Especial Chaplin: Luzes da Ribalta
Cinema

Especial Chaplin: Luzes da Ribalta

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Annex – Chaplin, Charlie (Limelight)

Neste filme temos um encontro especial com dois dos maiores atores cômicos da história do cinema, trata-se de Buster Keaton e Charlie Chaplin

Por Josival Nunes

Luzes da Ribalta de 1952 é o antepenúltimo filme realizado por Charles Chaplin onde ele dessa vez interpreta Calvero, um outrora palhaço famoso que se transforma em um bêbado contumaz, mas que acaba salvando uma jovem do suicídio. A partir disso os dois ficam emocionalmente envolvidos e passam a incentivar um ao outro sendo que o velho palhaço acaba fracassando em suas tentativas em retomar a sua carreira de sucesso.

Charles Chaplin trabalha com elementos que lhe são caros como: a amizade, o amor e o desprendimento e com isso constrói um pungente drama de final doloroso e trágico. Trata-se de mais uma obra-prima do cineasta britânico, rico em diálogos inteligentes e com acentuado teor filosófico lançando uma profunda reflexão sobre o ser artista e sua relação com a decadência, o fracasso e a iminência da morte. Mais uma obra em que o cineasta integra com habilidade cinematográfica o riso com o drama gerando uma película de mensagem um tanto melancólica sobre a vida.

Neste filme temos um encontro especial com dois dos maiores atores cômicos da história do cinema, trata-se de Buster Keaton e Charlie Chaplin que dividem a cena com o talento genial que os consagrou, dessa vez ambos em um papel mais dramático do que engraçado. Também destaca-se no filme a música tema que se tornou um clássico além da própria obra com seus acordes melodiosos e tristes pontuando as cenas.

Luzes da Ribalta (Limelight, EUA, 1952 )
Elenco
Charlie Chaplin – Calvero
Claire Bloom – Terry
Nigel Bruce – Postant
Buster Keaton – parceiro de Calvero
Sydney Earle Chaplin – Neville
Norman Lloyd – Bodalink
Melissa Hayden – dublê de Terry nas danças

Josival Nunes é escritor, cineasta e colunista do Cabine Cultural


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta