Telinha em Pauta: Globo muda planejamento buscando frear crescimento das concorrentes
Televisão

Telinha em Pauta: Globo muda planejamento buscando frear crescimento das concorrentes

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

* Coluna da jornalista Camila Botto sobre tudo que acontece no mundo televisivo

Mudança na Globo

Vendo a queda de audiência de seu principal produto, a Globo decidiu prorrogar a estreia de Sagrada Família, de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, para o fim do próximo ano. A trama, com forte temática política, é protagonizada por um senador da República.

Com a decisão, Velho Chico, uma trama rural de Benedito Ruy Barbosa, é quem assumirá a faixa das 21h. Tudo porque a emissora concluiu que o público está cansado de novelas extremamente realistas como foi Babilônia e como é A Regra do Jogo.

Na fila do horário nobre, estão uma nova trama de Gloria Perez e a que deve marcar a estreia de Duca Rachid e Thelma Guedes na faixa.

Oficialmente, o motivo da mudança foram as eleições de 2016. “A novela da Maria Adelaide é muito boa e traz uma trama política que poderia ficar prejudicada por causa das eleições do ano que vem. Como o Brasil tem uma legislação eleitoral muito rígida, a partir do início de junho teríamos que eliminar essa trama da novela, porque entraríamos no período em que não se pode falar de política. Achei que seria um desperdício fazermos isso. Como temos tantas alternativas em pré-produção, decidi adiar a estreia da Adelaide para depois do período eleitoral e colocar outra novela em março. Estou estudando algumas possibilidades e devo decidir a substituição na semana que vem“, afirmou Silvio de Abreu, diretor de Dramaturgia diária da Globo, em nota oficial.

Velho Chico, inicialmente prevista para ser exibida às 18h, é uma espécie de O Rei do Gado (1997) moderna. A história tem como pano de fundo a transposição do rio São Francisco e conflitos de fazendeiros da região.

Beijo gay em Babilônia foi boicotado por religiosos

A última novela de Benedito Ruy Barbosa no canal foi Meu Pedacinho de Chão, no ano passado, remake da trama homônima de 1971. A trama foi elogiada pela crítica e teve a direção de Luiz Fernando Carvalho, que também vai dirigir O Velho Chico. Até agora, o único ator confirmado é Antonio Fagundes, também exigência do novelista.

Vale lembrar que recentemente O Rei do Gado alcançou índices expressivos na audiência no Vale a Pena Ver de Novo.

Ao que parece, a Globo finalmente entendeu o recado dos telespectadores, que de fato, cansaram de chegar em casa e se deparar com tanta violência e sexo. Melhor deixar isso para a novela das 23h, muito bem realizada por Verdades Secretas.

Na semana passada, Os Dez Mandamentos voltou a bater A Regra do Jogo, por três vezes: no dia 16, por 23 a 21, no Rio; no dia 17, por 20,9 a 19,7 em São Paulo, e no dia 18, por 19 a 18,9 também em São Paulo.

O fato é histórico. Afinal, é a primeira vez em 40 anos que a principal novela da Globo foi derrotada por outra trama de emissora concorrente. Vale lembrar que Os Dez Mandamentos está em seu clímax: amanhã, a novela entra em sua sexta praga, conhecida como a praga das úlceras. Ela é transmitida pela mosca dos estábulos provocando úlceras na pele dos egípcios.

Camila Botto é repórter do Correio, editora do site Feminino e Além, autora do livro Segredos Confessáveis e colunista do Cabine Cultural


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta