How I met your mother: series finale deixa pergunta no ar: foi bom?
Notícias Séries Televisão

How I met your mother: polêmico series finale deixa pergunta no ar: foi bom?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ouso dizer ainda que foi mais criativa e instigante que a eterna Friends algum dia foi
How I Met Your Mother série

“Who Wants To Be A Godparent” Episódio de How I Met Your Mother

Segunda-feira passada, dia 31 de março, foi ao ar no canal americano CBS o último episódio da série How I Met Your Mother, comédia criada em 2005 por Carter Bays e Craig Thomas. A série, que mostra Ted Mosby (Josh Radnor) em 2030 narrando aos seus filhos a história de como conheceu a mãe deles, teve nove temporadas e um episódio duplo que mostrou finalmente o derradeiro momento em que os dois se conhecem e se falam pela primeira vez.

A cena, uma das mais bonitas e simbólicas de todos estes anos, antecedeu o grande momento de reviravolta da série, agradando uma parcela dos fãs, mas irritando profundamente outra grande parte destes mesmos fãs. As grandes questões resultantes de tudo que se viu são: o desfecho foi bom? O desfecho foi coerente? Talvez os dois? Ou nenhum dos dois?

How I Met Your Mother e seus melhores episódios

Respondendo: os últimos minutos de How I Met Your Mother, os grandes responsáveis por esta irritação geral, foram costurados há muito tempo, tanto que a cena principal foi gravada lá em 2006, quando a série estava saindo da primeira para a segunda temporada. Essa decisão teve dois objetivos: mostrar que o roteiro estava fechado, com início e final definidos, e aproveitar o fato dos então adolescentes filhos de Ted ainda serem… adolescentes. Assim, a resposta inicial diria que o desfecho foi coerente com tudo que a série apresentou ao longo de nove anos. Resta então responder a questão: mas foi bom?

Foi bom?

Esta pergunta é mais complexa e bastante subjetiva. Falar do episódio final (bastante corrido e com carga dramática bem inferior se comparado com outros muitos episódios) isoladamente talvez seja um erro, bastante comum e compreensível, mas ainda assim, um erro. Como diria aquela frase clichê, mas válida, o que vale não é o destino, a linha de chegada, mas sim a jornada, o percurso.

Vendo o quadro mais amplo, fica claro que How I Met Your Mother foi uma das séries mais bem construídas, desenvolvidas e finalizadas da história da televisão. Afinal, quantas comédias deste formato tiveram tanta atenção assim no seu episódio final? Provavelmente a resposta seja: uma somente, e seu nome é Friends. A comparação não é a toa, afinal são duas histórias próximas, que dialogaram bastante em suas jornadas, mas que tomaram decisões diferentes na sua parte final.

HYMYM x Friends

Enquanto Friends se utilizou da idealização da vida, das relações interpessoais, fazendo as escolhas mais confortáveis (para alegria de todos nós), HIMYM buscou ousar, trazer um tom de realidade que de fato já havia mostrado há bastante tempo. Afinal, quem não se lembra do episódio Bad News, um dos mais tristes (ou o mais triste) já vistos numa sitcom. Esta escolha – a do series finale – trouxe desconforto, irritação e raiva, pois deu a entender que o uso da personagem mother (seu nome é Tracy e foi interpretado por Cristin Milioti) teve uma função absurdamente menor do que o título da série indicava.

Os próprios roteiristas perceberam isso e jogaram na boca dos filhos de Ted essa constatação: foram eles que lá nos minutos finais disseram que a história não era sobre como Ted conheceu Tracy, mas sim como Ted se apaixonou em 2005 por Robin Scherbatsky (Cobie Smulders), e 25 anos depois, no ano de 2030, continuava apaixonado por Robin.

Essa constatação no final, que sepultou de vez as chances da mother ainda estar viva, causou certa estranheza, mas não desmereceu em nada o desenvolvimento dos nove anos da série. De fato, pensando bem, era mais que esperado que isso acontecesse, afinal, temporada após temporada, Ted estava lá, declarando seu amor à Robin. Até o penúltimo episódio da série havia esta tensão no ar, então tomar esta escolha do roteiro como reviravolta brusca e apelativa talvez seja demais.

Barney

Porém, com o desfecho dado, fica claro que alguns erros foram cometidos, sobretudo nesta nona temporada, focada exclusivamente no casamento da Robin e Barney (Neil Patrick Harris).

A reclamação, de caráter quase unânime, questiona o fato do roteiro se preocupar durante 22 episódios em construir um lendário e grandioso casamento e no episódio final, em alguns minutos (talvez nem isso) este mesmo casamento ser transformado num divórcio. É a vida, todos podem dizer isto. Porém, os roteiristas já sabiam disso, e por já conhecerem esta informação poderiam ter estruturado melhor toda a nona temporada, para que não soasse uma traição para com os fãs. Robin e Barney tiveram seu primeiro momento de amor lá no final da terceira temporada, ou seja, foram quase seis anos de idas e vindas, então houve no mínimo uma desatenção dos produtores em destruir toda a história dos dois em alguns segundos.

Ainda assim, numa reflexão mais profunda (talvez HIMYM seja a única comédia que algo deste tipo cabe) podemos ver que Barney foi jogado, literalmente, pro lugar que sempre foi dele: a solteirice eterna. Isto é um fato coerente com tudo que foi apresentado nos nove anos. Claro que o ser humano se desenvolve, cresce, amadurece, Barney passou por todo este processo. Mas no final, somos quem sempre somos e nossa essência comportamental vai caminhar conosco durante toda a nossa vida. Barney sempre terá no sangue o pedigree de galinha, mesmo agora sendo pai (o maior presente que a série lhe deu). Ellie, o nome de sua filhinha, provavelmente será a única mulher que conseguirá domá-lo e aqui vão os parabéns aos roteiristas, que lhe deram uma filhinha e não um filhinho. Pense: somente uma filha garota teria este poder de mudá-lo.

Nova Lost?

Voltando a visualizar o quadro ampliado, e trazendo a tona outra grande série que teve um final polêmico, é interessante perceber como o casal Marshall Eriksen (Jason Segel) e Lily Aldrin (Alyson Hannigan) foi a grande constante (alguém se lembrou do Desmond, de Lost?) da série. Em nove anos, mais de duzentos episódios e eles ficaram separados um do outro por apenas alguns momentos (início da segunda temporada). Enquanto que Ted, Robin e Barney passaram juntos por centenas de grandes acontecimentos e reviravoltas em suas vidas, Marshall e Lily sempre estiveram juntos, sendo possivelmente o mais adorável casal da televisão nestas últimas décadas.

Não conseguiria analisar How I Met Your Mother com base somente no episódio final, pois, além de não nos oferecer uma visão mais ampliada e completa do que foi a série, só nos fará sentir aquele agridoce sentimento de que algo saiu errado, de que o bolo passou do ponto. A série, em nove anos de grandiosos episódios (Spoiler Alert, Slap Bet, Something New, The Leap, The Pineapple Incident, Lucky Penny, The Final Page…) não merece isso. Sua jornada continua sendo uma das mais honestas e interessantes da televisão americana.

Ouso dizer ainda que foi mais criativa e instigante que a eterna Friends algum dia foi.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

50 Comments

  • O final é contraditório com o título mas não com a saga. O jeito como a história foi amarrada poderia ser concluída de várias formas. Infelizmente a maneira como terminou não me agradou nem um pouco.

    Os momentos mais emocionantes pra mim, eram justamente quando o Ted descrevia o amor que sentia pela “Mother”, não pela Robin. Todos esperavam uma última temporada focada na Tracey. Ainda mais depois do Season Finale da oitava.

    Estou assistindo novamente, o humor é sempre dez. Mas aquela carga dramática, e aquele sentimento bom nas cenas que o Ted narrava sobre o grande amor da vida dele, simplesmente perderam o efeito.

    Resumindo de forma bem compacta. Foi insano, construir uma nona temporada inteira focada no casamento do Barney e da Robin. Foi insano desprezar a Tracey e o valor que ela poderia agregar na história. Entrou para a lista de piores finais de todos os tempos.

  • Eu achei uma sacanagem os produtores passarem 9 temporadas dando expectativas do que seria o grande amor de ted. E quando ela finalmente aparece perdemos 22 episodeos vendo o casamento de Barney e Robin quando na realidade era pra estarmos conhecendo tracy.Eu conheco mais sobre Stella ,Victoria e Zoey do que sobre a esposa de ted. Sendo q o o nome da serie se refere a ela !! Eu fiquei muito chateado do fato deles terem deixado tudo que esperamos para o ultimo episodeo e nem foi tao detalhado quanto sao as classicas historias de Ted !! Eu odiei esse final principalmente por Robin ter acabado com todos os relacionamentos de Barney e Ted na serie !! Robin rejeitou os 2 a serie inteira e agora ela que sai feliz na serie , pra mim ela deveria ter ficado algum namorado qualquer,Barney devia ter ficado com Quinn e Tracy nao deveria ter morrido !! Minha opiniao

  • Acompanhei desde o primeiro episódio que passou na foxlife, ri e chorei com a série e sinceramente odiei este final!
    Acho que o final entre o Ted e a Robin não era esperado, pelo menos por mim, e que não corresponde ás expectativas dos fãs.
    Para mim fui um dos piores finais de uma série!

  • Discordo da maioria. A vida não é linear, as coisas não acontecem quando e como a gente quer. Amores se vão e retornam passados anos. O fato da última temporada focar no casamento, é óbvio, ou seja foi praticamente em tempo real, ou alguém aí não percebeu? O que estou notando é que ficamos órfãos de uma séria inovadora, já fechada desde o início, ou seja era previsto 09 temporadas e o final foi gravado no início. Foi sim bem desenvolvida e eu estou abandonado. Sou mais velho e falei para a minha esposa que em tantos anos nunca chorei tanto como na declaração de amor de Barney para a sua filha. Foi único, sublime e mostra o carinho que os roteiristas tinham pelo personagem. No fundo sabíamos que a mãe estava morta, pois será que ninguém percebeu que era uma reunião de família onde a matriarca não aparecia? O fim foi trágico, mas a vida é assim. Perdemos pessoas, incorporamos outras em nosso círculo de amizade e a vida continua. Vou sentir muita falta desta narração ágil e moderna.

  • Eu achei perfeito o final. Se não tivessem focado a nona temporada no casamento do Barney com a Robin eu teria desconfiado sobre o possível final. E no fundo eu sempre ficava um pouco chateada por Ted não ficar com a Robin, porém aceitando ela com Barney. E Ted precisava passar pelo amor que encontrou com a Tracy, ele buscava isso, ele sonhava em ter filhos e a Robin se dedicar em sua carreira, levando a um dos pontos que eu apreciava na série, que nada acontece por acaso. Sendo a mensagem final grandiosa, ao nos mostrar que devemos viver intensamente cada dia. Vou sentir falta daquela turma.

  • Gostei da análise mais discordo em parte. De fato, não dá para julgar uma série tão ousada e inteligente como essa a partir de um episódio.
    Para mim, a qualidade da série sempre foi o primor do roteiro e a narrativa sempre inovadora adotada em várias episódios, como no episódio em que afirmam que o tempo é relativo, ou quando fazem um episódio inteiro com rimas!
    E esse é o maior defeito do último episódio. Ele destoa da série em qualidade. Se fosse bem feito, como é a série, até poderíamos aceitar, mas ele não é!
    Se os roteiristas sabiam do desfecho, por que trabalhar por tanto tempo a união do Barney com a Robin? Se o fim era iminente, por que mostrar o surgimento de uma relação tão perfeita, tão fluída?
    Além disso, o argumento da série se inverteu completamente. A mãe, que sempre foi o foco, de repente, deixou de ser, se tornando o motivo pelo qual o Ted não ficou com a Robin antes…
    Estou reassistindo aos episódios e o final fica ainda mais revoltante. A solução, para mim, foi adotar a frase do Adam, do Mythbusters: “Eu rejeito a sua realidade e substituo pela minha”.

  • O desfecho teve sim coerencia, porém pecaram em algumas coisas. Primeiramente em focar uma temporada inteira no casamento de Robin e Barney de forma em que os dois demonstrassem um grande amor um pelo outro, me pergunto como um amor tão grande e devoto quanto o que demonstraram ter se acaba do nada por que Robin nao consegue colocar sua familia em primeiro lugar e sim sua carreira, por que com Ted seria diferente, totalmente ilógico! Outra coisa foi fazer com que a Tracy fosse totalmente DEMAIS, ela é graciosa, engraçada, ama as coisas que Ted ama, tem muito mais a ver com ele do que a Robin, o relacionamento de Ted e Robin já tinha acabado a muito temapo.. Apesar de algumas vezes os dois flertarem. Fazer com que a mae morresse deu um final conclusivo da seguinte forma:
    “Ted é um azarado que passou a vida procurando seu verdadeiro amor e nunca achou, foi deixado no altar, trocado por uma carreira(Robin e Victoria) e passou por várias mulheres loucas, quando encontrou seu amor, sua alma gemea Tracy, se casou, mas a perdeu. Agora vai tentar novamente ter um relacionamento com Robin, sabe lá se ela vai querer casar com ele ou vai fugir do compromisso novamente.”

    Quanta carga negativa emocional este personagem tem. Eu acompanhei a serie e no inicio até a metade, queria muito Ted ficasse com Robin, mas a série fez com que gostassemos de Barney e Robin juntos. Fez com que amássemos Tracy e Ted juntos, eles tinham as mesmas inicias, eles gostavam de ser detetives quando crianças, tinham tudo e todo amor, matar Tracy foi cruel, deixar Barney sozinho foi cruel, deixar os fãs apenas com a expectativa de Ted ficando com a Robin sem saber se iriam dar certo foi cruel.

    • “Ted é um azarado que passou a vida procurando seu verdadeiro amor e nunca achou, foi deixado no altar, trocado por uma carreira(Robin e Victoria) e passou por várias mulheres loucas, quando encontrou seu amor, sua alma gemea× Tracy, se casou, mas a perdeu. Agora vai tentar novamente ter um relacionamento com× Robin, sabe lá se ela vai querer casar com ele ou vai fugir do compromisso novamente.”

      Isso é algo subjetivo. Para mim, fica claro que o grande amor do Ted sempre foi a Robin, por mais mau caráter que ela tenha sido durante 8 temporadas e meia de série. E isso fica evidenciado no dia do casamento da Robin quando Ted diz que o amor não deve fazer sentido. Ele amava a Robin por mais que ela não merecesse o amor que ele tinha a oferecer e quanto a:

      “Robin e Barney de forma em que os dois demonstrassem um grande amor um pelo outro, me pergunto como um amor tão grande e devoto quanto o que demonstraram ter se acaba do nada por que× Robin nao consegue colocar sua familia em primeiro lugar e sim sua carreira, por que com× Ted seria diferente, totalmente ilógico!”

      O penúltimo episódio mostra o quanto a Robin aprendeu. Mostra que ela estava arrependida de não ter escolhido a opção certa pra vida dela, que era o Ted. Já no último, nas cenas finais, logo antes do Ted aparecer lá embaixo, Robin entra com seus diversos cachorros, pedindo para que eles sentassem etc. Pra mim ficou mais do que óbvio que isso só mostrou o quão solitária esteve a vida da Robin por todos esses anos. Viajando pra vários lugares, conhecendo e se desfazendo de amizades e amores de pessoas devido à profissão… Ted estava lá para tê-la e para que isso fosse mudado, pois é isso que o amor faz: transforma. Achei o final digno, mas, como todo mundo, achei desnecessário 22 episódios de um casamento com final mal explicado.

  • O final me deixou com sentimentos múltiplos e contraditórios. Fiquei puto com a reviravolta que parecia descabida. Fiquei feliz pois essa reviravolta fazia muito sentido olhando o todo. Fiquei profundamente triste com o final do Barney terminando sozinho, e feliz de vê-lo perdidamente apaixonado pela filha. A cena dele se declarando para a filha foi a coisa mais linda de toda a série, me dá um nó na garganta toda vez que me lembro. Marshall e Lily são O casal, o sonho a ser perseguido em qualquer relacionamento! Mas achei que deram pouco destaque a eles nessa última temporada e menos ainda no series finale.
    O Marshall é provavelmente o personagem mais legal e gente fina de todos os tempos! O Barney, o mais engraçadamente awsome! A Lily, a mais maquiavélica! Até o Ranjit é fodamente simpático! 🙂

  • Bom eu assisti o final e sinceramente AMEI! Sério esse foi o final mais surpreendente que eu já vi, nunca imaginava que o Ted iria ficar com a Robin, principalmente pq a 9° temporada foi toda construída em cima do casamento Barney e Robin. Tipo passei o episódio inteiro achando que eles iriam voltar e ficar juntos. O final do Barney foi o único que não ficou tão bom ao meu ver, para mim ele devia conhecer alguém ou a Quinn voltar pq ela foi a única além da Robin que ele gostou de verdade e se o Ted voltou pra Robin no final pq ele não pode amar outra pessoa além da Robin? Lily e Marshall não tem nem o que dizer, o final deles não teria como ser diferente, sempre foi eles juntos com vários filhos e felizes, não tinha outro final. Realmente o que surpreendeu foi a morte da Tracy, tipo quem esperava aquele final? Eu achei que ela ficaria com o Ted, igual a Lily tinha imaginado, todos na varanda, jogando e felizes. Quando os filhos deram a entender que a mãe morreu não tinha outro fim pro Ted, era a Robin obviamente. A Robin ter perdido vários eventos importantes só serviu pra mostrar que ela viveu, viajou e percebeu que o Ted era sua vida. A serie foi tão bem escrita e amarrada que no primeiro episódio o Ted fala que a Robin não era a mãe deles, e realmente, o Ted conheceu a Tracy, teve 2 filhos com ela, ficou com ela por 10 anos, amou ela até que a morte os separou. E no final a tia Robin virou a madrasta Robin.E a melhor parte foi saber que a serie já tinha um final decidido desde o início, mas para quem não gostou do final basta acreditar que eles gravarão um final alternativo em que a mãe não morre, e o Barney fica com a Robin. Mas ainda acho esse final o melhor, sem mais. HIMYM será eterno, e teve o melhor final possível.

  • Desde o início parecia que o Ted iria ficar com a Robin, mas, aos poucos, a história foi fazendo com que os espectadores desistissem da ideia e aceitassem que simplesmente não era pra ser. Essa temporada intensificou isso, sendo inteiramente construída em cima do casamento do Barney com a Robin e no modo que o Ted aceitava perdê-la. Ela era o obstáculo e precisava sair para que a Tracy(Mother) entrasse.

    Cada vez eu ficava mais confortável ao ver Robin e Barney juntos e mais afeiçoado a encantadora baixista. Só para que bruscamente o casal se separasse e a baixista da qual eu vi tão pouco mas me apeguei muito morresse. Isso foi cruel demais da parte dos escritores, o final foi sem dúvidas genial e completamente coerente, mas colocar tantos acontecimentos e passar por tantos anos de modo tão rápido fez com que as minhas emoções se confundissem…

    Ao final do último episódio eu estava rindo e chorando ao mesmo tempo.

  • Muito boa análise. Eu fiquei no meio termo. Nem adorei nem achei totalmente decepcionante como muitos fãs mais ardorosos.
    Há pontos positivos e negativos no episódio final e no desfecho, mas eu parto do princípio de q a principal função da série, divertir, foi cumprida e q a história foi pelo menos coerente.
    Muitas pessoas reclamaram do foco no casamento na temporada final, mas durante ela foram revelados e mostrados inúmeras provas do amor de Ted pela Robin, mesmo com toda a situação aparentemente irreversível para ele, pois ela estava se casando com um de seus melhores amigos! Vários momentos em q somente Ted estava lá para Robin e ela reconhecendo sentimentos residuais e batalhando contra isto. Minutos antes do casamento ela ainda teve dúvidas! E isto foi explorado tanto nos momentos no hotel quanto nos flash backs.
    Portanto, um final possível e coerente.
    Mas há um contraponto. Muitos, inclusive os roteiristas, levantaram a bandeira de como a vida é tortuosa e nem sempre tem desfechos perfeitos e felizes, mas uma análise possível é de como tudo funcionou para Ted: afinal, ele conseguiu ser pai, o q com seu grande amor não seria possível e depois ainda pôde no fim ficar com Robin, realizando duas coisas q seriam totalmente incompatíveis.
    Pode até parecer q no fim das contas, o “como Ted conheceu a mãe”, o q dá nome à série, foi quase um processo trivial e de seleção de barriga de aluguel para depois Ted realmente poder ficar com quem ele sempre amou e tudo se encaixa, mesmo com muito tempo tendo passado. E acho q a cena final mesmo, a conversa com os filhos, meio q corrobora esta análise meio desagradável e banaliza um pouco a importância da mãe.
    Será q a partir do momento do divórcio de Barney e Robin Ted não teve nenhuma “sombra” de vontade de tentar ir atrás do seu grande amor mas estava “impedido” por sua esposa e mãe de seus filhos?

    • Eu acho que o Ted amou a Tracy completamente, até mais do que a Robin. Não acho que ele sentiu vontade de voltar com a Robin após a separação dela com o Barney, ele a Tracy eram o casal perfeito, arrisco a dizer que até mais perfeito que Lilipad e Marshmallow. Ted só vai atras da Robin porque a Tracy morreu e só faz isso 6 anos depois. Para mim diferente do que disseram até os próprios filhos a intenção de Ted foi sim contar a história de como ele conheceu a mãe deles, mas no decorrer do processo de contar a história para os filhos ele mesmo estava fazendo uma análise de seus relacionamentos e a chega a conclusão que ele ainda pode ser feliz e que ele e a Robin terão uma segunda chance.

      • Depois de muito tempo eu cheguei a essa conclusão também. O erro dos roteiristas foi “apressar” os fatos. Mas a essência é essa. Ted amou Tracy. Amou muito! E anos após perdê-la ele tenta dar uma chance ao seu amor por Robin, fazendo a vida seguir. Olhando dessa forma, consegui compreender o final muito melhor (e com menos raiva, kkkk)

  • Achei sensacional sua análise, acho que fui umas das únicas que adoraram o desfecho, torcia incansavelmente pela Robin e o Barney, mas no fundo sabia que aquele, realmente, não era o personagem Barney. Achei coerente o final, afinal a série inteira Ted se via entre declarar ou não seu amor, e não acredito que isso desmereceu a mother, acredito sim que a amou tanto quanto amou Robin. E sinceramente, o começo do episodio foi o final de Friends, achei brilhante eles mostrarem que aquela fecho perfeito, de tudo se encaixando não é real, não é fácil e constante.

  • Oi, eu sei que está todo mundo indignado com o foco no casamento durante toda uma temporada, mas a resposta está todo neste post se pararmos um pouco para pensar. Sim, eu odiei o que acontece no final, mas não o desfecho. O desfecho é uma lição de vida, a série toda em si é uma lição de vida. Barney era um galinha, um homem que experimentou todas as mulheres que pode, um homem que não valorizava nenhuma das mulheres com quem saia ou namorava, Robin nunca foi diferente e não teria como ser. Nos obrigar a ver uma temporada inteira focada num casamento que é destruído em 5 minutos é nada mais nada menos do que uma lição de realidade, foi para chocar mesmo, chocar e mostrar que é isso que acontece quando você é um canalha com as mulheres ou quando você é uma mulher que escolhe passar a vida ao lado de um canalha ao invés de passar com o cara que sempre te valorizou e fez tudo por ti. Depois de muito pensar, eu percebi que não ia conseguir engolir esse casamento depois de tudo que o Ted ainda fez pela Robin e de todas as dúvidas que ela tinha quando olhava pra ele. E cara, o que a filha do Ted diz faz todo o sentido, a história era toda ao redor da Robin, começou com a Robin, era sobre a Robin mesmo se chamando “How i met your mother” o Ted só estava enrolando para um “Kids, I can go out with Robin?” A galera vai reclamar e muito porque sempre querem finais perfeitos, mas, talvez depois de um tempo percebam que foi nada menos do que a realidade, assim como 500 days of Summer foi!

  • Então, eu fiz uma pequena publicação em outro site com tema parecido. Mas… O que me deixou frustrado com a serie (Além de quebrar toda a esperança que tinhamos no Barney, que ficou sem um final definido) é o fato de que 9 anos nao foram sufifientes para ensinar a Ted Mosby que a vida não é um conto de fadas, mesmo tendo 7 dessas temporadas nos explicando isso. Achei que o caminho certo seria aquele em que Ted Seguia em frente, assim como Robin e Barney. A serie arriscou tanto separando o casal Ted e Robin, por que voltar os dois no ULTIMO episodio?
    Eu entendo que a nona temporada nao era programada e por isso tantas horas foram valorizdas em tão pouco tempo, estragaram todaa temporada em menos de cinco minutos. Mas no fim, How I Met Your Mother cumpriu a promessa de apresentar a mãe dos garotos. Só esquecemos (SIM, NOS ESQUECEMOS) de pensar que “mãe” não significa “amor de toda minha vida”. É plausivel o que a serie fez. Só nao achei viavel pelo que ela pregava.

  • Eu sou um dos pouquíssimos fãs que amaram o final. Eu não me envergonho de dizer que chorei o episódio inteiro.
    Todo mundo julgando o final, pela Tracy morrer e Ted ficar com a Robin, mas voltem a assistir tudo de novo e vocês vão sentir aquela coisa lá no fundo dizendo que o Ted e a Robin são perfeitos um para o outro.
    Pra quem odiou o final, para de ficar lamentando, pensa como seria se tudo tivesse acabado com o Ted falando: “…and that’s the story, of How I Met Your Mother”.
    De algum jeito, ficaria um vazio, um episódio em muita emoção.
    Eu parabenizo Carter Bays e o Craig Thomas por terem feito tal reviravolta tão bem pensada.
    E eu concordo com a última linha da análise, realmente, How I Met Your Mother foi tão emocionante quanto Friends.

  • Gostei da sua análise, mas acredito que o final foi justo! Não me agradou ver Barney se separando de Robin, não mesmo; mas sempre suspeitei que isso aconteceria. Barney sempre foi do tipo “solteiro para sempre”, faz sentido. Conheço pessoas assim e na boa, não consigo vê-las se casando seriamente. Já Robin, sempre foi desconfiada em relações. Com o desfecho, não pareceu algo inventado de última hora.

    Eu sempre suspeitei que algo aconteceria com esta mãe, já que a série nunca focou, exclusivamente, a mãe deles. Sempre assisti com o meu irmão a série, e este sempre dizia “No fim de tudo vai acontecer algo com a mãe e ele vai voltar com a Robin!”. Sendo assim, era possível notar alguns detalhes para um possível final.

    Com certeza, não foi o final que esperávamos! Mas na boa, a vida é assim! A série foi intensa e real do começo ao fim; e não apenas no último episódio. Eu amo esta série pois é o reflexo do eu sou com meus melhores amigos. Tantas vezes me fez chorar e rir lembrando deles. Mas a verdade é que a vida nos pega de surpresas. As pessoas se casam, se divorciam, morrem… mas o mais importante, é que todos esses grandes momentos estamos cercados por aqueles que o destino sempre quis por perto! No fim, eles sempre estiveram juntos. E aquela angústia e tristeza que Lily tinha a saber que algo poderia acabar com aquele grupo, é tão real. Quem não sente isso quando gostamos de alguém, e simplesmente coisas acontecem que nos fazem temer o fim?

    Eu adorei o final. Achei justo e comovente. Eu já esperava algo do tipo. Sempre achei que teria algo trágico. Desculpem, mas quem odiou a ponto de dizer horrores, parece que nunca entendeu o real sentido da série.

    Minha série favorita!

  • Durante alguns minutos da série eu cheguei a pensar que o Barney e a Robin iam voltar, e que ela iria ajudá-lo a criar a filha e se sentir realizada nesse sentido porque, 1º ela não pode ter filhos e criar a filha do homem que ela ama seria uma forma de compensar esse vazio, 2º porque quando eles decidiram se divorciar na Argentina teve aquele incidente de acordarem com o choro de bebê e agir como se aquela situação fosse comum, era como se eles quisessem ter filhos e fosse exatamente aquilo que estivesse faltando no relacionamento dos dois.
    Mas não odiei o final, foi inesperado mas coerente. Acho que a Mother era a mulher perfeita para o Ted, o amor da vida dele e se ela não tivesse morrido ele jamais voltaria a sentir qualquer coisa pela Robin.
    Mas a Mother morreu, e a Robin foi a única pessoa além dela com quem ele manteve um vínculo tão forte. Eles nunca deixaram de se amar. Durante as temporadas, conforme as coisas iam acontecendo na vida de ambos, a forma de amar mudava (ora era amor de amigo, ora de amante), mas o amor em si estava sempre ali. Amo essa série e recomendo a todos que assistam. P.S.: Lilipad e Marshmallow são incomparáveis, pra mim a relação mais pura e sincera que já vi.

  • Uma boa história, começo, meio e fim. O mais impressionante é que os criadores sabiam como terminar desde o começo, só acharam um jeito para manter a chama acesa por nove temporadas. E, francamente, a serie poderia ter um desfecho bem mais cedo, mas eles fizeram de todas as temporadas excepcionais. Porém, quanto as criticas, acredito que eles poderiam ter cortado os 2~3 minutos finais, terminando exatamente em “how i met you mother”. Quero dizer, essa explicação de querer parecer o mais real possivel? Pra mim o mais real possivel foi o que aconteceu, Ted casou-se, teve dois filhos e contou a historia de como ele conheceu a mãe aos seus filhos e fim de papo, afinal, esse é o titulo da série, é isso o que faz sentido!

    • Não pq o verdadeiro nome da história que Ted contava não é “How I Met Your Mother” é “How I’m in Love For Your Ant Robin and now she is single, so am i, then i will get back with her.” Por isso tem que explicar que no final ele ficou com a Robin.

  • Adoro finais que não são óbvios, que nos instigam a fazer justamente o que estamos fazendo aqui: comentar, questionar, opinar.
    Confesso que torci para o Ted ficar com a Robin, mas durante toda a série, desde o primeiro episódio, eu já “sabia” que isso não aconteceria, porque tinha a mãe na parada.
    Quando o Barney fez aquele pedido de casamento mágico a Robin, eu parei de torcer para o Ted. Achei que o Barney e a Robin deveriam, sim, ficar juntos. Para mim, o único ponto fraco da história foi a nona temporada ter sido toda em cima desse casamento que, no final, foi fracassado.
    Mas quando nos minutos finais eu entendi que a Tracy estava morta, aqui dentro eu pensava: então ele tá com a Robin!!!!
    Pra mim foi muito emocionante o final. Os filhos dele estavam certíssimos em dizer que a história não era (nunca foi!) sobre a mãe, mas sim sobre o amor dele pela Robin.
    Eu acho que ele amou muito a Tracy. Ela era perfeita pra ele. Mas ela se foi… E a Robin estava lá, livre, leve, solta e entendendo que o Ted era “o cara” pra ela.
    Depois de assistir ao episódio final eu não consegui dormir, hahaha. Fiquei pensando na série inteira, tentando encontrar algo que não se encaixasse no final. Mas não tem, a série foi muito bem construída, tava tudo amarradinho.
    Não sei se era o meu final preferido. Mas foi um final inteligente. E eu chorei! rsrs

  • Durante nove temporadas eu dei risada, chorei, me surpreendi a cada “bomba” que acontecia nos episódios. Quem acompanhou Friends, deve se lembrar das reviravoltas amorosas da série. Não foi diferente em HIMYM. E na minha humilde opinião, foi ainda melhor. A série não decepcionou os fãs. ela deixou um recado valioso para todos nós: A vida dá voltas. Toda inovação é válida em uma série. As vezes sair daquela linha que todo mundo já sabe onde vai dar, pode ser muito melhor. E foi. Independente do final, qualquer final seria ruim em How i met your Mother. Ruim, pois não poderemos mais esperar pela temporada seguinte. Eu acompanhei o episódio ontem, e confesso que não consegui dormir. Triste pela série ter acabado? Sim. Feliz com o final que foi dado? Sim. Mas, principalmente pensativo. Analisando a lição que me foi dada. Que nos foi dada. Pensando como é difícil a jornada em nossas vidas. E que o destino nem sempre será aquilo que sonhamos. Aprendi muito com esta série. A cada episódio, temporada, com cada personagem. Eu vi com Lily e Marshal que o amor verdadeiro existe. Vi com Robin, que até o maior coração de pedra, pode se quebrar. Vi com Barney, que as pessoas podem mudar, quando algo de especial surja em sua vida. E vi e aprendi com Ted, que jamais devemos desistir daquilo que queremos. Que podemos ser pessoas boas e conquistar nossos sonhos. Que mesmo que um milhão de coisas aconteçam em nossas vidas, existe sempre um futuro feliz para cada um de nós. Serei eternamente grato a Pamela Fryman (diretora da série) pela delicadeza em nos emocionar a cada episódio e nos fazer querer mais. E a Carter Bays e Craig Thomas, por misturar lágrimas e risos na melhor série que eu já acompanhei na minha vida. Parabéns pelo Post.

  • Concordei com você até você cagar tudo no final!

    “Ouso dizer ainda que foi mais criativa e instigante que a eterna Friends algum dia foi.”

    WHAAATTT????

    O sonho de HIMYM é chegar aos pés de Friends. Nunca será, jamais será!
    Friends Eterno!

  • Esta é uma grande serie e eu nunca a vou esquecer,aconteça o que acontecer vai estar cempre no meu coração.
    A pessar de terem sido 9 temporadas,acabou tao depressa.
    E para finalizar este comentario eu concordo com o Marshall, aconteceu muita coisa naquele bar,naquela mesa, entre aquele grupo de amigos diferentes, mas ao mesmo tempo inseparáveis

  • Eu achei um final bom e realista. Como já sabiamos desde a sexta temporda que Ted iria conhecer a Mother no casamento do Barney e a oitava teve seu final de temporada com a turma indo pro casamento, eles tinham que fazer a nona num único fim de semana. Barney e Robin eram “perfeitos um para outro”, mas a carreira pra Robin era tudo e Barney amava Nova York como amava ternos, ambos estavam cientes que o casamento não ia pra frente. A mother era perfeita, e sempre vai ser a The One do Ted (lembram do discurso dos 45 dias extras?), e eu sempre vou preferir ele com ela, assim como sei que ele sempre vai também, mas a morte acontece e a vida segue em frente. Após seis anos e por insistência dos próprios filhos o Ted cria coragem pra seguir adiante e vai atrás da Robin. Foi duro, mas How I met your mother ainda é sobre o Ted e a Mother 🙂

  • Eu vou em direção oposta aos alguns fãs. Sempre gostei do Barney da Robin juntos… mas como amigos. Fui vendo a mudança de Robin durante as temporadas e te digo gostava mais da Robin do inicio. Mulheres do meu brasil quem em sã conciencia namoraria o Barney? De todas as namoradas do barney a que mais gostei foi da Quin tiveram bastante química e combinavam. Sempre gostei do TED com a Robin mas confesso que nessa ultima temporada tão focada no casamento de robin e barney achei que foi mau planejado esse acontecimento e ficou forçado. Sempre imaginei algo do tipo com a mãe porque para contar como conheceu a mãe não tinha necessidade de começar contando do dia que conheceu Robin. Concordo que a Robin se tornou sozinha durante os anos (erro de opisodio antigo) mas foi merecido. Ela sempre apareceu balançada somente quando TED está prestes a realizar o sonho do casamento (na época de Stella e depois com Tracy). Gostaria que a serie não tivesse focado tanto em barney com Robin como casal já que o autor sabia do final. Mas no final o saldo foi positivo e essas reviravoltas acontecem msm na vida real.

    • Nossa concordo com você. Percebi a um bom tempo isso, que a série sempre se focou muito mais na Robin, começou a história por ela, e apresentando muito pouco a mãe. Eu não me toquei que ela estaria morta como outros, mas pensei que tinha alguma coisa aí, como a Tracy aceitaria isso? Ele falando de forma tão óbvia que amava a Robin? Contando a história de amor basicamente pela Robin como um passo antes de chegar na mãe? Tanto que a própria Victoria terminou com o Ted justamente por causa da Robin. A Robin amava o Ted realmente, o que ela teve pelo Barney foi “loucura” como você flw muito bem: “quem em sã conciência casaria com o Barney?”. Robin foi estúpida, e teve um momento de lucidez ainda pouco antes de casar, mas não foi suficiente. E o Barney não aguentou ela dividir ele com o casamento justamente porque o Barney não aguenta esse tipo de relacionamento. O Barney sempre sabotou os próprios relacionamentos, nunca teve nenhuma evolução, a final, convenhamos, quem é que decidi casar com um stripper e realmente achar que vai dar certo? E mesmo com a Robin, tudo foi muito de súbito muito rápido, muito explosivo, o mundo real não é assim, por isso namoramos anos e anos. E deu a merda que dá qnd botamos a carroça na frente dos dois, eles acabaram divorciando em péssimos termos em que ambos se desinteressaram da vida amorosa. Porém, foi lindo ainda o presente que Barney ganhou, uma filha. E a morte da mãe, acontece cara, gira uma moeda, ela pode dar cara, ou alguém pode morrer, cara é a vida.

  • Gostei da sua análise. Mas sou da parte dos fãs que ficaram decepcionados pelo o que aconteceu no series finale. Isso não porque o final em si é ruim, mas porque o desenvolvimento da série durantes as 9 temporadas fizeram dele um final sem noção. Não sei se isso é só impressão minha, mas durante todas as temporadas dava para perceber que o sentimento que Ted tinha por Robin não era totalmente recíproco, e isso ficou super evidente para mim quando em um episódio ela falou a ele que não o amava. O desenrolar da história, e principalmente a nona temporada, fizeram com que o Finale fosse decepcionante para mim.

  • Perfeita análise. Foi a discussão que eu tive com um amigo. O roteiro já estava pronto? ok. É plausível? Sim! Mas eu não vejo uma série para ser arrebatado por tapa de realidade no último episódio depois de acompanhar uma série por 9 anos. Eu queria um final realmente feliz pro Ted. Eu realmente não acho que Ted e Robin foram feitos um pro outro. Foi uma paixão mal resolvida e que se solidificou como plano B, principalmente para a Robin. Penso que talvez essa série era uma grande comédia apoiada num grande conto de fadas. O cara passa uma vida a procura da mulher perfeita pra em 5 minutos, voltar a estaca zero nos braços daquela mesma paixonite mal acabada do ínicio. E outra, pra mim parece que apenas o casal Marshal e Lily amadureceram realmente com a série. Os outros foram personagens que em 20, 30 anos, permaceram exatamente estáticos em todas suas nuances. Péssimo final. Real e possível, mas péssimo, pois deixou a gente com um gosto amargo.

    • Concordo Gustavo Henrique… Não gostei do final e preferia sim que fosse um final feliz para todos, com Robin e Barney casados e Ted e Tracy também… Também já vi gente falando que mostrou a realidade, que foi um final coerente… “Perai”, eu assistia a uma série, ficção… Não dava então pra terem feito finalzinho “conto de fadas”? Ted e Robin simplesmente não combinavam. Até teve uma época em que gostava do casal e torcia por eles, mas isso foi lá no início, e principalmente antes de Robin e Barney. E se a “história” de Ted e Robin já durava a 9 anos, a dela com Barney não ficava muito atrás… Apesar de mulherengo, Barney sempre amou Robin, não poderia realmente ter mudado por ela? Também me senti engada por me fazerem amar o casal Barney e Robin, por acreditar em um final feliz para eles, principalmente depois de uma temporada inteira dedicada a esse casamento… Com isso tudo, para mim o grande final foi semana passada, com o penúltimo episódio… Vou pensar no final com o casamento de Barney e Robin (por mais linda que tenha sido a cena de Barney com a filha), com Lily e Marshall felizes com a chegada do segundo filho e Ted e Tracy juntos, também felizes com sua família (já tínhamos visto o primeiro encontro deles no episódio Gary Blauman)… E é isso, final feliz para todos!!

  • Eu odiei o final, achei totalmente sem noção. Conseguiram destruir 9 temporadas em 40 minutos. Achei desnecessário eles investirem tanto no relacionamento entre o Barney e Robin, fizeram uma temporada inteira sobre o casamento deles, pra acabar em divórcio. Eles falaram que queriam mostrar a realidade, mas infelizmente, decepcionaram cerca de 80% dos fãs. Queriam mostrar que ninguém pode mudar, com o Barney; fizeram ele voltar a vida das mulheres, e na minha opinião, a melhor parte do episódio foi a cena dele com a sua filhinha, falando pra ela tudo o que ele sempre desejou poder falar para uma mulher. Quem sabe essa criança dará um jeito nele né? E eles separaram o grupo, fizeram a Robin ficar distante, fria. Robin é minha personagem favorita, mas ela está simplesmente um saco nessa finale. Mas a pior parte foi que a mother estava morta, desde quando Ted começa a contar a história. Os filho do Ted continuam adolescentes, durante as 9 temporadas, ambos os atores estão adultos hoje em dia, ou seja, eles gravaram a cena final cerca de 7 anos atrás, e continuaram investindo em coisas totalmente opostas. Ainda não consigo acreditar que colocaram Ted e Robin juntos, eu até achava eles fofos lá nas primeiras temporadas, mas depois de tudo o que eles passaram, não é possível. Ainda estou esperando alguém publicar que foi uma piada de 1º de abril e que o verdadeiro episódio não é esse, porquê essa finale foi uma piada!

    • Acredito que a filhinha do Barney veio pra, enfim, botar ele na linha! Bem.. pelo menos foi o que deu a entender naquela cena no bar quando ele conversa com duas moças e manda elas pra casa! kkk

      Tbm achava a Robin e o Ted fofos no início… Maaaas não sei se é porque essa temporada foi toda dedicada ao casamento, mas é q eu estava tão acostumada com a Robin e o Barney juntos que tá difícil de digerir =(

  • Concordo com tudo e ponto final. Ted passou anos demonstrando o quanto amava Robin, no fim sempre era Robin e foi!
    Tudo bem que foi necessário the mother morrer, e Robin e Barney se separarem, mas enfim… gostei porque não foi óbvio e surpreendeu.
    Sou fã de Friends também e digo que o final de how i met your mother foi claramente mais instigante do que o deles que foi óbvio/confortante.

    • Cara, o final de Friends não foi tão óbvio, ele teve muitos altos e baixos, quando Ross perdeu o vôo da Rachel todos ficamos angustiados, e depois a Rachel apareceu no apartamento do nada. Se o óbvio que você fala era Ross e Rachel terminarem juntos, mas assim como em How I Met Your Mother isso poderia não ter acontecido e ficamos torcendo até os últimos segundos. E os gêmeos do Chandler e Monica tbém foram ótimos. E tbém convenhamos o “estilo” e “foco” do final de Friends foi totalmente outro não tem nem como comparar. Foi bem mais até “improvisado”, verdadeiro, com aquele sentimento ruim mesmo da perda, transparecendo pelos atores pelas falas e tudo, como se fosse muito mais uma despedida mesmo do que um final. Ou seja, muito diferente. Há opiniões e opiniões, quem gosta de um estilo ou de outro, eu mesmo achei ruim o de HIMYM não por ser incoerente, mas por ser muito corrido, enqnto Friends foi como uma despedida bem dada, antes tinha dúvidas mas Friends continua na minha lista de melhor serie ever.

  • Muito boa a sua análise, parabéns. Realmente seria um erro tentar concluir a qualidade da série por meio do último episódio, acredito que os fãs mais revoltados deveriam assistir mais uma vez a série desde o início para perceber que foram introduzidos de maneira sutil elementos nos roteiros dos episódios que indicaram esse final que assistimos.

  • Eu concordo exatamente com isso, a nona temporada é SOMENTE as 30 e tantas horas que antecedem o casamento de Robin e Barney para nos últimos minutos da temporada, em dois minutos, Barney e Robin se divorciarem (ok, não totalmente inesperado, but still…) para depois colocarem Ted e Robin juntos.

    Eu concordo que os roteiristas e produtores de How I met your mother tiveram um cuidado ABSURDO com o enredo, ele é perfeitamente amarrado e construído realmente planejado para o longo termo, como a história do bode que é revelada duas temporadas depois mas a última temporada poderia ter tido outro foco, esta é minha opinião.

  • Eu fiquei totalmente decepcionada com o finale da série. Acompanho HIMYM a anos, e posso afirmar que todos os episódios foram incríveis, tinha a quantidade certa de humor e de realidade. Não entendo como os produtores puderam fazer algo assim com nós, fãs. Eu compreendo o fato da mãe morrer, uma vez que já tinham dados indiretas pela nona temporada, afinal, pessoas morrem o tempo todo, mas a parte ruim é que ela já estava morta quando Ted começa a contar a história para os filhos. E porquê eles focaram uma temporada INTEIRA no casamento do Barney e Robin (o meu casal favorito da televisão), pra destruir tudo o que construíram em menos de 5 minutos? Quem acompanha a série desde sempre, sabe que Barney se jogava no álcool e em mulheres para preencher o espaço vazio da sua vida. Eu estava tão feliz quando ele percebeu que realmente amava a Robin, ele queimou o playbook, ele fez o possível e o impossível para conquistar ela, pra tudo acabar em divórcio! Além disso, os produtores claramente gostam do Ted e da Robin juntos, porque não é possível que em 9 temporadas eles não tenham percebido que a maioria dos fãs preferem Barney e Robin. Houve um episódio em que, com o uso de uma metáfora, Ted deixa a Robin ir embora, como uma balão. Eu estava tão feliz que ele finalmente conseguiu superar ela; e então me acabam a série com eles dois juntos. Deu entender que Ted amou sim a mãe, chamada Tracy, mas que ”usou” ela para realizar o seu sonho de ser pai, porque na realidade, todo esse tempo, todas as 9 temporadas em que ele conta a história sobre a mulher morta, ele nunca superou o seu amor pela Robin. Simplesmente o pior fim de todos os tempos!

    • Cara, concordo plenamente, pior de tudo que eles colocam Barney falando “Se não for a Robin, não será mais ninguém”, o cara amou ela sempre, mudou por ela, pro final Ted ficar com ela? No mínimo injusto, toda a transformação dele foi por água baixo, fiquei esperando depois de 3 anos eles voltarem, adotarem filhos, se assim eles quisessem. E fora 9 temporadas mostrando que Ted amava a Robin e que a Tracy só foi destino, pareceu “Minha amiga, alguém que me entende e teremos filhos”… E depois de tudo Barney voltou ser a mesma coisa e mudou de novo pela filha, ele não teve o direito de ter uma pessoa..

  • Adorei sua resenha sobre o final de HIMYM.
    Eu sou um dos fãs que não gostou do final, a série sempre muito louvada por sua continuidade muito bem gerenciada, tanto em cenários, caracterização quanto em estórias contadas, pecou feio em vários pontos. Na minha opinião um dos maiores foi a falta de coerência com o episódio em que Robin descobre que não poderá ter filhos e Ted no fim do episódio conta aos filhos dele que Robin foi muitas coisas, mas não ficou (foi) sozinha. Isso se provou mentira quando, após se divorciar de Barney, Robin se distanciou do grupo, ela não participou dos grandes momentos da vida de Ted, Barney, Lily e Marshall por alguns anos, então na minha opinião, ela ficou sim sozinha por algum tempo.
    Outros pontos que partiram um pouquinho meu coração, Barney e Robin realmente se amavam, eles eram ótimos juntos, adoraria que eles tivessem realmente ficado juntos.
    E a mãe, ahh a mãe, gostaria de ter visto mais momentos de Ted e Trace juntos, ela foi tão adorável nos poucos momentos em que apareceu e para mim demonstrou tanta bagagem emocional, ela com certeza teria sido (talvez foi) uma ótima influência para todo o grupo.
    Mas no geral, você tem razão, uma jornada de 9 anos não pode ser destruída ou resumida em um último episódio. HIMYM continuará sendo uma das minhas séries preferidas, só vou evitar ver o final novamente rs.

    • O final foi o que eu esperava. Cheguei a acreditar que Ted não ficaria com a Robin, mas no final deu tudo certo. Antes tarde do que nunca. Concordo que a série se perdeu no meio do caminho, acabaram criando muito envolvimento entre Barney e Robin, e as pessoas embarcaram nessa história, mas a reviravolta tinha que acontecer em algum momento. A história sempre foi sobre Ted E Robin. Seria estranho se essa personagem que só apareceu agora fosse o centro de toda a série. O que deu errado foi a forma que foi conduzida a última temporada, mas por que eles não fazem uma temporada extra pra explicar melhor essa virada? kkkkk

Deixe uma resposta