Nova edição do Festival de Cinema Italiano acontece este mês no MIS
Agenda Cinema

Nova edição do Festival de Cinema Italiano acontece este mês no MIS

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Divorcio a la italiana_Pietro Germi 1961

Homenageado deste ano é o diretor, roteirista e ator Pietro Germi; evento acontece entre os dias 18 e 23 de novembro em São Paulo

O cinema italiano é um dos mais importantes do mundo, e mesmo que não possua mais ícones da sétima arte, como Federico Fellini ou Luchino Visconti, ainda conta com grandes artistas e talentosos contadores de história. E para presentear os fãs do cinema do país europeu o MIS (Museu da Imagem e do Som) apresenta novamente, entre os dias 18 e 23 de novembro, o Festival de Cinema Italiano de São Paulo.

O festival apresenta nesta décima edição uma retrospectiva em homenagem ao centenário do nascimento do diretor, roteirista e ator Pietro Germi, um dos pais do neorrealismo italiano. A mostra acontece no Auditório MIS e tem entrada  gratuita, com retirada de senha com uma hora de antecedência na recepção do museu. Integrando o Festival, acontece a exposição fotográfica de Gianni Pinnizzotto, Os mestres do cinema italiano.

Os seis filmes que compõem a retrospectiva são verdadeiros clássicos da filmografia do cineasta, jóias raras pra qualquer apreciador da história do cinema mundial.  Entre os longas estão O Caminho da esperança (1951), vencedor do Urso de Prata no primeiro Festival de Berlim, e a “trilogia barroca” de Pietro Germi: Divórcio à italiana (1961), Seduzida e abandonada (1964) e Senhoras e Senhores (1965).

Exposição
Acontece ainda como parte do evento a exposição fotográfica de Gianni Pinnizzotto, Os mestres do cinema italiano, composta por cerca de 25 fotos em PB. O projeto nasceu em 2009 como uma ideia de Pinnizzotto. Grande conhecedor do cinema italiano e também apaixonado pela sétima arte, o fotógrafo pensou em fazer retratos dos grandes mestres do cinema italiano nos locais onde conceberam ou escreveram seus filmes. Os locais das fotos foram escolhidos pelos diretores de cinema, muitas vezes sua própria casa.

O Caminho da Esperança filme

E entre os dias 27 de novembro e 3 de dezembro, a programação segue no Caixa Belas Artes com a exibição de 16 filmes de cineastas italianos contemporâneos influenciados pela obra de Germi.

Programação 10º Festival de Cinema Italiano

18.11, TERÇA
18h
O caminho da esperança/ Il cammino della speranza
(Itália, 1950, 101’, PB)

O filme é inspirado no romance Cuore negli abissi de Nino di Maria, foi apresentado no Festival de Cannes em 1951 e ganhou o Urso de Prata no Festival de Berlim. O filme narra a odisséia de um grupo de sicilianos que após o fechamento de uma mina de enxofre viajam para o norte, à procura de uma vida melhor, até que chegam clandestinamente à França. O filme foi escrito pelo diretor Pietro Germi junto a Federico Fellini e Tullio Pinelli.

20h30
Un maledetto imbróglio
(Itália, 1959, 110’, PB)
O filme dirigido e interpretado pelo diretor Pietro Germi tem como trama uma releitura do romance Quer pasticciaccio brutto de via Merulana de Carlo Emilio Gadda. O que há em comum entre um apartamento luxuoso e um cadáver encontrado em um outro local? Ingravallo, investigador policial de Roma especula a respeito disto. É um dos mais famosos filmes de suspense italiano e precursor do giallo (gênero literário e cinematográfico italiano de suspense e romance policial que teve seu auge na década de 1960). Esta obra de Germi preanuncia a entrada da comédia à Italiana dos anos 1960 assim como o uso das lentes impiedosas e cruéis com as quais o diretor narra a burguesia italiana.

19.11, QUARTA
18h
Seduzida e abandonada
/Sedotta e abbandonata (Itália, 1964, 122’, PB)
O pai de uma jovem siciliana de 16 anos força o casamento entre a filha e seu sedutor, embora o homem já estivesse prometido como marido para sua outra filha. É uma comédia violenta que toca os limites da histeria dentro da trilogia barroca de Pietro Germi inaugurada com Divórcio à Italiana (1961) e fechada com Senhoras e Senhores (1965). O filme foi escrito pelo diretor com Age, Scarpelli e Vincenzoni, ganhou a Fita de Prata como roteiro no Festival de Cannes. A musa do filme é a bela e jovem Stefania Sandrelli.

20h30
Senhoras e Senhores
/Signore e Signori (Itália, 1965, 120 min, PB)
O filme se passa numa pequena cidade de Veneto, são três histórias de um mesmo círculo de amigos. O filme é uma pequena jóia de estilo e narrativa. A coerência entre os três episódios é garantida pelo retrato bem equilibrado desta pequena localidade no norte da Itália, cidade pequena e rica, na qual, sob o véu da modernidade da sociedade do consumo, Germi encontra as mesmas pulsões primitivas num ambiente tribal e codificado socialmente, como na Sicilia dos seus filmes anteriores.

20.11, QUINTA
18h
Senhoras e Senhores
/Signore e Signori (Itália, 1965, 120 min, PB)

20h30
O caminho da esperança /Il cammino della speranza
(Itália, 1950, 101’, PB)

21.11, SEXTA
18h
Divórcio à italiana
/Divorzio all’italiana (Itália, 1961, 105’, PB)
Talvez o mais conhecido dos filmes de Germi, tem como protagonista o inesquecível barão Cefalù interpretado por Marcello Mastroianni, apaixonado pela prima adolescente interpretada por Stefania Sandrelli. O barão induz sua esposa à traição para que possa cumprir seu delito de honra.  O filme escrito por Ennio De Concini e Alfredo Giannetti tem como tema central o “crime de honra”.

20h30
O ferroviário
/Il ferroviere (Itália, 1956, 118’, PB)
Após dois anos sem lançar um filme, com O Ferroviário Germi volta às salas com uma de suas obras mais consagradas e intensas. Mesmo recebendo críticas por manter uma postura indulgente e pelo uso de um fácil moralismo populista, esta é uma história que privilegia o recorte neorrealista intimista. É a noite de Natal e o maquinista Andrea, após o trabalho, se detém num bar e bebe com amigos. Volta tarde para casa e encontra sua família irritada. A mais ressentida é a filha Giulia, prestes a dar à luz a uma criança. A junção da tragédia familiar e de um acidente com um suicida leva à investigação de Andrea.

22.11, SÁBADO
18h
Un maledetto imbróglio
(Itália, 1959, 110’, PB)

20h30
Divórcio à italiana
/Divorzio all’italiana (Itália, 1961, 105’, PB)

23.11, DOMINGO
19h
O ferroviário
/Il ferroviere (Itália, 1956, 118’, PB)

21h
Seduzida e abandonada
/Sedotta e abbandonata (Itália, 1964, 122’, PB)

SERVIÇO
10º Festival de Cinema Italiano no Brasil/Retrospectiva Pietro Germi

18 a 23.11, terça a domingo
Auditório MIS (172 lugares)
Gratuito (sujeito à lotação da sala ‒ retirada de ingressos com uma hora de antecedência na Recepção MIS)
16 anos

Exposição Os Mestres do Cinema Italiano de Gianni Pinnizzotto
18/11 a 23/12
Terças a sextas, das 11h às 21h; sábados, das 9h às 23h; domingos e feriados, das 9h às 20h
Foyer do Auditório MIS
Gratuita
Museu da Imagem e do Som – MIS Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta