Canal History exibe a épica e bem produzida minissérie A Bíblia
Televisão

Canal History exibe a épica e bem produzida minissérie A Bíblia

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

The Bible

Exibição acontece por conta da Semana Santa; primeiro episódio vai ao ar no próximo dia 1º de abril e vai até o dia 05 (quarta-feira a domingo, 20h)

Uma das minisséries mais aclamadas de 2013, A Bíblia foi realmente uma surpresa para o universo das séries de televisão, pois mostrou uma atmosfera que realmente nos invocou a pensar nas histórias bíblicas. Esse realismo acabou sendo o grande trunfo da superprodução, que, aliada a um bom elenco e um interessante trabalho técnico, surpreendeu a todos em 2013, quando foi exibida pela primeira vez.

E será esta série que o Canal History exibe entre 1 e 5/4, sempre às 20h. Do Gênesis ao Apocalipse, as histórias inesquecíveis ganham mais clareza e significado por meio de reconstituições e incríveis imagens criadas por computação gráfica, oferecendo novas maneiras de enxergar personagens icônicos e cenas clássicas dos textos sagrados.

São no total dez horas de tramas que exploram alguns dos episódios mais marcantes dos textos bíblicos, incluindo a jornada de Noé com sua arca, o Êxodo do Egito, as histórias de David e Golias, Sansão e Dalila e Daniel na cova dos leões e, é claro, a vida de Jesus de Nazaré. Sensacional.

Veja um resumo dos episódios

1º de abril – O Princípio – Noé enfrenta a ira de Deus e Abraão alcança a Terra Prometida, mas ainda precisa provar sua fé. Moisés conduz os filhos de Israel para fora do Egito, e sua fé é recompensada quando o Mar Vermelho se abre para permitir que os israelenses fujam do exército do faraó, “fechando-o” em seguida e afogando os soldados. E o profeta Moisés comunica a mensagem final de Deus, dando forma, dessa maneira, à tábua com Os Dez Mandamentos.

2 de abril – A Terra Prometida – Josué conquista Jericó; Dalila trai o sobre-humano Sansão enquanto os israelitas combatem os filisteus; Samuel unge Davi como rei, um ato que pode lançar sua nação em uma guerra, e Saul é consumido pelo ciúme quando Davi derrota Golias. O Rei Davi inaugura uma era de ouro para Israel, mas logo é seduzido pelo poder e o desejo por Betsabá. Deus perdoa Davi, e Salomão, seu filho, constrói um templo em Jerusalém.

3 de abril – Sobrevivência e Esperança – Os judeus são escravizados na Babilônia; Daniel é jogado na mítica cova dos leões, mas quando sua fé persiste e Deus o poupa, os judeus podem voltar a Jerusalém. Depois, o anjo Gabriel diz a Maria que ela vai ter um filho e José a leva até Belém, onde Jesus nasce. A Judeia fica sujeita ao governo de Pôncio Pilatos e João Batista batiza Jesus, que agora está pronto para dar início à sua missão, que mudaria os rumos da história mundial.

4 de abril – A Missão – Jesus alimenta as multidões na Galileia e ressuscita um homem morto, Lázaro. Depois, O Salvador entra em Jerusalém montado em uma mula – uma prova de que ele é o Messias; e, logo depois, Ele se pronuncia contra os agiotas no Templo. Caifás convence Judas a trair Jesus. Cristo causa tumulto entre os seus discípulos na Santa Ceia e, finalmente, no momento mais clássico e trágico do episódio, Ele é preso e condenado à morte enquanto os discípulos se dispersam.

5 de abril – A Paixão – Pedro renuncia a Jesus e Judas se enforca; a multidão implora pela morte de Jesus Cristo, que acaba crucificado. Mas, quando Maria Madalena chega a seu túmulo, uma figura se aproxima dela – e ela percebe que Ele voltou; Jesus ordena aos seus discípulos para “ir e pregar a todas as criaturas”, mas sua missão sagrada se depara com ódio e com a morte; Paulo tem uma visão e passa por uma mudança milagrosa de fé em uma jornada a Damasco; e João Batista tem uma revelação: Jesus de Nazaré voltará, e todos os que mantiverem a fé serão recompensados no Juízo Final.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta