Especial Maroon 5 no Brasil: Adam Levine, Jesse Carmichael, Mickey Madden e o início de tudo (parte 1)
Música

Especial Maroon 5 no Brasil: Adam Levine e cia – O início de tudo (parte 1)

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Maroon 5 Tour

Maroon 5 Tour

Banda chega ao país em março para uma série de shows que promete entrar para a história; grupo californiano está no auge

O Maroon 5 está de volta ao país que os consagrou. Sim, porque se formos pensar bem, o Brasil é o país que referendou o status de grande banda ao grupo de Adam Levine. Foi aqui que eles fizeram o show considerado maior da carreira deles (show solo) com mais de 35 mil pessoas na Arena Anhembi. E foi aqui que eles fizeram uma das apresentações mais grandiosas da carreira, no Rock in Rio em 2011.

Por isso, e por estarem no auge criativo da banda, que a turnê do Maroon 5 no Brasil é cercada de enorme expectativa, em todas as cidades (São Paulo, Rio, BH, Salvador, Porto Alegre e Fortaleza) que o grupo se apresentará.

Assim, vamos começar um mega especial sobre a banda e sobre a vinda dos rapazes ao Brasil. Para início de conversa, vamos falar da gênese.

O início
Tudo começou com Adam Levine, Jesse Carmichael e Mickey Madden na época do colegial, em Los Angeles. Estamos falando aqui da primeira metade dos anos 1990, quando o grunge já havia acabado por conta do suicídio de Kurt Cobain e o Britpop estava se instalando na Europa (O Oasis viria a ser uma referência para o futuro Maroon 5).

Os jovens tinham 17 anos e um gosto em comum: a música. E com essa formação iniciaram a banda chamada Kara’s Flowers juntamente com Ryan Dusick.

Um ano após o seu primeiro show, em 1995, o grupo começou a ser muito procurado pela indústria fonográfica.  E em 1997, gravaram o primeiro álbum, chamado The Fourth World (Reprise Records), com o produtor Rob Cavallo. Após uma temporada fracassada com o seu primeiro cd, o Kara’s Flowers deixa a gravadora em 1999.

Maroon 5

Maroon 5

Sem sucesso o grupo se dividiu, e enquanto  Ryan e Mickey ficaram em L.A para estudar na UCLA, Jesse e Adam foram pra Universidade de NY, onde Adam descobriu outros gêneros musicais,

O disco da Aaliyah tinha sido lançado nessa época, e nós ficamos impressionados. Quando eu penso em compositores, penso nos Beatles, Bob Dylan, Simon & Garfunkel – as coisas que cresci ouvindo – mas então pensei: Eu quero fazer isso. Stevie Wonder entrou na minha vida nesse momento”.

Reunindo-se novamente em 2001, e com a chegada de James Valentine, o grupo que agora tinha cinco membros, mudou seu nome para Maroon 5.  A banda não tinha apenas mudado de nome, mas também o estilo de fazer música.
Com o Maroon 5 formado por Adam Levine (vocal e guitarra), Jesse Carmichael (teclados), Mickey Madden (baixo), Ryan Dusick (bateria) e James Valentine (guitarra), o grupo assina  contrato com a Octone, em 2001, entrando em estúdio com o produtor Wallace Matt.

Songs About Jane
Em 2002 lançam o primeiro trabalho, Songs About Jane.  Com sua primeira turnê mundial o Maroon 5 iniciou sua carreira de sucesso. Em 2004 a banda passou rapidamente pelo Brasil para fazer um show fechado e participar de um programa de TV.

Queríamos músicas com significado. Antes, achávamos que era uma estupidez ser sincero e emocionar. Depois vi que sabia articular as minhas ideias e fazer as pessoas se relacionarem com elas. Essa é a grande mudança entre o Kara´s Flowers e o Maroon 5”, explica Adam Levine.

Continua.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta