Telinha em Pauta especial: crítica primeiro capítulo de A Regra do Jogo
Televisão

Telinha em Pauta especial: crítica do primeiro capítulo de A Regra do Jogo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

* Coluna da jornalista Camila Botto sobre tudo que acontece no mundo televisivo

Crítica A Regra do Jogo

A história do bem e do mal. O trecho da música Juízo Final, entoada por Alcione na abertura de A Regra do Jogo, resume bem o que veremos nos próximos meses no horário nobre da Globo.

Com grande peso em seus ombros, pois precisará reconquistar a audiência que Babilônia espantou e bater de frente com o fenômeno Os Dez Mandamentos (Record), o autor João Emanuel Carneiro fez uma estreia objetiva onde os principais personagens de seu jogo de xadrez foram apresentados para os telespectadores.

Como tem acontecido nos últimos anos, a vilã Atena, muito bem interpretada pela bela Giovanna Antonelli, já caiu nas graças do público com seus bordões e risada para lá de falsa (esta risada, na minha opinião, mega desnecessária). Outro que chamou atenção foi Alexandre Nero. Apoiado por seu talento inquestionável e boa direção de Amora Mautner, o dúbio Romero não lembra em nada o marcante Comendador de Império.

Ouça podcast sobre o mundo da televisão

Nero, por sinal, estrelou uma das cenas em que a boa direção e fotografia saltaram aos nossos olhos: a sequência do resgate no confronto entre bandidos e polícia, com direito a helicóptero e tudo o mais. É amigos…o padrão Globo de qualidade ainda faz toda diferença!

A Regra do Jogo

Os mocinhos Juliano (Cauã Reymond) e Tóia (Vanessa Giácomo) foram corretos, emocionaram logo de cara e apresentaram uma química extrema. As grandes Cássia Kis e Susana Vieira, por sua vez, arrebataram como a sofrida Djanira e a extravagante Adisabeba. Susana, por sinal, parece ter em suas mãos o papel perfeito para ela.

Pontos também para Juliano Cazarré e seu MC Merlô. Certeza que nos renderá ótimas gargalhadas ao lado de Feliciano (Marcos Caruso), que ainda não entrou em cena.

O burburinho foi tanto nas redes sociais, onde a novela e os nomes de alguns atores figuraram entre os assuntos mais comentados, que o Twitter saiu do ar por alguns minutos. Na audiência, no entanto, a trama não foi bem: 31,5 pontos de média na Grande São Paulo. Vale lembrar que cada ponto equivale a 67 mil domicílios e o esperado para uma trama das 21h é na casa dos 40 pontos.

Como fazer a francesinha assimétrica que vai bombar em A Regra do Jogo

Dois motivos podem explicar o fiasco: a estratégia da Globo de atrasar a novela (começou só às 21h40) para fugir de Os Dez Mandamentos e a ‘terra arrasada’ deixada pela péssima Babilônia.

Com a empolgação dos que assistiram os primeiros capítulos, essa audiência deve ser retomada de forma gradativa e A Regra do Jogo tem tudo para ser um fenômeno como Avenida Brasil (2012). No entanto, vale ressaltar que seus enredos são bem distintos embora ainda passíveis de algumas comparações.

Camila Botto é repórter do Correio, editora do site Feminino e Além, autora do livro Segredos Confessáveis e colunista do Cabine Cultural


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta