Crítica de teatro: Cenas de um Casamento, com Juliana Martins e Heitor Martinez
Teatro

Crítica de teatro: Cenas de um Casamento, com Juliana Martins e Heitor Martinez

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Coluna da jornalista Úrsula Neves sobre tudo que acontece no universo da cultura pop

Cenas de um Casamento

Fiquei positivamente surpresa com a peça Cenas de um Casamento. Recomendo o espetáculo a todos que admiram a obra de Ingmar Bergman e também para aqueles que desejam conhecê-la.

Gostei principalmente do trabalho de tradução de Maria Adelaide Amaral. O texto denso e envolvente de Ingmar Bergman permaneceu ao mesmo tempo que Maria Adelaide conseguiu, de uma maneira genial, trazer os diálogos e as nuances psicológicas dos personagens da década de 70 para os dias atuais. O resultado foi a identificação imediata do público com a história e com os personagens Marianne (Juliana Martins) e Johan (Heitor Martinez). A direção de Bruce Gomlevsky é perceptível dentro do conjunto cênico, ressaltando a ambiguidade e a complexidade dos personagens, o que deve ter ajudado a extrair o melhor do elenco.

Os atores incorporaram bem os sentimentos e as mudanças de comportamento de seus personagens através das passagens de tempo cenográficas.  Juliana Martins e Heitor Martinez transmitiram cumplicidade e intimidade no palco. Claro, o fato dos dois serem amigos na vida real e já terem dividido o palco em outras ocasiões ajudou muito. A atuação dos dois atores foram muito boas, realmente viscerais. Entretanto, Heitor se mostrou mais seguro e confortável em cena. Juliana também é a idealizadora e a produtora do espetáculo. A atriz está comemorando 30 anos de carreira. Sua estreia foi na novela A Gata Comeu, ainda criança, em 1985.

Último final de semana de Cenas de um Casamento no Teatro Glauce Rocha, no Centro do RJ (Foto: Thiago Ristow)

Quanto a equipe técnica, o que realmente não gostei foi do cenário. Os móveis são feios e apenas atrapalharam os atores enquanto tiram parte da atenção da platéia nas cenas. A iluminação atrapalhava um pouco a visão da platéia, pelo menos dos que estavam sentados nas primeiras fileiras. Já o figurino combinava perfeitamente beleza e elegância com praticidade, já que as trocas de roupas são realizadas em cena, diante do público. E a trilha sonora estava perfeita.

Sinopse
Marianne e Johan são casados, possuem duas filhas e têm um casamento aparentemente feliz e estável. Com o passar do tempo, o casamento sofre um lenta e gradual desgaste, gerando o afastamento emocional do casal. O público acompanha os instantes anteriores e posteriores da separação do casal, bem como os altos e baixos nos dez anos seguintes da trajetória dos dois.

Ficha Técnica
Autor: Ingmar Bergman
Tradução: Maria Adelaide Amaral
Direção: Bruce Gomlevsky
Elenco: Juliana Martins e Heitor Martinez
Trilha Original: Alex Fonseca
Iluminação: Elisa Tandeta
Cenografia: Pati Faedo
Figurino: Ticiana Passos
Assistente de direção: Luiza Maldonado
Projeto gráfico: Thiago Ristow
Agente literário: Cinthya Graber
Prestação de contas: Letícia Napole
Produção executiva: Ana Casalli
Direção de produção: Fábio Amaral
Produtores associados: Anna Magdalena, Fábio Amaral, Fabricio Chianello e Juliana Martins
Idealização: Juliana Martins

SERVIÇO
Cenas de um Casamento
Temporada: Até 29 de novembro
Dias e horários: Quinta, sexta e sábado, às 19h; e domingo, às 18 horas
Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada e clientes Metrô Rio)
Local: Teatro Glauce Rocha – Av. Rio Branco, 179 – Centro – Rio de Janeiro (RJ)
Capacidade: 202 Lugares
Duração: 90 minutos
Classificação: 14 anos
Gênero: Drama

Jornalista carioca, mãe do Heitor. Gestora de Comunidade & Gerente de Projetos do Digitais do Marketing. Repórter do site Cabine Cultural. Adora ler, assistir séries pelo Netflix, ir ao cinema e teatro, navegar pela internet e viajar acordada ou dormindo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta