Salvador: projeto leva contos de Machado de Assis para o teatro
Agenda Teatro

Salvador: projeto leva contos de Machado de Assis para o teatro

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Circuito Te Conto em Cena – Foto Jennyfer Faulstich

Circuito Te Conto em Cena traz contos de Machado de Assis em versão teatral para Salvador; sessões acontecem dias 22,23 e 24 de agosto a preços populares

Os soteropolitanos que gostam de teatro já podem se agendar, pois essa dica é boa demais: o Circuito Te Conto em Cena, criado e produzido pelo Núcleo de Ensino e Pesquisa de Artes Cênicas (NEPAC), do Rio de Janeiro, será apresentado no próximo fim de semana em Salvador no Teatro SESC Casa do Comércio. As apresentações ocorrem nos dias 22 e 23 de agosto (sexta e sábado às 21 horas) e 24 de agosto (domingo às 20 horas). Os ingressos serão vendidos a preços populares: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia).

Machado de Assis
Com direção e concepção de Leonardo Simões, os atores Pedro Maia, Raquel Penner e Luiz Filipe Carvalho trazem a adaptação teatral de seis contos de Machado de Assis: A cartomante; Missa do Galo; O espelho; Ernesto de Tal; A Causa Secreta e O Enfermeiro. O objetivo do projeto é levar ao público a obra desse grande escritor brasileiro sob um enfoque diferente, propiciando uma maior aproximação com o espectador. A encenação possui, como principal foco, a valorização do ator e da palavra.

Escola Manoel Novaes
Além das apresentações na Casa do Comércio, o NEPAC realizará também duas apresentações gratuitas na Escola Estadual Manoel Novaes, para estudantes do Ensino Médio. Após cada apresentação, no teatro e na escola, o diretor e o elenco abrirão um debate com o público.

Imperdível!

SERVIÇO
Circuito Te Conto em Cena
22,23 e 24 de agosto de 2014
Sexta e Sábado às 21h e Domingo às 20h
Teatro SESC Casa do Comércio
R$10,00 (inteira) / R$5,00 (meia)

Programação
Espetáculo 1 –
A cartomante e Missa do Galo e O espelho
(Dia 22/8, sexta, às 21h)
A encenação despojada valoriza o ator, a palavra e a atemporalidade da obra de Machado, cuja ironia mistura drama e tragédia em dois triângulos amorosos (um real em A cartomante, e outro platônico em Missa do Galo). A extrema solidão desconstrói a identidade de Jacobina (O espelho), que percebe a duplicidade da alma, interna e externa, como “duas partes de uma mesma laranja”.

Espetáculo 2 – Ernesto de Tal
(Dia 23/8, sábado, às 21h)
A cena despojada valoriza o ator, a palavra e a atemporalidade de Machado. No triângulo amoroso deste conto cômico, Ernesto aparece como uma “alma inconsistente e passiva, levada como a folha ao sabor dos ventos”. A cena expõe suas agruras na conquista de Rosina, que busca um bom casamento, mas manipula a afeição do noivo, dividindo-se em desejos pelo “rapaz de nariz comprido”.

Espetáculo 3 – A causa secreta e O enfermeiro
(Dia 24/8, domingo, às 20h)
Valorizando o ator, a palavra e a atemporalidade de Machado, a peça disseca a mente de Fortunato em mais um triângulo amoroso (A causa secreta); e traz um Procópio confidente da transformação de sua boa vontade em revolta (O enfermeiro). Situações refinadas pela ironia machadiana, num inventário da condição humana, cercada por circunstâncias adversas, paixões e padrões sociais.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta