermann na fictícia Rua Himmel. “Himmel” é uma palavra alemã que significa “céu” ou “paraíso”. Fora dos estúdios de som, a produção filmou em um espaço na área externa do estúdio em que Simon Elliott construiu o exterior da casa, uma dentre várias do bairro.  Simon também remodelou o espaço e o transformou na Rua Munique do filme.

A Menina que roubava livros

Elenco
Georey Rush
(interpreta Hans Hubermann) é um ator elogiado que começou sua carreira no teatro na Austrália, atuou em mais de 70 espetáculos e mais de 20 longas-metragens.

Foi alçado à fama pelo papel principal que fez no longa-metragem Shine – Brilhante (do diretor Scott Hicks), pelo qual ganhou os prêmios Oscar® de Melhor Ator, Globo de Ouro®, SAG™, BAFTA, prêmio do Círculo de Críticos de Cinema da Austrália, Broadcast Film Critics, AFT e prêmios dos Críticos de Cinema de Nova York e Los Angeles.

Além disso, ganhou prêmios Emmy®, Globo de Ouro e Screen Actors Guild® por sua atuação cativante no papel do personagem título de A Vida e Morte de Peter Sellers (HBO Films).

Também foi indicado para o Oscar® por sua atuação em Contos Proibidos do Marquês de Sade (de Philip Kaufman) e indicado para o Oscar® e para o Globo de Ouro pelo papel que fez em Shakespeare Apaixonado.

Entre seus filmes recentes estão O Discurso do Rei (da Weinstein Company), que estrelou no papel do fonoaudiólogo Lionel Logue e do qual também foi produtor executivo. Ganhou o prêmio BAFTA de Melhor Ator Coadjuvante e foi indicado para os prêmios Oscar®, Globo de Ouro e SAG™. O filme ganhou o Oscar® de Melhor Filme.

A Menina que roubava livros

Nas últimas décadas, Emily Watson (interpreta Rosa Hubermann) tornou-se uma das atrizes mais elogiadas da indústria do entretenimento.  Chamou atenção do mundo pela primeira vez por sua memorável atuação no papel de Bess em Ondas do Destino (de Lars Von Trier), primeiro longa-metragem da sua carreira.  Por sua emocionante atuação, foi indicada para os prêmios Oscar® e Globo de Ouro® e ganhou o Prêmio do Círculo de Críticos de Cinema de Nova York e o Prêmio Felix de Melhor Atriz, e Prêmio do Círculo de Críticos de Cinema de Londres na categoria Revelação Britânica do Ano em 1997.

Foi indicada pela segunda vez para o Oscar® e o Globo de Ouro®, além dos prêmios SAG™e BAFTA na categoria de Melhor Atriz em 1999, por sua incrível atuação no papel de Jackie em Hilary e Jackie (da October Films), história trágica da famosa violoncelista clássica Jacqueline du Pre, com direção de Anand Tucker.

Sophie Nélisse (interpreta Liesel) é mais conhecida por sua atuação em O Que Traz Boas Novas, pela qual ganhou o prêmio Genie.  O filme foi indicado para o Oscar® de Melhor Filme Estrangeiro em 2012, e Sophie ganhou o prêmio Canadian Jutra de Melhor Atriz Coadjuvante por sua atuação.

Sophie é bilíngue e atuou no filme Ésimésac, além de Les Parents, comédia da televisão de Quebec.

Antes de decidir ser atriz, Sophie praticou ginástica por muitos anos e nos mais altos níveis.

A Menina que roubava livros

Ben Schnetzer (interpreta Max) começou a atuar aos 11 anos de idade, interpretando Artful Dodger em uma produção de Oliver!  Estudou arte dramática na Escola Guildhall de Música e Arte Dramática, em Londres.

Estreou no cinema com o drama independente Ben’s Plan, em 2007. Na televisão, teve seu primeiro papel fixo em série em 2010, no drama de mistério Happy Town (canal ABC), sobre um xerife que investiga o rapto de seis crianças em uma pequena cidade de Minnesota.

Nico Liersch (interpreta Rudy) começou sua carreira de ator em comerciais da TV.  Em seguida teve papéis na televisão alemã e, em 2012, atuou pela primeira vez em um longa-metragem: Meu Pai Quase Perfeito 2, que também tinha no elenco Til Schweiger, diretor do filme, e Emma Tiger Schweiger, filha de Schweiger.  Foi o maior sucesso de bilheteria da Alemanha naquele ano.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta