Gravações de Velho Chico começam pelo Nordeste
Televisão

Telinha em Pauta: gravações de Velho Chico começam pelo Nordeste

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

LogoColuna da jornalista Camila Botto sobre tudo que acontece no mundo televisivo

Gravações de Velho Chico começam pelo Nordeste

O Nordeste é o principal palco do começo das gravações de Velho Chico, próxima novela das 21h da Globo, escrita por Benedito Ruy Barbosa, com colaboração de Edmara Barbosa e Bruno Luperi, e direção de Luiz Fernando Carvalho.

Chico Diaz e Cyria Coentro, que interpretam respectivamente os retirantes Belmiro e Piedade, gravaram suas primeiras sequências em Olho D´água do Casado, interior de Alagoas. Outra parte da equipe viajou para o Rio Grande do Norte, em Baraúna, local que Rodrigo Santoro fez os primeiros takes como o coronel Afrânio.

Entre as locações escolhidas estão as cidades de São Francisco do Conde, Raso da Catarina e Cachoeira, na Bahia; Baraúna, no Rio Grande do Norte; Povoado Cabloco e Olho D´água do Casado, em Alagoas.

Afrânio (Rodrigo Santoro) chega ao sítio de Aracaçu

Afrânio (Rodrigo Santoro) chega ao sítio de Aracaçu

Velho Chico conta  o amor maior: pelo rio São Francisco, pelo Brasil, pela natureza e que vai se revelar na grandeza do sentimento entre Maria Tereza (Isabella Aguiar/ Julia Dalavia/ Camila Pitanga) e Santo (Rogerinho Costa/ Renato Góes/ Domingos Montagner). Do outro lado das margens desses amores habita a ganância, a ambição desenfreada, o coronelismo arcaico, ainda muito presente no Brasil: a paixão pelo poder a qualquer custo.

“É um reencontro com a brasilidade, com a história do nosso país e de sua gente, dos amores puros e dos desencontros, uma declaração de amor à nossa terra, contada com uma emoção brasileira, nossa! Um romance que começa na década de 60 e desemboca numa atualidade cercada de contradições. Uma novela de amor, mas também emoldurada por uma crítica social”, afirma o diretor Luiz Fernando Carvalho.

Camila BottoFormada em jornalismo com pós-graduação em mídias digitais, Camila Botto é colunista do Cabine Cultural, editora-chefe do Feminino e Além e autora do livro Segredos Confessáveis.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta