Com Antônio Abujamra, Provocações inédito discute a questão racial no Brasil
Televisão

Com Antônio Abujamra, Provocações inédito discute a questão racial no Brasil

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Douglas Belchior – Foto Jair Magri

Programa traz dois entrevistados nesta edição em homenagem aos 127 anos da abolição dos escravos; vai ao ar na terça (12/5), às 23h30, na TV Cultura

Para lembrar e refletir sobre o dia 13 de maio, data que marca o fim da abolição da escravatura no Brasil, a TV Cultura exibe na próxima terça-feira (12/5), véspera do dia, a partir das 23h30, uma edição inédita do programa Provocações com Antônio Abujamra.

O programa, que lembra os 127 anos da abolição dos escravos, tem o objetivo de discutir a questão racial no Brasil, com as presenças do professor Douglas Belchior e do estudante Gustavo Silva.

Princesa Isabel
O professor de história Douglas Belchior fala sobre a importância da Princesa Isabel no ano de 1888. Ele conta que a maior parte dos escravos foi libertado em lutas,

Na assinatura da Lei Áurea, apenas 5% dos negros estavam escravizados no Brasil. A liberdade negra da escravidão se deu pela luta dos negros em rebeliões, nos conflitos, nos quilombos e ainda hoje é uma luta que permanece. A abolição da escravidão não se deu. Nós vivemos num período de abolição inacabada”.

Douglas é professor da rede pública de ensino e ativista social pela causa negra no Brasil.

Ele afirma que o negro é discriminado no mundo,

A África continua sendo estuprada pelo mundo branco. Toda a diáspora, que é como chamamos negras e negros que foram sequestrados da África e obrigados a ocupar outros lugares do mundo, sofre com o racismo em todos os lugares do mundo”.

Já o segundo entrevistado é Gustavo Santos, aluno da rede pública de ensino da cidade de São Paulo. Aos três anos de idade, já lia e hoje, com 11, estuda as culturas africanas,

Eu chego da escola e fico muito sem o que fazer. Então eu busco algum assunto que me interesse e me prenda. E a história africana é uma coisa que me prendeu bastante”.

Para Gustavo, a questão racial é muito simples. Ele explica que o negro no Brasil é ignorado e desrespeitado,

Mas você tem que encarar ser negro como algo que faz de você uma pessoa diferente”.

Programa mais que imperdível. Relevante e necessário. Na próxima terça-feira, na TV Cultura, às 23:30h


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta