Espetáculo A Estupidez estreia no Rio
Agenda Teatro

Espetáculo A Estupidez estreia no Rio

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Estupidez

A peça tem direção de Pedro Brício e fica em cartaz no Teatro Ipanema durante o mês de setembro

O próximo dia 10 de setembro marca a estreia do espetáculo A Estupidez, no Teatro Ipanema. A peça, de Rafael Spregelburd (um dos maiores autores argentinos da contemporaneidade), já foi encenada por aqui pela Cia Os dezequilibrados, em 2011. A atual montagem conta com alunos formados no Curso de Formação Profissional de Ator da CAL – Casa das Artes de Laranjeiras, e tem direção de Pedro Brício. O texto faz parte de uma heptologia inspirada no quadro de Hieronymus Bosch, A roda dos pecados capitais. Em foco estão os supostos pecados do homem contemporâneo.

História
Um importante cientista se vê obrigado a vender um segredo para um jornal, para ajudar um filho em dificuldades e este segredo é a equação de uma avançada teoria de física quântica que pode decifrar o mundo; amigos acham uma boa ideia viver de golpes em roletas de cassino; dois policiais honestos se veem obrigados a compactuar com a corrupção de um terceiro companheiro diante de uma mala com um milhão de dólares encontrados em uma cena de assassinato; dois marchands tentam vender um quadro roubado antes que ele se destrua pela ação do tempo; um irmão completamente farto de ter que cuidar de uma irmã inválida; um milionário do petróleo texano, comprador de obras de arte, revelando os critérios que baseiam as suas escolhas em arte contemporânea; dois policiais apaixonados.

No foco da narrativa estão os supostos pecados do homem contemporâneo. Na visão de Spregelburd, A estupidez corresponde à avareza; La inapetência, à luxúria; La extravagancia, à inveja; La modestia, à soberba; El panico, à preguiça; La paranoia, à gula; e La terquedad, à ira. Em A estupidez, há toda uma ironia com a estupidez da arte (humor com os enlatados da cultura pop e a vanguarda artística), da ciência (a partir do pinga pinga de uma torneira é debatido o caos da vida), da justiça (corrupção da polícia) e, sobretudo, da disputa por dinheiro.

SERVIÇO
De 10 de setembro a 02 de outubro
Teatro Ipanema (Rua Prudente de Morais, 824 – Ipanema)
Quarta e quinta, às 20h
R$30,00


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta