Telinha em Pauta: The Voice Brasil retorna com Michel Teló e outras novidades
Televisão

Telinha em Pauta: The Voice Brasil retorna com Michel Teló e outras novidades

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

* Coluna da jornalista Camila Botto sobre tudo que acontece no mundo televisivo

Retorno do The Voice Brasil

*Do Rio

A quarta temporada do The Voice Brasil começa na próxima quinta-feira, após A Regra do Jogo e contará com novidades: um novo técnico, o cantor Michel Teló; e uma nova fase intitulada Rodada de Fogo são as principais delas.

“Foi uma grande surpresa. Estar entre esses grandes artistas é uma chance que não poderia perder. Fui recebido com muito carinho e respeito, tanto pelos técnicos quanto pela produção. Tenho certeza que vai ser uma temporada incrível. Mas não vim para brincadeira, não. Estou no jogo e vim para ganhar”, provoca Teló.

Na Rodada de Fogo, cada time, que a esta altura estará com sete participantes cada, disputa a preferência dos técnicos Claudia Leitte, Carlinhos Brown, Lulu Santos e Teló. Eles escolhem seus três preferidos para seguir para os shows ao vivo e os outros quatro disputam as vagas restantes.

Os baianos Claudia e Brown garantem não ter estratégia para mais esta temporada. “Eu nunca tive estratégia. Eu só queria me divertir na cadeira, mas ganhar é sempre bom”, afirma Claudinha, com novo visual. “O The Voice não é um programa de escolha e sim de acolher as pessoas. Essa é a estratégia de todos nós. Trabalhar o máximo possível para que o candidato se sinta à vontade”, emenda o Cacique.

Lulu, ao contrário, tem sim uma estratégia definida. “O fato é que essa história de ter time muito forte você acaba municiando o time dos outros. Você sabe que tem que perder seis candidatos…e esse é o pior momento da competição. Fica tenso, vê os sonhos desfeitos… Aquilo é dolorido para gente”, pontua o rei do pop nacional.

Cláudia Leite, Lulu Santos, Carlinhos Brown, Michel Teló, Tiago Leifert

Teló, que acompanhava as outras temporadas de casa, não acredita entrar em desvantagem no jogo. “Acho que esse programa não adianta ter estratégias porque quem acaba te surpreendendo é o próprio público. As pessoas é que escolhem. Eu venho com sangue novo, com cara nova”, diz ele, que contará com o auxílio da cantora Luiza Possi.

Brown e Lulu também seguem com os mesmos auxiliares: Rogério Flausino, vocalista do Jota Quest; e Di Ferrero, líder do Nx Zero, respectivamente. Claudia é a única que ainda não decidiu seu auxiliar. “Tenho várias ideias. Na verdade, são eles que me deixam na pendenga na parte da negociação”, afirma.

O The Voice Brasil irá ao ar todas as quintas, após A Regra do Jogo. Serão cinco programas com audições às cegas, fase na qual os técnicos formam seus times de 12 candidatos. Depois, há dois programadas de batalhas. “O xadrez começa na batalha. Na hora que eles montam as duplas que o jogo começa a se desenhar”, acredita Leifert.

Com sete participantes em cada time, acontece a nova fase da rodada de fogo, onde três cantores seguem direto para os shows ao vivo enquanto os outros quatro disputam as duas vagas restantes. Nessa fase ao vivo, o público começa a definir os rumos da disputa, que termina no dia 25 de dezembro. O vencedor fatura R$ 500 mil e um álbum gravado pela Universal Music.

* a colunista viajou a convite da Rede Globo

Camila Botto é repórter do Correio, editora do site Feminino e Além, autora do livro Segredos Confessáveis e colunista do Cabine Cultural


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta