Globo exibe O Canto da Sereia, agora como filme
Notícias

Globo exibe O Canto da Sereia, agora como filme

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Canto da Sereia

Minissérie que fez sucesso em 2013 volta à emissora como parte das comemorações pelos 50 anos de Rede Globo; vale a pena ver de novo

Uma das cenas mais emblemáticas da televisão brasileira em 2013 foi certamente o assassinato da personagem Sereia (Isis Valverde), em cima de um trio elétrico em plena terça-feira de carnaval em Salvador. Aquela cena fazia parte da minissérie O canto da Sereia, que nesta terça-feira a Globo exibe, agora em formato de filme.

A exibição, que acontece logo depois da novela Império, faz parte das comemorações pelos 50 anos (Luz, câmera, 50 anos) da emissora, que ao longo das próximas semanas exibirá outras séries em formato de filme. A ideia é interessante, porém será um grande risco transformar histórias originalmente contadas em 4, 8, 12 ou mais episódios em um filme com menos de 2 horas de duração.

O Canto da Sereia
A exibição original da série aconteceu entre os dias 8 e 11 de janeiro de 2013, num total de quatro capítulos. O número pequeno de episódios certamente facilitará a adaptação da história para filme. O projeto foi escrito por George Moura, Patrícia Andrade e Sérgio Goldenberg, com supervisão de texto da talentosa Glória Perez, que acabou de escrever a primeira temporada da série Dupla Identidade, um dos melhores projetos da emissora em 2014.

A minissérie foi baseada no livro homônimo do escritor Nelson Motta e retrata a história de uma popular cantora que é assassinada misteriosamente em pleno carnaval, mobilizando assim uma grandiosa investigação em torno do caso.

Ísis Valverde interpreta a protagonista da série, Sereia, e está maravilhosamente bem no papel. Ela encarnou de um modo bastante competente uma cantora baiana de axé com desejo tamanho pela fama e pelo sucesso. Sua atuação é um dos grandes pontos fortes da história e é um dos principais motivos para o filme ser uma boa pedida para esta noite de terça-feira na televisão aberta.

O elenco ainda inclui nomes nacionais carimbados, como Marcos Palmeira, Camila Morgado, João Miguel, Fabíula Nascimento, Marcos Caruso, Marcelo Médici, Fábio Lago e Gabriel Braga Nunes. O elenco baiano também se destaca e foi um ponto digno de aplauso da equipe de produção da minissérie.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta