Entrevista exclusiva: "Não sou romântica, mas esse lado sai de mim quando escrevo", revela a escritora Colleen Hoover
Entrevistas

“Não sou romântica, mas esse lado sai de mim quando escrevo”, revela a escritora Colleen Hoover

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Logo Cultura PopColuna da jornalista Úrsula Neves sobre tudo que acontece no universo da cultura pop

Entrevista exclusiva com Colleen Hoover

Colleen Hoover vive no Texas, com o marido e os três filhos. Ela é a autora de livros de sucessos, como os das séries Slammed e Hopeless, todos publicados no Brasil pela Galera Record, o selo juvenil da editora. Seus livros estão na lista de mais vendidos do New York Times. A escritora americana de 35 anos foi recebida como um astro da música ou do cinema ao chegar na Bienal do Livro do Rio, realizada em setembro deste ano. Seus romances são protagonizados por adolescentes às voltas com o primeiro amor, o amadurecimento e crises na família. Colleen terminou recentemente de escrever, em parceria com a escritora Tarryn Fisher, o terceiro e último volume da série Never Never. O livro Nunca, Jamais será lançado aqui no Brasil pelo selo Galera Record no primeiro semestre de 2016.

Acompanhe a seguir a entrevista exclusiva que Colleen Hoover concedeu a Coluna Cultura Pop e Etc. A escritora nos contou como foi a recepção dos fãs na Bienal do Livro no Rio, suas influências literárias, do andamento da adaptação de seu livro O Lado Feio do Amor para as telas do cinema e de seus projetos futuros.

Coluna Cultura Pop e Etc.: Colleen, você veio aqui ao Brasil em setembro deste ano para participar da Bienal do Livro no Rio de Janeiro. Esta foi a sua primeira vez aqui no Brasil. Qual foi a sua impressão sobre os seus leitores brasileiros?

Colleen Hoover: Eu estava tão surpresa ao ver como muitos se voltaram para o evento! Todo mundo começou a gritar o meu nome e me senti tão surreal, estar no meio de todo esse amor e entusiasmo. É definitivamente algo que eu nunca vou esquecer.

Os livros de Colleen Hoover estão na lista de mais vendidos do New York Times (Foto Divulgação)

Os livros de Colleen Hoover estão na lista de mais vendidos do New York Times (Foto: Divulgação)


Coluna Cultura Pop e Etc.: Cooleen, como você se descreveria como pessoa e como escritora?

Colleen Hoover: Como pessoa, eu não sou emocional e eu definitivamente não sou romântica. Mas por alguma razão, esse lado sai de mim quando escrevo. Eu sou muita sarcástica, então acho que muito da minha própria personalidade é colocada em algumas das personalidades dos personagens quando se trata de humor. Acho que isso acontece mais com os personagens Warren e Daniel.

Coluna Cultura Pop e Etc.: Quais são as suas influências literárias?

Colleen Hoover: No início, eu lia muito Shel Silverstein. Eu amei sua estranheza. Agora na fase adulta eu leio muito, mas eu nunca realmente presto atenção aos nomes dos autores quando os leio. Eu sei que é estranho, sendo eu uma escritora, mas eu saio através de livros como uma louca e costumo escolher as capas ou títulos que se destacam para mim. Eu nunca me lembro quem escreveu o quê (risos).

Coluna Cultura Pop e Etc.: Você conhece algum escritor brasileiro?

Colleen Hoover: Infelizmente, ainda não tive a oportunidade de ler qualquer obra de escritores brasileiros. Espero que quando a minha agenda ficar com menos compromissos eu possa abrir um espaço na minha lista de livros para ler.

Capas de alguns dos sucessos de Colleen Hoover (Foto Reprodução Google)

Capas de alguns dos sucessos de Colleen Hoover (Foto: Reprodução Google)


Coluna Cultura Pop e Etc.: Colleen, você ganhou milhares de leitores no Brasil com os livros da série
Slammed. Na sua opinião, qual a razão da série fazer tanto sucesso em vários países diferentes?

Colleen Hoover: A série Slammed conseguiu uma forte conexão com os novos leitores, mas isso não quer dizer que a série não agrade também aos leitores com mais idade. Eu acho que o enredo, a experiência de se apaixonar-se pela primeira vez, a relação-tabu entre os personagens fazem com que os leitores se identifiquem com a história. E, claro, Will Cooper é definitivamente um cara que sonhamos entrar em nossas vidas (risos).

Coluna Cultura Pop e Etc.: Você veio a Bienal do Livro no Rio para promover os seus mais recentes livros. Conte um pouco sobre as histórias de Em Busca de Cinderela (Finding Cinderella) e O Lado Feio do Amor (Ugly Love).

Colleen Hoover: Em Busca de Cinderela é uma história sobre um cara que só encontra o seu alguém especial para perdê-la naquele mesmo dia. Ele, inconscientemente, continua a conviver com ela enquanto a sua história se desenrola. Já O Lado Feio do Amor é sobre duas pessoas que não estão à procura de amor com razões muito diferentes para evitar o amor. Entretanto, quando se dão conta percebem que o amor é exatamente o que eles têm encontrado um no outro.

Colleen Hoover autografando seus livros em um dos eventos literários que participou em setembro no Brasil (Foto: Divulgação)

Colleen Hoover autografando seus livros em um dos eventos literários que participou em setembro no Brasil (Foto: Divulgação)

Coluna Cultura Pop e Etc.: O Lado Feio do Amor está em fase de adaptação para o cinema. Há alguma previsão de data para o lançamento?

Colleen Hoover: Eles estão ainda nos estágios iniciais de produção e o elenco deve ser confirmado em breve. Estou esperando para vê-lo na tela dos cinemas em 2016, mas há uma série de fatores que entram em jogo, tais como cronogramas de produção, etc.

Coluna Cultura Pop e Etc.: Você tem liberdade para expressar sua opinião sobre o roteiro, assim como a escolha do elenco? Quais atores gostaria de ver nos papéis principais?

Colleen Hoover: Sim, tenho liberdade para expressar opiniões, mas como sabemos os roteiros de cinema não podem ter o luxo de manter a mesma quantidade de detalhes como livros. Entretanto, tenho fé que eles serão fiéis ao livro da melhor forma possível.

Coluna Cultura Pop e Etc.: Já tem um próximo projeto em mente? Pode adiantar algo para nós?

Colleen Hoover: Ainda não pensei sobre o irei fazer em seguida. Acabei de colocar o ponto final no terceiro e último livro da série de Never Never (Nunca, Jamais). Depois, provavelmente, começarei um novo livro independente, que não pertença a nenhuma série.

Coluna Cultura Pop e Etc.: Cooleen, você pode deixar uma mensagem aos seus fãs brasileiros?

Colleen Hoover: Obrigada a todos vocês, foi uma viagem maravilhosa. Obrigada por terem sido tão solidários aos meus livros e a mim como uma pessoa. Vocês me fizeram sentir tão especial que não posso esperar para voltar!

 

Úrsula Neves fotoJornalista carioca, mãe do Heitor. Gestora de Comunidade & Gerente de Projetos do Digitais do Marketing. Repórter do site Cabine Cultural. Adora ler, assistir séries pelo Netflix, ir ao cinema e teatro, navegar pela internet e viajar acordada ou dormindo.

 


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta