Estreia de Quando eu era vivo traz Sandy Leah de volta ao cinema
Notícias

Estreia de Quando eu era vivo traz Sandy Leah de volta ao cinema

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Sandy Leah – Foto de Flora Dias

Quando eu Era vivo, filme que acaba de ser lançado no mercado brasileiro, fala sobre as complicadas relações familiares e a impossibilidade de recuperar o passado, sob uma atmosfera curiosa de suspense. O filme é baseado no livro A Arte de Produzir Efeito Sem Causa, de Lourenço Mutarelli.

História
Após um divórcio traumático, Júnior (Marat Descartes) busca abrigo na casa do pai, Sênior (Antonio Fagundes), com quem mantinha uma relação distante. Lá, nada lembra o lar em que viveu quando jovem. O pai se tornou um homem estranho, rejuvenescido à base de exercícios físicos e bronzeamento artificial. Os objetos e fotos da mãe, morta há alguns anos, foram encaixotados e trancados no quartinho dos fundos.

No quarto que dividia com o irmão, Pedro (Kiko Bertholini), agora vive a inquilina Bruna (Sandy Leah), jovem estudante de música que veio do interior para se formar. Após encontrar objetos que remetem ao passado e à sua mãe, Júnior desenvolve uma obsessão pela história de sua família e tenta recuperar algo que aconteceu em sua infância e que, até hoje, o assombra.

Elenco
O elenco do filme conta com nomes como Antonio Fagundes, Sandy Leah e Marat Descartes. Marat inclusive já trabalhou anteriormente com Marco Dutra e Juliana Rojas em Trabalhar Cansa e também ganhou o Kikito de Melhor Ator no 40o Festival de Gramado, em 2012,  por sua atuação no longa Super Nada.

Elenco principal de Quando eu era Vivo – Foto de Flora Dias

Sobre o elenco, o produtor Rodrigo Teixeira conta:

“Um nome que sempre esteve presente foi o do Antonio Fagundes. Ele sempre foi o personagem do pai. Marco fez excelentes sugestões, como a Sandy e o Marat, que tem com ele uma parceria de longa data”.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta