Filme O Seminarista estreia em cinema de Salvador
Notícias

Filme O Seminarista estreia em cinema de Salvador

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Cartaz do filme O Seminarista

Longa-metragem é o segundo do cineasta baiano Maurício Amorim; exibição especial acontece na tradicional Sala Walter da Silveira

O cinema baiano ganha, a partir deste sábado, dia 10 de outubro, mais um exemplar de sua atual produção cinematográfica. Trata-se do filme O Seminarista, segundo longa-metragem do cineasta Mauricio Amorim, também responsável pelo filme O Enfermeiro.

O filme, gravado em cidades da Chapada Diamantina, teve cobertura especial do site, que vocês podem acompanhar clicando aqui.

A exibição deste sábado, às 19h30, acontece na Sala Walter da Silveira e tem entrada gratuita. Parte do elenco e o cineasta estarão na sessão para prestigiar a estreia do aguardado filme.

O filme
Sobre o filme, Mauricio confessa,

“Eu sempre gostei daquela história do amor impossível entre dois jovens, que se conhecem desde pequenos, mas não podem concretizar o amor pois ele está prometido, pela família, à igreja: ele tem que ser padre. Com essa linha narrativa – exatamente a mesma do romance de Bernardo Guimarães, auto do livro – eu comecei a preparar o roteiro e, uma das primeiras – de várias – modificações, foi transferir os acontecimentos do romance para a Chapada Diamantina, ao invés do interior mineiro”.

No elenco do filme, nomes como Fernando Neves (Eu Me Lembro), Edson Cardoso (O Cupido Trapalhão), Angel Marques, além de atores mais novos e da região. O trio principal do filme é composto por Ítalo Bruno Araujo, Erica Souza e Bruno Neves.

Trilha sonora
Um dos grandes destaques do projeto é a sua trilha sonora, composta pelo trio de músicos baianos Anael Moreira, Thiago Góes e Ricardo Caldas.

Sobre o processo de criação, Anael diz,

“Acho que conseguimos captar rápido a atmosfera do filme. Após assistir algumas partes ainda sem edição, discutimos e concordamos com o que seria o fio condutor que seguiríamos. Buscamos e ouvimos nos nossos trabalhos algo que dialogasse com o que assistimos e queríamos. Mas apenas Aurora, que é um tema instrumental que compus para violão na época da Cirúrgica, foi escolhida entre as músicas que já existiam, ganhando arranjos para piano. Fizemos inclusive duas versões dela, seguindo a mesma linha mas com bateria, baixo e guitarras que dá uma cara mais rock. O Mauricio escolheu a versão, digamos,  mais clássica… Começamos a gravar as ideias, ouvi-las e dar um corpo à trilha. Gravamos e enviamos para o feedback de Mauricio que foi muito positivo. Mas ainda não tínhamos o que seria a trilha principal… Foi então que uma hora antes de nos encontramos para gravar os arranjos (isso já era nossa terceira reunião) veio uma melodia e um alguns fragmentos de letra à cabeça. Gravei uma ideia no celular, mostrei para o Ricardo e o Tiago que finalizaram a música enquanto eu terminava a letra. Uma hora e meia depois, estava pronta “Aos pés de um igarapé”, que abre e fecha o filme – inicialmente instrumental e no final com a letra cantada. Acredito que essa musica nos fez sentir segurança em continuar pelo caminho que escolhemos.”

Processo de criação da trilha
O processo de criação da trilha durou alguns meses. Sobre isso, Thiago diz que,

“A principio a gente tentou aproveitar alguns materiais instrumentais que cada um já havia feito. Mas, fomos percebendo que muitos deles não se conectavam com a proposta do filme. Então adaptamos uma ou outra obra e grande parte da trilha foi feita de modo intuitivo mesmo. Observando as cenas e tentando perceber o que ela pedia”.

Ricardo Caldas é um dos compositores da trilha sonora

Ricardo complementa,

Procurei desenvolver algumas músicas seguindo as escalas musicais com sonoridade típica do nordeste e para as cenas românticas procurei usar algo mais tranquilo com acordes tocados de forma mais suave”.

Bruno Neves
Outro grande destaque do filme é o ator Bruno Neves, que já havia trabalhado com o cineasta em seu filme de estreia, a também adaptação O Enfermeiro. Bruno interpreta um dos grandes vilões da história e certamente o espectador sairá das sessões sentindo bastante raiva de seu personagem.

SERVIÇO
Estreia de O Seminarista em Salvador
Dia 10 de outubro de 2015
Sala Walter da Silveira, 19h30
Entrada gratuita

Veja uma prévia


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta