Crítica: por que o The Voice Brasil vem perdendo fãs a cada semana? | Cabine Cultural
Televisão

Crítica: por que o The Voice Brasil vem perdendo fãs a cada semana?

The Voice Brasil 4


Grande portal de notícias informou que o programa vem tendo a menor participação do público desde a sua primeira temporada

Uma notícia veiculada pelo Portal UOL chamou bastante atenção de quem analisa a televisão aberta no Brasil: a quarta temporada do The Voice Brasil, reality musical da Rede Globo, vem perdendo público a cada semana de exibição.

Mesmo sendo líder de menções nas redes sociais, o programa está longe de conseguir a mesma euforia de suas primeiras edições, sobretudo da primeira, que teve a cantora Ellen Oléria como vencedora.

Leia também: os erros e acertos do The Voice Brasil 4

Segundo o UOL, nesta edição, o The Voice Brasil tem a menor participação nas TVs ligadas desde sua primeira versão, transmitida em 2012. De cada 100 televisores ligados, 35 sintonizam na atração. Apesar desses números, o musical é líder isolado de audiência no seu horário em todo o país, com média de 20,3 pontos no Ibope.

+  Quem vai cair? Globo exibe Fluminense x Inter e Cruzeiro x Corinthians neste domingo pelo Brasileirão

Os números são objetivos, mas a análise deles não. Esta audiência poderia até ser considerada boa para o horário do programa, exibido depois da novela das 21 horas. Porém o The Voice Brasil possui uma marca muito forte no mundo, e tem quatro estrelas da música brasileira como técnicos, incluindo ai Claudia Leitte, um dos principais nomes da música pop no Brasil.

Assim, neste ponto de vista, a audiência e o poder midiático do reality vêm decaindo a cada semana e a cada temporada. Talvez por conta disto ainda não exista a confirmação de uma quinta temporada do programa.

Quais as causas da queda?
Muitos se questionam por que o programa vem perdendo fãs com o passar do tempo. As respostas são inúmeras e não recai somente pelo fato do formato estar saturado, porque se o programa estivesse realmente bom, ele seria sucesso absoluto.

+  Audiência: The Voice Brasil dispara e bate recorde, enquanto Supermax decepciona na Globo

Leia também: por que Claudia Leitte é a mais esperta do The Voice Brasil?

O fato é que a quarta temporada do reality está ruim, preguiçosa e não tem nada de relevante para apresentar para o seu público. Os técnicos estão mais perdidos que nunca, e não conseguem entreter minimamente a audiência. Uma mudança geral se faz necessária desde já. Talvez Claudia Leitte seja a única que realmente agrega algum valor ao programa. De resto, são todos dispensáveis e, acima de tudo, irrelevantes como técnicos. Como técnicos, há de se destacar. A qualidade deles como músicos e artistas não está sendo questionado de forma alguma.

Equipe completa do The Voice Brasil
+  Katy Perry, Adele: Músicas das batalhas do The Voice Brasil já estão disponíveis para ouvir e baixar

Outra questão que podemos colocar é a qualidade dos candidatos: é quase consenso nas redes sociais que esta é a edição mais fraca em termos de participantes. Ainda não surgiu nenhum nome que despontasse como grande favorito (como já tínhamos em edições passadas).

Resta observar se veremos alguma mudança significativa nestas próximas semanas. O programa ainda retém uma grande quantidade de pessoas e o seu potencial continua enorme. Basta somente que produz olhar com mais carinho para o produto que tem. Se fizer isso, certamente a audiência volta às altura.

Se não fizer, a tendência continuará sendo de queda.







3 respostas para “Crítica: por que o The Voice Brasil vem perdendo fãs a cada semana?”

  1. O The Voice Brasil não tem muito de Brasil. Já verificaram o % de música estrangeiras cantadas no programa?
    O participantes podem não ter um nível bom como os dos demais programas, mas é aí que entra o técnico…para qualificar. Observa-se que o nível dos técnicos, como técnicos e não cantores, também precisa melhorar. Não é porque sabem cantar, que possuam didática para qualificar sua equipe.

  2. Temos algumas questões que tornam desinteressantes.
    1) Horario não é convidativo. No primeiro ano passava aos domingos, se não me engano.
    2) Essa história do público votar tira muito a relevância dos técnicos no programa. Vc coloca os técnicos e tira o peso deles.
    3) Fazem o programa de forma apressada, quase preguiçosa. Mostram batalhas sem mostrar os treinos, envolvimentos dos técnicos,etc.
    4) Isso de ter q chegar obrigatóriamente um candidato de cada técnico a final faz com que muitos bons fiquem pelo caminho, e outros fracos cheguem a final.
    5) Votação ser feita enquanto os caras cantam. O primeiro a cantar tem mais tempo para ser avaliado do que o último. Isso é muito zuado.
    6) Além do nível atual dos candidatos ser menor, conforme dito por vocês.

Deixe uma resposta