50 Tons de Cinza e os filmes mais quentes para se ver a dois (ou sozinho)
Cinema

50 Tons de Cinza e os filmes mais quentes para se ver a dois (ou sozinho)

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

50 Tons de Cinza no Telecine

50 Tons de Cinza no Telecine

Acho que temos aqui uma boa seleção de filmes sexy (extremamente sensuais), mas que também conseguem entreter e agradar enquanto experiência cinematográfica

Por Luis Fernando Pereira

A associação é quase que imediata: sempre que pensamos em sexo no cinema imaginamos logo de cara um filme pornô, ou descaradamente erotizado, daqueles sem história mesmo, que quando aparecem os créditos iniciais já temos sexo oral e penetração.

Mesmo sendo um dos gêneros mais comuns e lucrativos da indústria, alguns dos filmes mais sensuais já produzidos são representantes do que chamamos de indie movie, ou seja, filmes subversivos, cults até, dirigidos muitas vezes por grandes e talentosos cineastas, que entregam histórias mais densas, porém com este elemento erótico carregado. A diferença é que nesses casos o sexo não conduz o filme, mas sim é conduzido por ele.

Quando penso nestes filmes, me vem à memória logo 9 Canções. Na história, Matt (britânico) conhece num show Lisa, uma jovem estudante americana, interpretada talentosa atriz Margo Stilley. Eles logo se apaixonam, vivendo um intenso relacionamento amoroso/sexual entremeado por vários shows que acompanham. O filme foi bastante controverso na época de seu lançamento, devido unicamente ao seu conteúdo sexual, que inclui ai uma sequência, não simulada, de relações sexuais e sexo oral, bem como uma cena de ejaculação, entre os dois atores. O filme é um dos meus preferidos, por conter uma trilha sonora poderosa e por relacionar cada show ao estado em que se encontrava o relacionamento deles. Poucos viram isso.

Continue lendo


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta