Jamie Dornan: fama em 50 Tons de Cinza e respeito em The Fall
Cinema

Jamie Dornan: fama em 50 Tons de Cinza e respeito em The Fall

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Jamie Dornan

Ator britânico conseguiu, em pouco mais de seis meses, respeito por seu trabalho em The Fall e fama por sua interpretação em 50 Tons de Cinza

Muitos o conhecem somente por sua interpretação marcante no mega sucesso 50 Tons de Cinza; entretanto, Jamie Dornan, ator britânico nascido em 1982 na cidade de Belfast, já tem certa experiência no mundo do cinema e das séries de televisão. Ele já, por exemplo, atuou no filme da cineasta Sofia Coppola, Maria Antonieta, e também participou de alguns episódios da primeira temporada da série Once Upon a Time.

Porém, seu mundo virou de cabeça para baixo com os seus dois mais recentes projetos, que lhe ofereceu respeito por parte da crítica e fama e sucesso de público. Com The Fall, série britânica estrelada por ele e pela linda Gillian Anderson, ele conquistou, merecidamente, muitos elogios. Na série, Jamie Dornan vive Paul Spector, um homem casado e com uma filha pequena, que não consegue conter seu desejo de atacar mulheres e que chega a se envolver nesta nova passagem da história com uma adolescente.

A série é ótima por muitos motivos, mas para você que busca somente uma grande razão para assistir The Fall, eis aqui ela: a relação dos personagens de Gillian Anderson e Jamie Dornan. Eles construíram uma relação de dependência um com o outro que impressiona bastante e que certamente pode ser considerada a espinha dorsal da série até aqui. Ao final da temporada percebemos que um pode ser considerado extensão do outro.

50 Tons de Cinza
Com o respeito adquirido em The Fall, faltava ao ator somente a fama mundial, o que não demorou a acontecer (poucos meses depois do final de sua participação na série inglesa). Jamie estrelou, junto com a atriz Dakota Johnson, a adaptação cinematográfica do Best Seller 50 Tons de Cinza, filme que vem batendo vários recordes de bilheteria mundo afora em 2015.

50 Tons de Cinza

Merece destaque o fato de que Em 50 Tons de Cinza o ator perde um pouco o brilho, e isso pelo fato dele não deixar tão evidente o poder que Christian Grey possui na história. Usando aqui uma linguagem chula, ele era para ser o fodão da trama, esbanjando poder, arrogância, sensualidade e sexualidade. Mas nesta primeira parte da história ele parece ter sido castrado. E meio que foi, pelo roteiro, que resolveu tirar a parte mais pesada de sua libido e colocou no lugar algo mais palatável.

Ainda assim, Jamie se sobressai e surpreende a todos com o seu icônico personagem. Todos acharam que o filme seria um festival de cenas fortes e de apelo sexual, mas no fim das contas 50 Tons de Cinza se mostrou muito mais sofisticado que esperávamos. E a atuação de Jamie, mesmo não tendo o mesmo poder de seu personagem nos livros, está bem sólida e não prejudica em nada o desenvolvimento da trama.

Fora da sequência?
Esta semana surgiram boatos de que o ator não participaria das próximas possíveis sequências do filme. A questão envolvia ciúmes excessivos de sua mulher. Porém, a assessoria do ator correu para desmentir o boato,

“Jamie está encantado que o filme esteja a bater recordes de bilheteria em todo o mundo e, embora o estúdio ainda não tenha feito nenhum anúncio, está ansioso para fazer o próximo filme”, disse o representante.

Um bom ator, que tem todas as possibilidades de entrar de vez no primeiro escalão do mundo do cinema, sobretudo o hollywoodiano, pois a Grã-Bretanha ele já havia conquistado há tempos.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta