In-Edit Brasil 2014 apresenta o melhor do documentário musical. Saiba tudo
Agenda Cinema

In-Edit Brasil 2014 apresenta o melhor do documentário musical. Saiba tudo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Twenty Feet From Stardom – Divulgação

O In-Edit Brasil (Festival Internacional do Documentário Musical)está prestes a completar seis edições de realização do evento e já tem como resultado a consolidação da marca como uma das mais interessantes do calendário cinematográfico brasileiro. A quantidade de relevantes filmes passados pelo festival nestes últimos anos ajudou neste processo. Assim, fica explicado a grande expectativa em torno do evento que acontece de 01 a 11 de maio em São Paulo, no CineSESC, MIS, Cinemateca Brasileira, Matilha Cultural, Cine Olido e Centro Cultural de São Paulo. O festival nesta edição apresenta uma seleção de 60 filmes de diversos países.

A abertura do In-Edit, no dia 01 de maio, fará jus ao nome e unirá une música e cinema com eventos simultâneos: no MIS, a partir das 18h, com o show solo do cantor Lou Barlow, líder do grupo Sebadoh e do Dinossaur Jr, e às 19h30, discotecagem do DJ Pita Uchoa, na área externa. E no CINESESC, às 19h, com a exibição do filme Twenty Feet From Stardom, vencedor do Oscar 2014 de melhor documentário, com a presença da cantora Claudia Lennear, uma das protagonistas do filme e ex-backing vocal dos Rolling Stones, David Bowie,  Ike & Tina Turner.

Homenageado
O homenageado do festival neste ano é o cineasta holandês Frank Scheffer, autor de grandes documentários de nomes como Edgar Varese, Frank Zappa, Gustav Mahler, Eliot Carter, Brian Eno e, especialmente, John Cage. O In-Edit~Brasil apresentará alguns dos seus trabalhos mais representativos, entre eles: como Conducting Mahler, In The Ocean, Varèse: The One All Alone, How To Get Out Of The Cage e A Pioneer Of The Future Of Music.

Baixe aqui a sinopse dos filmes do In-Edit 2014 (São Paulo)

Panorama Brasileiro
O Panorama Brasileiro, sempre representativo no festival, apresenta 23 trabalho nacionais entre longas, médias e curtas-metragens, divididos nas mostras Competição Nacional, Mostra Brasil, Brasil.Doc, Curta Um Som e na seção Cine+Música.

Cauby – Começaria tudo outra vez – Divulgação

Na  Competição Nacional agora disputam o prêmio do júri oficial – nas edições anteriores havia apenas júri popular. O vencedor entra no circuito In-Edit de festivais e seu diretor é convidado a apresentar o filme no In-Edit Barcelona. São eles: Cauby – Começaria tudo outra vez,  deNelson Hoineff, o cantor Cauby Peixoto revisita sua vida e sua obra; A Farra do Circo, de Roberto Berliner e Pedro Bronz, que retrata – apenas com imagens de época – a história do Circo Voador no Rio de Janeiro; Olho Nu, de Joel Pizzini, apresenta um dos maiores nomes da MPB, o cantor Ney Matogrosso; A Linha Fria do Horizonte, de Luciano Coelho, que mostra a conexão entre os músicos Vitor Ramil, brasileiro, os uruguaios Daniel e Jorge Drexler e o argentino Kevin Johansen; e Triunfo, de Cauê Angeli e Hernani Ramos, com um retrato de um dos maiores ícones do Hip Hop nacional, Nelson Triunfo.

Mostra Brasil
Na Mostra Brasil, a grade conta como os filmes Aprendendo a Ler Pra Ensinar Meus Camaradas, de João Guerra, Mario Lago, de Marco Abujamra e Markão Oliveira, A Briga do Cachorro com a Onça, de Hidalgo Romero e Alice Villela, Damas do Samba, Democracia em Preto e Branco e Âncora do Marujo, de Victor Nascimento.

Brasil.doc
No Brasil.doc,serão exibidos 6 filmes: GRU-PDX, de Daniel Barosa;  São Paulo em Hi-FI, de Lufe Steffen; Geração Baré-Cola, de Patrick Grosner, O Rap pelo Rap, de Pedro Henrique Fávero, Guitarra Baiana: A Voz do Carnaval, de Daniel Talento, e O Diabo Era Mais Embaixo, de Manu Maltez, que será exibido em sessão especial, com intervenção musical ao vivo.

Curta Um Som
Na mostra Curta Um Somserão também 6 filmes apresentado: A Casa de Mario, de Luiz Bargmann; O Canto da lona, de Thiago B. Mendonça;  Atenciosamente, Lo Turco, de Debora Guimarães; Eu sou insana?, de Jodele Larcher; Tonny Cajazeira – O Astro do Maranhão,  de Dewis Caldas; e O Inimigo USA Tour, de Juliano Peleteiro e Juninho Sangiorgio.

Lou Barlow

Panorama Mundial
Foram selecionados para o Panorama Mundial 37 filmes inéditos no circuito comercial, sendo que a maioria terá sua estreia nacional durante o festival. É o caso de Jimi Hendrix: Hear My Train a Comin’, considerado o documentário “oficial”sobre o maior guitarrista de todos os tempos. Outro destaque é o filme Finding Fela, do premiado documentarista Alex Gibney, que retrata a obra e vida do músico, ativista e criador do Afrobeat, Fela Kuti.  Já em Filmage: The Story Of Descendents/All, os diretoresDeedle LaCour e Matt Riggle, mostram duas das mais importantes bandas de Hardcore e punk de todos os tempos.

Shows
O In-Edit Brasil traz ainda uma série de apresentações nos Eventos Especiais. Além dos shows dos músicos Lou Barlow (Sebadoh e Dinossaur Jr) e DJ Pita Uchoa,  na abertura, o festival apresenta também o show da banda Vivendo do Ócio, no dia 02/05, às 21h30, após a sessão do filme Vive le Rock, na Matilha Cultural; a apresentação da cantora espanholaIrene Atienza e Grupo De Flamenco Con Alma, trazendo suas raízes flamencas para o universo do bolero e da música popular brasileira, no dia 03/05, sábado, às 20h, no MIS;  a performance do pernambucano Nelson Triunfo, um dos pioneiros do movimento black brasileiro, no dia 04/05, domingo, às 14h, no Hall de entrada da Galeria Olido;  a intervenção Musical sobre Projeção com o músico Manu Maltez e Grupo, no dia 04/05, às 16h, no MIS e a performance da cantora e compositora Angela Ro Ro, no dia 08/05, quinta, após a exibição do curta “Eu sou Insana?”, no Cine Olido.

SERVIÇO
In-Edit Brasil – 6º Festival Internacional do Documentário Musical
De 1 a 11 de maio de 2014
Salas: CineSESC, MIS-SP, Cinemateca Brasileira, Matilha Cultural, Cine Olido e Centro Cultural São Paulo (salas Lima Barreto e Paulo Emilio Salles Gomes)
http://www.in-edit-brasil.com
Acesso gratuito a todas as sessões e eventos especiais, exceto no CineSESC.
CineSESC: R$ 10,00 (inteira), R$ 5,00 (idosos, estudantes, usuários Sesc), R$ 2,50 (comerciários).
14 anos, exceto o filme Peaches Does Herself: 16 Anos


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta