Tela Quente desta segunda traz cinebiografia de Tim Maia, um dos maiores gênios de nossa música. Leia crítica | Cabine Cultural
Notícias Televisão

Tela Quente desta segunda traz cinebiografia de Tim Maia, um dos maiores gênios de nossa música. Leia crítica

Tim Maia, o filme

Tim Maia, o filme

Filme arrancou elogios por onde passou e mostra a vida e obra de Tim, um dos maiores nomes da música brasileira em todos os tempos

Hoje que estiver em casa por volta das 23 horas já tem um compromisso mais que necessário: a sessão de Tela Quente, da Rede Globo. Isso porque nesta segunda a hora reservada para filmes da emissora carioca vai apresentar o filme de um dos maiores gênios de nossa música: TIM MAIA

O filme
Cinebiografia do cantor Tim Maia, baseada no livro “Vale Tudo – O Som e a Fúria de Tim Maia”. O filme percorre cinquenta anos na vida do artista, desde a sua infância no Rio de Janeiro até a sua morte, aos 55 anos de idade, incluindo a passagem pelos Estados Unidos, onde o cantor descobre novos estilos musicais e é preso por roubo e posse de drogas.

Leia também:  Tela Quente desta segunda exibe o sensacional “Argo”, estrelado por Ben Affleck

Imperdível.

Tela Quente desta segunda, TIM MAIA, logo depois da novela Liberdade, Liberdade  

Confira crítica
O filme, dirigido pelo cineasta Mauro Lima (de Reis e Ratos e Meu nome não é Johnny), é um interessante documento histórico para qualquer pessoa que deseja conhecer um pouco da vida de Tim, bem como de um momento da história de nossa música. É de uma cumplicidade tamanha acompanhar o nascimento de um gênio e perceber que toda a sua trajetória foi marcada por grandes altos e baixos, e por uma relação bem desequilibrada do cantor com o álcool, sobretudo.

Assim, o primeiro sentimento que vem à tona quando o espectador se vê diante do filme é o de cumplicidade, o de acompanhar bem de perto um dos momentos mais ricos da música popular brasileira.

Leia também:  Assista: Tela Quente desta segunda é cheio de ação com o inédito Esquadrão de Elite

Para esta relação ser mais estreita, o roteiro escolheu colocar um narrador durante todo o filme. Este narrador é o grande amigo de Tim Maia, Fábio, que na trama é interpretado pelo galã Cauã Reymond. Esta estrutura narrativa, que no início, e em alguns momentos, até serve para deixar alguns acontecimentos mais claros, vai se desgastando com o passar dos minutos (e são 120 minutos de filme), se tornando não somente desnecessária, como até mesmo atrapalhando a fluidez natural da trama... continue a leitura




Deixe uma resposta