Repórter Record Investigação desta quinta entrevista serial killer que inspirou o filme Monster | Cabine Cultural
Notícias

Repórter Record Investigação desta quinta entrevista serial killer que inspirou o filme Monster

Cena do filme Mosters

Cena do filme Mosters

Aileen Wuornos foi considerada a primeira assassina em série dos Estados Unidos; programa começa logo após o Câmera Record  

Serial killer. Com certeza este termo te deixa com cabelos em pé. O cinema, por sinal, sempre se apropriou dos serial killers para fazer seus filmes renderem ainda mais bilheteria. Um destes filmes, Monsters, chegou a vencer o Oscar de atriz, pela interpretação maravilhosa de Charlize Theron como a primeira serial killer dos Estados Unidos.

O Repórter Record Investigação desta quinta-feira (26/06) revela a verdadeira história por trás de crimes que repercutiram no mundo inteiro e ganharam as telas de cinema.

Leia também:  Dancing Brasil desta segunda traz mais uma eliminação na temporada. Quem será eliminado?

O programa conseguiu uma entrevista exclusiva com a criminosa ganhou que foi levada aos cinemas, no filme Monster – Desejo Assassino, e pelo papel,  Charlize Theron ganhou o Oscar de Melhor Atriz.

Aileen Wuornos
Horas antes de ser executada, Aileen quebra o silêncio e fala sobre os crimes que cometeu. São revelações surpreendentes de uma serial killer que se prostituía pelos acostamentos com vontade de matar. Pela primeira vez, uma equipe de televisão mostra os detalhes da caçada policial até a prisão da criminosa.

E mais
A história de uma jornalista frustrada, capaz de tudo pela fama. Até mesmo encomendar a morte do marido e três alunos de uma escola onde ela dava aula.

Leia também:  Hora do Faro deste domingo recebe menina conhecida como “minicangaceira”

Imperdível!

O Repórter Record Investigação é exibido às quintas-feiras, às 23h30, logo após o Câmera Record.




Uma resposta para “Repórter Record Investigação desta quinta entrevista serial killer que inspirou o filme Monster”

  1. Só lembrando que Aileen Wuornos recebeu a pena de morte, então a Record não “entrevista” a serial killer, mas sim consegue a gravação de uma das últimas entrevistas da assassina.

Deixe uma resposta