Telinha em Pauta: apesar do pudor, sexo gay na TV é avanço | Cabine Cultural
Notícias Televisão

Telinha em Pauta: apesar do pudor, sexo gay na TV é avanço

LogoColuna da jornalista Camila Botto sobre tudo que acontece no mundo televisivo

Sexo gay em Liberdade, Liberdade

Só se falou nisso nas últimas 24h e o recado que fica é: homofóbicos e machistas não passarão! Homofóbicos por motivos óbvios e os machistas? Ah, eles adoram ver duas gostosas se beijando (vide Paolla Oliveira e Maria Fernanda Cândido na série Felizes Para Sempre?), mas dois homens se pegando…eca!

A cena de amor protagonizada por Caio Blat e Ricardo Pereira em Liberdade, Liberdade encerra um ciclo iniciado em 2014, quando o público torceu pelo beijo entre os personagens de Mateus Solano e Thiago Fragoso em Amor à Vida.

Liberdade, Liberdade

Liberdade, Liberdade

Antes, já haviam tido investidas em temáticas homossexuais, mas a repulsa da audiência vencia e engavetava as cenas. Portanto, ver dois homens estrelando uma cena de sexo na TV brasileira é um avanço.

A cena foi bem mais cheia de pudor do que se anunciava – até mesmo para não afastar boa parte da audiência, ainda muito conservadora. Além da boa direção e da fotografia impecável, a entrega dos atores saltou aos olhos.

Em tempos de crimes homofóbicos e Bolsonaros da vida, Liberdade, Liberdade nos presenteia com amor. É apenas amor. Não importa se é entre homem e mulher, mulher e mulher ou homem e homem. Abra sua mente!

Para quem não viu…

FCamila Bottoormada em jornalismo com pós-graduação em mídias digitais, Camila Botto é colunista do Cabine Cultural, editora-chefe do Feminino e Além, autora do livro Segredos Confessáveis e sócia da Dendê Cult Press.

Deixe uma resposta