Especial Pitty: show da cantora é destaque do Circuito Cultural Banco do Brasil
Música

Especial Pitty: show da cantora é destaque do Circuito Cultural Banco do Brasil

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Pitty – Foto de Fernando Leone

Baiana lançou em 2014 o denso, intenso e ótimo, SeteVidas; festival conta ainda com shows de Linkin Park, Kings of Leon, dentre outros grandes nomes

Podemos dizer que 2014 tem sido um ótimo ano para o rock, ao menos se observarmos os grandes lançamentos de álbuns mundo afora: U2, Linkin Park, Weezer, Foo Fighters (em novembro)… e aqui no Brasil o principal referencial para decretarmos oficialmente 2014 como o ano do bom rock é Sete Vidas, mais recente trabalho da roqueira baiana Pitty. O álbum, um petardo sonoro cheio de bons riffs de guitarra e um trabalho vocal intenso, chegou às lojas do Brasil bem no início do segundo semestre, fazendo a alegria dos fãs da cantora. Com o novo trabalho tirado do forno, uma nova turnê se fez necessária e a cantora logo retornou aos palcos para apresentar as novas canções.

E um dos grandes momentos desta primeira parte da tour de Sete Vidas certamente acontecerá no início de novembro, quando Pitty (junto com outros grandes nomes da música mundial), tocará no Circuito Cultural Banco do Brasil, um dos principais festivais do ano no país. No show, a cantora provavelmente fará um mix com as músicas de todos os seus quatro álbuns de estúdio (Admirável Chip Novo, Anacrônico, Chiaroscuro e SeteVidas). No setlist, prováveis hits como Me Adora, Fracasso, Na Sua Estante e Equalize irão se misturar com as músicas do novo disco, como Sete Vidas, Serpente, dentre outras.

Entendendo as influências
Em muitas das entrevistas que a cantora deu desde o início de sua carreira, ela falou das influências que a fizeram tornar uma cantora de rock. Há aquelas que são mais comuns, que qualquer adorador da boa música possui, como Beatles, Ramones, Elvis Presley ou Cássia Eller. Entretanto, é fato que as grandes referências musicais da cantora tenham sido criadas na década de 1990, quando a então adolescente Priscilla Novaes Leone começou o barulhento processo de transformação para Pitty.

E os anos 1990 foram marcados basicamente pelo surgimento (e desaparecimento) do grunge americano. Bandas como Nirvana e Alice in Chains são sempre colocadas como influências pela cantora. Ouvindo os primeiros trabalhos dela, bem como seus shows, é possível perceber tais influências. Seu som, desde as letras, até as melodias e também a vibe no palco lembram muito esta atmosfera nascida em Seattle, e que varreu o mundo enquanto Kurt Cobain (líder do Nirvana) ainda era vivo.

Pitty ao vivo

Além do grunge, duas influências dos anos 90 chamam atenção: primeiro o Metallica, banda que em 1991 lançou o icônico Black Album, um dos trabalhos mais sensacionais dos últimos 30 anos e que certamente ajudou muitos garotos e garotas a se decidirem por tocar e cantar rock. Mas o grande destaque dos anos 90 veio em 1995, quando a canadense Alanis Morissette lançou Jagged Little Pill e simplesmente dominou o mundo por mais alguns anos. É impossível não relacionar o trabalho das duas cantoras; e isso é algo bom, pois ambas se tornaram mulheres poderosas que entraram em um universo que muitos ainda acreditam ser predominantemente masculino e venceram, convenceram e se consolidaram como grandes estrelas e referências.

Em termos de influências, dá para perceber também a atmosfera indie rock na veia da cantora. Lembro-me que em meados dos anos 2000 (2005 talvez) estava eu na Concha Acústica do Teatro Castro Alves (no Festival Claro que é rock!) para assistir ao show da banda Placebo, uma das mais interessantes do rock britânico e lá encontrei a Pitty, provavelmente uma admiradora do grupo, e do gênero ao qual o grupo pertence. Desta mesma leva, certamente a cantora tem afeição por grupos como Queens of The Stone Age, Muse, Mars Volta e outros interessantes exemplos.

Os álbuns
Pitty, antes de começar seu bem sucedido trabalho solo, passou pela banda Shes (1998) e a hardcore Inkoma (98-2000). Isso lá em Salvador, onde a cantora aproveitou para fazer faculdade, entrando na Escola de Música da Universidade Federal da Bahia. Depois daí, resolveu apostar em um trabalho seu, autoral e lançou o arrasador álbum Admirável Chip Novo, de 2003. Junto com o Anacrônico, trabalho seguinte, de 2005, os discos venderam mais de 350 mil cópias, e renderam nove prêmios no extinto Vídeo Music Brasil, cinco prêmios Multishow de Música Brasileira e apresentações que correram de Portugal ao Japão.

Pitty

Em 2006 ela faturou mais quatro estatuetas do VMB: melhor clipe de rock, melhor site, vocalista da banda dos sonhos e escolha da audiência, que lhe conduziram a uma turnê pelo Japão e ao segundo DVD, o {Des}Concerto ao Vivo (também lançado em CD). O ótimo e marcante DVD é o registro do show no Citibank Hall, no dia 6 de julho, em São Paulo. O lançamento rendeu mais dois prêmios no VMB 2007: clipe do ano e vocalista da banda dos sonhos, pela terceira vez consecutiva, provando que a cantora baiana havia se consolidado de vez na história da cena rock brasileira.

Alguns anos se passaram e em 2009 os fãs puderam acompanhar o que estava acontecendo nas gravações do novo disco dela através do blog 256 Tons de Cinza, onde Pitty postava trechos de músicas, fotos e relatos. Deste processo nasceu o interessante e bem mais maduro Chiaroscuro, trabalho foi lançado em agosto junto com o belo clipe de Me Adora.

Desde então, férias para Pitty que ela merece. E chegamos, depois de quase cinco anos sem nenhuma novidade, em 2014 com mais um álbum lançado pela cantora. Setevidas é o seu melhor e mais maduro trabalho (ver matéria).

Agridoce
Em 2011, Pitty se juntou a Martin e desenvolveram um projeto paralelo ao seu trabalho solo. O projeto foi chamado Agridoce, e possuía 12 faixas com um ritmo folk, mais lento, bem mais intimista, mas tão sensacional quanto seus trabalhos de rock. O projeto, não sei se surpreendentemente ou não, foi muito bem sucedido, tanto em termos de crítica, quanto de público.

SERVIÇO
São Paulo

Data: 1/11
Local: Campo de Marte
Kings of Leon
Paramore
MGMT
Skank
Pitty

Rio de Janeiro
Data: 8/11
Local: Praça da Apoteose
Kings of Leon
Paramore
MGMT
Frejat
Pitty


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta