5 razões pra você se expressar através da escrita | Cabine Cultural
Generalidades

5 razões pra você se expressar através da escrita

5 razões pra você se expressar através da escrita

5 razões pra você se expressar através da escrita

Ninguém nasce sabendo fazer nada, nem escrever. Por isso, quem está sempre disposto a tentar e buscar novas formas e conhecimentos, colhe bons frutos, versos, rimas, contos…

Por Juliana Azevedo

Todos nós temos um turbilhão de sentimentos dentro de nós: amor, raiva, angústia, medo… mas nem sempre conseguimos expressá-los em palavras. Quem nunca ficou nervoso na hora de contar alguma coisa ou fazer um desabafo? As vezes a nossa timidez é tão grande que sempre nos trava quando cogitamos falar o que estamos sentindo ou pensando. A solução não é guardar tudo dentro de si, como muita gente faz por aí. Já experimentou colocar tudo isso pra fora escrevendo? Isso mesmo, passar tudo para o papel, ou para um bloco de notas, caso você seja tão moderno assim.

Não há nada de errado em transformar pensamentos em palavras, o importante é se exorcizar de alguma forma de tudo isso que está guardado no seu coração. Sou muito feliz por ter encontrado na escrita a minha maior forma de expressão, ela fez com que tudo na minha vida ganhasse sentido. Antes eu me sentia como um peso morto, agora eu sei que o que eu escrevo, me representa e diz muito sobre quem eu sou. Se você ainda não está acostumado com essa prática e acha isso uma bobagem, vou te mostrar 5 razões para você se expressar escrevendo

1 – É um desabafo como outro qualquer
Acredito que a melhor solução para nossos problemas não é propriamente falar o que se passa no seu coração. Na maioria das vezes que fazemos isso, principalmente os tímidos e descontrolados, perdemos o controle das nossas emoções e então trememos, choramos, gritamos, sem contar que pode ser imensamente constrangedor e causar arrependimento eterno. Então, pegue um pedaço de papel, uma caneta e escreva sem pensar. Não precisa de uma letra bonita, regras gramaticais e nem fazer sentido. No primeiro momento, apenas jogue tudo para fora e você conhecerá a segunda vantagem.

2 – Ninguém precisa saber
Os rabiscos serão só seus, não precisa mostrar a ninguém. Ao contrário de falar, escrever alivia de imediato o que está se sentindo. Tenho a impressão que quanto mais eu falo sobre uma coisa, mais quero continuar falando, já quando escrevo, sinto que aquilo morre ali. Quando leio algum texto antigo que escrevi, desconheço aquele sentimento, de fato eu me livro de todos eles quando os transformo em alguns parágrafos. O melhor disso é que tudo fica guardado em uma caixa ou pasta no meu computador, então evito estender aquela sensação a contando para outras pessoas, afinal, nem sempre vale a pena. Tem coisas que só a gente entende, por isso, ninguém precisa saber.

3 – Não precisa ficar perfeito ou incrível
Não se preocupe com tantas regras gramaticais, coerência, coesão e todos aqueles requisitos para tirar uma nota boa na prova de redação. Os sentimentos são seus, expulse-os de você da forma que preferir. Particularmente, gosto tanto de textos regrados e bem elaborados, quanto gosto dos textos que escrevo segundo as minhas regras, ou seja, sem regra nenhuma. Parágrafos desconectos e falta de sentido é um dos meu fortes, afinal, não acho que o que estou escrevendo precisa ficar incrível e fazer sentido para alguém. Se bateu as minhas expectativas de me representar como eu gostaria, já está ótimo.

4 – Você sempre poderá melhorar
O que a gente fala não tem mais como ser mudado, mas o que a gente escreve sempre pode ficar melhor. Como falei na dica anterior, não precisa ficar perfeito, mas se você quiser se aperfeiçoar e levar a sua escrita mais a sério, pode sempre melhorar os seus textos, se preocupar um pouquinho mais com as palavras que vai usar, a quantidade de linhas e etc. Essas coisas começam a fluir quando relemos o que escrevemos e identificamos alguns pontos que podem ser melhorados, e claro, você só vai ter essa noção se tiver domínio da sua escrita e conhecer a escrita de outras pessoas para se inspirar. Não ache que você vai começar a escrever as melhores crônicas do dia para a noite, mas tente diariamente e uma hora chegará lá.

5 – Vai que dá certo?
A internet está cheia de anônimos que ficaram conhecidos pelos textos de boa qualidade que produziam. Para ilustrar, posso falar da Bruna Vieira, Frederico Elboni, Pedro Gabriel e vários outros que publicaram seus textos na internet, fizeram muito sucesso e agora se tornaram escritores de verdade, com livros publicados e tudo. Não estou dizendo que você deve começar a escrever com essa intenção de ficar famoso, mas vai que você descobre um talento escondido? Tenho certeza que só descobrimos quando tentamos.
Eu poderia listar outros motivos para você se expressar escrevendo, mas essa lista ficaria enorme. A escrita, seja ela sobre o que você sente, imagina, acredita, conhece e etc, proporciona uma riqueza imensurável do nosso português. Ela nos garante o domínio da língua, suas facetas e sua capacidade de ampliar fronteiras. Quantas vezes você não já leu algo e ficou tipo “Uau, parece que foi escrito pra mim!”? Isso não é incrível? Conseguir captar os seus sentimentos e os de outras pessoas é realmente uma arte.
Ninguém nasce sabendo fazer nada, nem escrever. Por isso, quem está sempre disposto a tentar e buscar novas formas e conhecimentos, colhe bons frutos, versos, rimas, contos… Por isso espero que esse post de alguma forma te incentive a começar a escrever. Agora.

Juliana Azevedo é estudante de Direito mas nas horas vagas gosta de brincar com as palavras e os sentimentos que coexistem dentro de si. É a dona do blog Chuva de Jujubas e agora faz parte da equipe Cabine Cultural.




Deixe uma resposta