Garota Exemplar: um suspense espetacular, cheio de trama e mistério
Cinema

Garota Exemplar: um suspense espetacular, cheio de trama e mistério

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Garota Exemplar – Divulgação

Direção de David Fincher, o filme Garota Exemplar (no original Gone Girl/EUA) é um suspense espetacular, cheio de trama e mistério, baseado no best-seller de Gillian Flynn, que também é responsável pelo roteiro do filme.

Temos a história do casal Nick Dunne (Ben Affleck) e Amy Dunne (Rosamund Pike), que saíram de Nova York para morar em Missouri, devido a mãe de Nick ter câncer em estágio avançado. No dia do 5º ano de casamento, Nick sai cedo para encontrar sua irmã gêmea Margo (Carrie Coon) no bar que também é proprietário, e ao voltar para casa, sua esposa está desaparecida misteriosamente. Nick torna-se o principal suspeito desta intrigante situação. A mídia divulga o desaparecimento de Amy e isso gera uma verdadeira comoção na cidade, todos empenhados em encontrar Amy.

Este suspense envolve o espectador do início ao fim, com uma trama bem amarrada, em atmosfera dúbia, com duas versões sendo transmitidas ao mesmo tempo, o marido frio e inseguro pela sua vida cheia de mentiras, e em flashbacks, a visão de Amy, uma mulher vingativa e leviana, que se sente abandonada pelo marido. Dois pontos de vista cheios de reviravoltas e incertezas, que mexem com nossas emoções a medida que conhecemos a história de cada personagem. As narrações vão se cruzando com eficiência e sutileza, um novelo que vai sendo desfiado aos olhos da plateia.

Ótimo roteiro, trilha sonora instigante que dá um ar de mistério, fotografia perfeita, ótimas atuações dos atores Ben Affleck e Rosamund Pike. Diálogos inteligentes, onde os detalhes são mostrados em forma sequencial, com momentos de tensão e suspense e um final imprevisível.

Um suspense super bem feito como há algum tempo não se via no cinema, o tipo que a plateia não desgruda da tela, um verdadeiro jogo de xadrez .

Mostra a imagem que as pessoas têm perante a sociedade e que muitas vezes não é a real, o peso e poder da mídia quando cultua uma pessoa e como diz o sábio ditado popular “as aparências enganam”. Quantas vezes nos surpreendemos com atitudes de pessoas próximas a nós, será que realmente conhecemos as pessoas como pensamos?

Marcia Amado Bessa é colaboradora do Cabine Cultural, enfermeira e escreve para o ótimo blog CineAmado


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta