Com Nicole Kidman: Grace de Mônaco é meio novelesco, mas vale a pena assistir
Cinema

Com Nicole Kidman: Grace de Mônaco é meio novelesco, mas vale a pena assistir

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nicole Kidman – Grace de Mônaco

O tipo de filme que a plateia espera mais e em parte se decepciona, muito aguardado no Festival de Cannes 2014, sendo bastante criticado

Por Marcia Bessa

O filme Grace de Mônaco (França/EUA/Bélgica) é um drama baseado em fatos reais  e ambientado na década de 1960, quando  Grace Kelly já tinha 5 anos de casada com o Príncipe Rainier III de Mônaco.

Nesta época  o casamento de Grace Kelly (Nicole Kidman) estava em crise; ela insatisfeita com a vida vazia e fútil que levava e o Príncipe Rainier III (Tim Roth) vivenciando um confronto político com a França, pois Charles de Gaulle queria que Mônaco pagasse impostos para a França, senão invadiria  este principado.

Quando Grace Kelly recebe a visita de Alfred Hitchcock convidando-a para ser a protagonista de seu próximo filme, ela fica tentada a aceitar o convite.

Com um figurino impecável e deslumbrante, ótima atuação de Nicole Kidman, bonita fotografia onde mostra a opulência dos palácios e a linda cidade de Mônaco com seu formato ímpar, suas serras e mar de um azul privilegiado.

O longa mostra a lindíssima e popular atriz de Hollywood Grace Kelly como mártir e heroína ao mesmo tempo, com diálogos superficiais, sem se aprofundar nas questões nem no relacionamento do casal, soando meio artificial.

É meio estranho a Grace Kelly insegura e vulnerável  no seu casamento, de repente decidir encarar o seu papel de princesa, esposa e mãe de dois filhos, ajudando o esposo no impasse entre a França e Mônaco. E o Padre Frank Langella (Francis Tucker), confidente e grande amigo de Grace Kelly, muito a ajudou neste processo.

O tipo de filme que a plateia espera mais e em parte se decepciona, muito aguardado no Festival de Cannes 2014, sendo bastante criticado. Apesar de meio novelesco, vale a pena assistir e conhecer essa figura charmosa e enigmática desta linda mulher que decidiu viver um conto de fadas, se é que ele existe.

Marcia Amado Bessa é enfermeira e escreve para o ótimo blog Cine Amado


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta