menu
Grey, a versão de Christian para a história de 50 Tons de Cinzas, chega às livrarias do Brasil | Cabine Cultural
Literatura

Grey, a versão de Christian para a história de 50 Tons de Cinzas, chega às livrarias do Brasil

GREY

GREY

Lançamento é um dos mais esperados do ano e refaz a primeira história da famosa franquia, agora sob o olhar de Christian

Por Luis Fernando Pereira

Quem assistiu ao primeiro dos filmes da franquia 50 Tons de Cinza, ou quem somente leu o primeiro livro da trama dramático-erótica, deve ter percebido o quão interessante era o personagem de Christian Grey. Acontece que, por uma escolha narrativa de E L James, a perspectiva que vimos nesta primeira história foi a de Anastasia, o que fez a imaginação do público trabalhar ainda mais para entender um pouco da mente daquele poderoso e extremamente complexo homem.

Era um tanto lógico que, com o tremendo sucesso do projeto, e com os constantes pedidos de seus leitores, E L James buscasse preencher esta lacuna. E foi desta busca por preencher a brecha narrativa que surgiu GREY, um dos lançamentos mais aguardados do mercado editorial mundial em 2015.

O livro, que foi lançado em junho nos Estados Unidos, chegou ao Brasil no dia 18 de setembro pelas mãos da Editora Intrínseca, que certamente aposta tudo no sucesso absoluto da nova trama no Brasil, um dos países mais fanáticos pela história erótica da Srta. E L James.

Recontando a mesma história
Se nos três primeiros livros, e no primeiro filme, a história corre sob a perspectiva da tímida e ingênua Anastasia Steele, uma doce menina de 21 anos, estudante de literatura, agora veremos tudo sob o ponto de vista de Grey, uma figura emblemática, que possui uma série de demônios internos, e sua personalidade é reflexo disto.

A abordagem agora é outra, e E L James faz questão de deixar isso bem claro para o seu leitor. A história de GREY já começa com a icônica entrevista que ele dá para Anastasia. Seus pensamentos, colocados de forma bem direta pela autora, são todos voltados para o erotismo típico do homem dominador. Enquanto ela conversa, ele imagina coisas do tipo: “essa sua boca ficaria confortável em meu…”, algo bem típico de sua personalidade, mas que somente agora vem à tona de modo tão impactante.

Talvez esse seja o grande trunfo de GREY, o livro: ele é direto, mostra um personagem que não tem melindres, e nem poderia ter: poderoso, bonito, milionário… Alguém com este perfil certamente teria uma personalidade muito próxima a de Christian Grey.

Grey

Grey

Sentido mais completo
De certa forma E L James consegue dar um sentido mais completo para a história de amor e sexo destes dois personagens tão diferentes um do outro. E se faltou no primeiro livro elementos que sustentassem o comportamento de Christian, em GREY esses elementos são colocados na mesa, ou melhor, na cama. Christian é um homem controlador, organizado, disciplinado, frio, pragmático, e é interessante que o livro mostre ao leitor como estas características foram adentrando na sua personalidade desde a infância.

E é muito interessante ver este comportamento se dissipar aos poucos a partir do surgimento de Anastasia. Muitos dizem que um verdadeiro amor tem a capacidade de acalentar o mais frio dos corações. Vemos em GREY algo parecido, vemos em GREY um personagem lutando contra seus demônios, tentando equilibrar seus desejos peculiares com sentimentos dos mais comuns. Aqui o fetiche sexual e o amor buscam de todas as formas andar juntos.

Excitação
Quem é fã da trilogia 50 Tons de Cinza tem motivos de sobras para sair correndo e comprar o exemplar de GREY. A história aqui consegue ser ainda mais carregada de excitação literária, e as palavras saídas da mente de E L James dão tesão em muitas da vezes.

Adentrar no mundo obscuro de Christian Grey e perceber o quanto a entrada de Anastasia em sua vida o mudou vale bastante a pena. A experiência da leitura valerá muito mais se o leitor encontrar este fio condutor no livro: a mudança comportamental de Christian.

Porque agora, mais do que nunca, quem manda é ele.

GREY, de E L James
Editora Intrínseca

Tradução de Adalgisa Campos da Silva, Julia Sobral e Maria Carmelita Dias
528 páginas
Impressa: R$ 39,90
E-book: R$ 24,90



Deixe uma resposta