Sob o Mesmo Céu: roteiro confuso, mas com uma trilha sonora diferenciada
Cinema

Resenha de Sob o Mesmo Céu: roteiro confuso, mas com uma trilha sonora diferenciada

  •  
  •  

Uma história meio confusa e certinha demais, sem  aprofundamento e clímax, mal roteirizada, tornando-se um drama monótono e chato

Por Marcia Bessa

O filme  Sob o Mesmo Céu (EUA) tem a direção do cineasta Cameron Crowe, conhecido por filmes como Vanilla Sky, Jerry Maguire – A grande Virada, Quase Famosos e muitos outros, o que já é um chamariz para a plateia.

Brian Gilcrest (Bradley Cooper) é um ex militar mal visto por missões fracassadas, que retorna ao Havaí, sua cidade natal, com a missão de supervisionar o lançamento de um foguete financiado pelo bilionário excêntrico Carson Welch (Bill Murray).

Ao rever a namorada de juventude, Tracy Woodside (Rachel McAdams), começa a rolar uma atração entre ambos e emoções antigas vão se restabelecendo e pondo em risco o casamento de Tracy. Ao mesmo tempo Brian conhece a piloto da Força Aérea Allison Ng (Emma Stone), encarregada de acompanhar e supervisionar os passos deste militar. Sem perceber, Brian se envolve com Ng, ao tempo em que descobertas antigas vão se revelando para esta pessoa difícil e problemática. Cenas interessantes quando o ator Bradley Cooper contracena com  John Krasinski (piloto Woody, marido de Tracy), cenas sem diálogos onde os gestos falam mais que as palavras.

Leia+  Promoção: acerte melhor palpite do Oscar e ganhe 1 ano de cinema grátis

Drama com potencial para ser  bom, aliás, vamos esperando isto, levando em conta o histórico do diretor. Uma história meio confusa e certinha demais, sem  aprofundamento e clímax, mal roteirizada, tornando-se um drama monótono e chato. A trilha sonora é o diferencial do filme, muito boa e uma fotografia colorida e bonitas paisagens do Havaí.

Marcia Amado Bessa é enfermeira e escreve para o excelente blog Cine Amado

Feminino e Além

Sobre o autor

Redação

Redação

Matéria produzida pela equipe do site.
Copyright © 2019. Cabine Cultural: arte, cultura, entretenimento; cinema & tv

Deixe uma resposta