Crítica Between primeiro episódio: Netflix acerta no mistério em sua nova série
Séries

Crítica Between primeiro episódio: Netflix acerta no mistério em sua nova série

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Between

História consegue fisgar atenção de quem assiste, principalmente pelo mistério central da trama; série é co-produção da Netflix com empresa canadense

Por Luis Fernando Pereira

Uma doença desconhecida e misteriosa surge e leva a óbito todos os que tem mais de 21 anos. Quando o governo decide colocar uma área de 16km de diâmetro em quarentena, deixando todos os habitantes à própria mercê, uma luta pelo poder se inicia.

Bem, logo na premissa central da série vemos referências bem familiares a dezenas de filmes e de outras séries. Impossível falar em colocar uma cidade em quarentena e não se lembrar de Under the Dome, série baseada no livro de Stephen King. As mortes misteriosas também não são nada originais neste universo. Porém, devemos dizer que a junção destes dois elementos mais comuns até que criou algo interessante, ao menos no episódio inicial.

Jennette McCurdy (iCarly, Sam & Cat) vive Wiley Day, uma adolescente grávida envolta em algumas situações que chamam atenção, sobretudo o fato dela esconder o nome do pai de seu futuro filho. Este detalhe deverá ter alguma importância durante a temporada, até mesmo uma ligação com o assunto central da série. Falando da atriz, Jennette consegue passar aquele ar de adolescente independente, com opinião própria e que no fim das contas vai se mostrar a grande personagem da história.

Uma pena que o resto do elenco acabou não acompanhando a sua atuação; o resto dos personagens acabam não intrigando e nem criando simpatia de quem assiste. Talvez o menino Adam (personagem interpretado por Jesse Carere) consiga no decorrer da trama polarizar as atenções, até mesmo porque seu personagem, um pequeno gênio, é peça chave para se entender o mistério que assola a cidade.

No elenco da série ainda estão Jim Watson (The Strain, Copper), Ryan Allen (Fique Rico ou Morra Tentando) e Wesley Morgan (Kick-Ass 2).

Suspense
O clima de suspense, potencializado pela fotografia sempre cinzenta e nada colorida, faz de Between uma série diferenciada no universo da Netflix. Se bem cuidada ela pode ser uma ótima opção para os amantes de uma boa história de mistério. Claro que para isso os roteiristas devem dar uma resolução mais que satisfatória a pergunta mais importante que a trama buscará responder: por que somente pessoas com mais de 21 anos morrem nesta cidade?

Between

A resposta pode flertar com a ficção científica, ou somente com algo extraordinário, sem lógica alguma. Independente do caminho que escolher, se for bem construído pode render bons episódios e uma interessante primeira temporada.

Between pode não ser a grande novidade desta temporada, mas tampouco é, ao menos pelo piloto, algo para ser desprezado. A série, que busca um público mais adolescente e descompromissado, apresentou todos os elementos necessários para fazer sucesso: tem um mistério central, uma protagonista que causa simpatia, um drama que pode ser bem desenvolvido e algumas cenas de ação que chamaram atenção.

Vamos acompanhar.

Luis Fernando Pereira é crítico cultural e editor/administrador do site


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta