Podcast Cinelista: 1ª edição traz Kubrick, Chaplin e Woody Allen no pódio. Ouça! | Cabine Cultural
Cinema Notícias

Podcast Cinelista: 1ª edição traz Kubrick, Chaplin e Woody Allen no pódio. Ouça!

Luzes da Cidade - Chaplin

Luzes da Cidade – Chaplin

Podcast e coluna apresentados pelo cineasta Josival Nunes; na primeira edição, três filmes arrebatadores que compõem o nosso  pódio cinematográfico

Por Josival Nunes

Cinelista Olímpica – Êis que estamos em plena atmosfera das Olimpíadas do Rio e nada melhor do que iniciar a nossa Cinelista com uma série de hipotéticos medalhistas do mundo cinematográfico. Inicialmente vamos tomar como referência a Sight and Sound. Aquela revista inglesa que a cada dez anos, desde 1952, vem apresentando uma lista com os melhores filmes, de acordo com uma cada vez mais ampla plêiade de colaboradores. Na sua mais recente edição, ou seja em 2012, o quadro de medalhas foi o seguinte. Rufem os tambores:

Medalha de Bronze
Era Uma Vez em Tóquio – Drama japonês de 1953, dirigido por Yasujiro Ozu. Um clássico, tipo esses atletas favoritos para aparecer entre os primeiros colocados. Mas será que ganhou outras medalhas nas edições anteriores da Sight and Sound? A resposta é sim. Em 1992 foi também medalha de bronze, de acordo com esse nosso ranking cinematográfico olímpico.

Medalha de Prata
Cidadão Kane – considerado por muitos o melhor filme de todos os tempos esse drama de Orson Welles lançado em 1941 foi medalha de ouro nas listas da Sight and Sound de 1962 até 2002, sendo desbancado pelo nosso atual primeiro colocado em 2012. Na verdade ele só não ganhou medalha na primeira edição da lista, em 1952.

Medalha de Ouro
Um Corpo que Cai – depois desse suspense nada melhor do que um filme do gênero para apresentar como primeiríssimo colocado. Essa película dirigida por Alfred Hitchcock em 1958 foi medalha de prata em 2002 e de lá saltou direto para o ouro em 2012.

Escute aqui o Podcast

Leia também:  Podcast de TV traz A Força do Querer, Novo Mundo, Rock Story e muito mais

Mas enquanto a próxima lista não vem, porque só sai em 2022, que tal escolhermos nossos medalhistas para agora? Dito isso aqui vai minha lista:

Medalha de Bronze
2001 – Uma Odisséia no Espaço (1968) – sim eu queria colocar algum filme de Stanley Kubrick e esse é tão imagético e simbólico que certamente merece estar no panteão fílmico.

Medalha de Prata
Um Assaltante bem Trapalhão (1969) –  também queria colocar algum representante da vastíssima obra de Woody Allen e acabei escolhendo essa hilária e desconcertante comédia repleta de gags geniais e tiradas inspiradas.

Medalha de Ouro
Luzes da Cidade (1931) – Charlie Chaplin integrando lágrima e sorriso. Humano, comovente e engraçado, um filme para todas as idades de todos os tempos.

E só para constar, um detalhe: Luzes da Cidade ganhou medalha de bronze na primeira edição da lista da Sight and Sound em 1952.

Agora é a sua vez, escolha também seus medalhistas e se quiser apresente-os nos comentários.

Deixe uma resposta