Cinema: Lugares Escuros, suspense dramático que segura o espectador até o fim | Cabine Cultural
Cinema

Cinema: Lugares Escuros, suspense dramático que segura o espectador até o fim

Lugares Escuros

Um suspense psicológico com uma boa história, onde aos poucos vamos conhecendo o lado emocional dos personagens, com certo mistério, revelações e algumas reviravoltas na trama

Por Marcia Bessa

O filme Lugares Escuros (França), direção e roteiro de Gilles Paquet-Brenner, é uma adaptação do livro do escritor Gillian Flynn, conhecido pelo grande sucesso de Garota Exemplar, o que já é uma curiosidade para assistir este filme.

Conta a história de Libby Day (Charlize Theron), uma mulher traumatizada com seu passado sombrio. Na infância presenciou o assassinato de sua mãe e irmãs dentro de sua própria casa, e seu irmão mais velho foi acusado e preso por 28 anos por este crime horrendo. Libby  nunca conseguiu se recuperar do trauma sofrido e sempre viveu com a ajuda de um fundo financeiro para pessoas que passaram por situações violentas.

Libby é convidada a reviver seu passado por um grupo secreto que investiga crimes desse tipo, e ela aceita pois seu fundo acabou e ela precisa de dinheiro para seu sustento. Para isso terá que visitar seu irmão Ben Day na cadeia e prosseguir na investigação.

O elenco é formado por bons atores, como Corey Stoll e Tye Sheridan, no papel do irmão Ben Day, adulto e na adolescência; Christina Hendricks como a mãe Patty Day. O destaque vai para a protagonista Charlize Theron no papel de Libby Day, esta mulher amargurada, fria e determinada, numa interpretação bem natural.

Um suspense psicológico com uma boa história, onde aos poucos vamos conhecendo o lado emocional dos personagens, com certo mistério, revelações e algumas reviravoltas na trama. A fotografia é boa, interessante observar as cenas do passado que se entrelaçam com as do presente, sendo facilmente visíveis pela mudança de tons, um acerto da direção. Mas falta certa emoção e clímax, um roteiro que deixa a desejar, com uma trilha sonora morna.

Um suspense dramático que segura o espectador até o fim da sua história, mas não esperem o sucesso igual ao filme Garota Exemplar.

Marcia Amado Bessa é enfermeira e escreve para o ótimo blog Cine Amado




Uma resposta para “Cinema: Lugares Escuros, suspense dramático que segura o espectador até o fim”

  1. Eu particularmente achei melhor que Gone Girl. O filme como vc disse, consegue segurar ate o final, e achei o elenco muito interessante e com boas performances. A mescla de historia de passado e presente, ajudam a aumentar a expectativa para o final, de algumas coisas meio obvias, e de outras que ficamos pensando o tempo todo como vai se desenrolar. Talvez o filme nao tenha sido bem criticado, pelo mal de hj em dia, as pessoas compararem certos trabalhos de uma mesma pessoa, ( nesse caso, foi um livro da mesma escritora ) quando deveriam assistir isoladamente sem fazer ligaçoes. Nao estou dizendo que foi o seu caso.

Deixe uma resposta