Crítica: De Onde Eu Te Vejo explora com delicadeza e suavidade as relações humanas | Cabine Cultural
Críticas

Crítica: De Onde Eu Te Vejo explora com delicadeza e suavidade as relações humanas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Logo Cultura PopColuna da jornalista Úrsula Neves sobre tudo que acontece no universo da cultura pop

Crítica De Onde Eu Te Vejo

O filme brasileiro De Onde Eu Te Vejo estreia nos cinemas nesta quinta-feira, dia 7 de abril. Dirigido por Luiz Villaça, a “comédia sentimental” conta a história da arquiteta Ana Lúcia (Denise Fraga) e o jornalista Fábio (Domingos Montagner), que depois de 20 anos juntos decidem se separar. Ou quase, isso porque ele se muda para o apartamento em frente ao que dividia com ela e com a filha adolescente, Manu (Manoela Aliperti). É a partir daí que eles percebem que se separar vai muito além de apenas mudar de endereço e que uma relação é muito mais que morar sob o mesmo teto.

O longa é bastante delicado e reflexivo onde a vida conjugal de um casal de meia idade é exposta e analisada diante do público com sutileza e romantismo. A obra também é uma carta aberta de amor a São Paulo, que esconde em seu horizonte cinza de concreto suas belezas mais secretas.

Leia+  Sura Berditchevsky apresenta sua peça infantil Historinhas, na Cidade das Artes

Com a intenção de criar mais empatia, a personagem de Denise Fraga narra a história, conversando às vezes diretamente com o público e invocando memórias quando lhe convém. Também há momentos flashbacks, o que evidencia as marcas do tempo do romance dos protagonistas.

De Onde eu te Vejo

De Onde eu te Vejo

Denise Fraga e Domingos Montagner funcionam bem na tela como casal protagonista. A fotografia do filme consegue destacar as belezas escondidas de São Paulo por baixo da selva de pedra. A trilha sonora formada por uma orquestra de violões é perfeitamente encaixada para cada cena. O mais incrível é que cada lugar da cidade de São Paulo tem um som diferente. E a trilha sonora consegue permear subliminarmente toda a narrativa do filme.

O roteiro utiliza alguns personagens secundários muito interessantes que carregam a narrativa adiante, como pontos de reflexão principalmente para a personagem Ana Lúcia. No entanto, alguns destes personagens são esquecidos ao meio do caminho e a falta de um desfecho para a história deles cria uma barriga no longa.

Leia+  Victoria Schwab vem para a Bienal do Rio lançar “Um encontro de sombras”

A trama investe no conflito entre passado e presente, entre as memórias afetivas e o novo. Além do tema central do filme, o diretor traz reflexões pertinentes sobre a crise atual do mercado de trabalho para os jornalistas,  o fechamento dos cinemas de rua e da dificuldade que os pais têm em lidar com a independência dos filhos.

O maior trunfo de De Onde Eu Te Vejo é que ele consegue se distanciar do gênero comum das comédias românticas tipo “água com açúcar”, não caindo no senso comum e desenvolve os seus personagens e seus respectivos conflitos com a densidade e consistência merecida.

Ficha técnica:

Duração: 1h 30min
Classificação etária: 10 Anos
Elenco: Denise Fraga, Domingos Montagner, Manoela Aliperti, Marisa Orth, Juca de Oliveira, Fúlvio Stefanini, Laura Cardos, Laila Zai, Théo Werneck e Marcello Airoldi
Diretor: Luiz Villaça
Roteiro: Leonardo Moreira e Rafael Gomes
Produção: Denise Gomes, Paula Cosenza
Produção Executiva: Marcelo Torres
Produtor Associado: Cacá Diegues
Direção de Fotografia: Alexandre Ermel
Direção de Arte: Vera Hamburger, Luana Demange
Figurino: Verônica Julian
Montagem: Marcola Marinho
Som Direto: Luciano Raposo

Leia+  Campeões do programa MasterChef participam do evento Temporada Gourmet no Shopping Tijuca

Assista ao trailer:

 

 

Úrsula Neves fotoJornalista carioca, mãe do Heitor. Gerente de Conteúdo e de Projetos do Digitais do Marketing. Colunista convidada do Blog Eu, Ele e as Crianças. Adora ler, assistir séries pelo Netflix, ir ao cinema e teatro, navegar pela internet e viajar acordada ou dormindo. No Cabine Cultural possui a coluna Cultura Pop e ETC… sobre tudo que acontece no universo da cultura pop.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta