O universo dos casinos e a indústria do cinema | Cabine Cultural
Publieditorial

O universo dos casinos e a indústria do cinema

Casino Royale

Desde sempre que a indústria cinematográfica tem apostado em fórmulas das mais diversas para que suas produções sejam bem sucedidadas comercialmente. Esta procura hollyoodiana pela fórmula perfeita traz volta e meia um novo tema que vira moda, mas passa logo. E traz temas que são recorrentes. Apesar de alguma controvérsia, uma dessas fórmulas passa por, desde há vários anos, apostar em filmes que se desenrolam ou mencionam casinos e alguém que ganha muito dinheiro neles ou perde e as consequencias desses resultados.

Assim, todos os apreciadores de jogos de casino e de casinos online poderão observar os dotes do famoso agente secreto 007, mais conhecido como o icônico personagem James Bond, enquanto jogador de casino em partidas das quais sai sempre vencedor, como no ótimo filme Casino Royale, produção de 2006 que traz na direção o cineasta Martin Campbell e que possui roteiro de Robert Wade, Neal Purvis e Paul Haggis.

A história do filme começa com dois homicídios fulminantes, sendo o agente secreto James Bond (interpretado pelo ator Daniel Craig) promovido a 007. Na sua primeira missão o agente britânico segue várias pistas até descobrir que um banqueiro de terroristas poderosos Le Chiffre (vivido pelo talentoso Mads Mikkelsen) vai participar no Casino Royale, em Montenegro, num torneio de poker  milionário de modo a tentar recuperar dinheiro que perdeu dos seus clientes após ter efetuado negócio desastroso.

Le Chiffre é um génio da matemática e joga muito bem xadrez o que lhe proporciona um raciocínio muito prático quando aplicado ao poker. James Bond é o agente destacado por M (Judi Dench) chefe do MI6 para participar no torneio de poker e garantir que Le Chiffre não sai vencedor do torneio. Debaixo da supervisão de uma agente do tesouro enviada para fornecer-lhe o dinheiro, Vesper Lynd (a linda atriz Eva Green) ambos irão tentar desmoronar a célula terrorista.

Casino Royale Movie

Depois de impedir um ataque terrorista no Aeroporto Internacional de Miami, Bond apaixona-se por Vesper Lynd. Num jogo de poker de alto risco, Bond consegue frustrar os planos de Le Chiffre. A luta continua, porém no filme seguinte, o também interessante Quantum of Solace. A mão com que James Bond derrota Le Chiffre é o estado do nirvana que qualquer jogador de poker espera poder vir a atingir um dia. A escolha do elenco do filme envolveu uma enorme busca para encontrar um novo ator para interpretar James Bond, e uma significativa controvérsia em volta de Daniel Craig quando ele foi escolhido para suceder a Pierce Brosnan.

Este é apenas um exemplo bem conhecido de filmes que envolvem casinos, sendo que esta temática comecou a ganhar uma maior atenção por parte de todos com o sucesso do filme Casablanca. De lá para cá, filmes como 007, Onze Homens e Um Segredo, 21, Runner Runner, Smokin Aces, In Time, entre outros, são um bons exemplos de como o cinema vem trabalhando este tema. Os jogos de casino sempre foram um atrativo muito grande e com o surgimento da internet e, mais propriamente, dos tablets e smartphones, conseguiram ficar ainda mais populares. Vários sites e apps de jogos de casino online permitem jogar roleta online, póker, slots, blackjack e até fazer apostas e isso ajuda para que estes jogos de casino continuem a crescer em termos de jogadores e dinheiro movimentado.

A indústria cinematográfica, principalmente a de Hollywood, apenas se deu conta que este é um mundo de glamour e que mexe com o imaginário das pessoas e relaciona esse imaginário poderosissímo com situacões reais em que todos nós conhecemos alguém que já ganhou dinheiro em casinos, que ao menos já tenha sentido aquela sensação de estar diante de um jogo que pode lhe trazer ganhos a qualquer momento. Com isso, estes filmes sempre foram um caso de sucesso e podemos continuar a esperar mais filmes com esta temática no futuro.


Uma resposta para “O universo dos casinos e a indústria do cinema”

Deixe uma resposta