menu
Crítica 1ª temporada de Segredos e Mentiras: suspense, reviravolta e um final surpreendente | Cabine Cultural
Notícias Séries Televisão

Crítica 1ª temporada de Segredos e Mentiras: suspense, reviravolta e um final surpreendente

Segredos e Mentiras

Segredos e Mentiras

Primeira temporada foi exibida pela rede Globo e o episódio final teve exibição nesta sexta; gostaram da resolução final?

Nesta sexta-feira foi ao ar na Rede Globo o último episódio da série Segredos e Mentiras, suspense recheado de tensão, mistério, drama e reviravoltas que a emissora carioca exibiu durante duas semanas. Desde o primeiro, até o episódio desta sexta que o público vem se perguntando: quem de fato matou o menino?

A resposta veio no episódio final, e com uma resolução bem satisfatória. Isso porque é bem comum que o assassino seja ou a primeira pessoa suspeita, ou alguém do seu núcleo adulto, ou algum personagem que entra na história só para isso (é o pior tipo de final). No caso de Segredos e Mentiras o assassino (e é esta a palavra) é uma criança de 12 anos, filha de Ben. Interessante como o roteiro chega ao final tratando-a como assassina e não como uma criança que cometeu um erro ou que participou de um acidente.

Esta foi a parte mais interessante do episódio final. Não precisava, é claro, de tanto didatismo, como explicações atrás de explicações, até porque muita coisa já estava implícita a partir do momento que soubemos que a menina tinha matado o garoto. O motivo foi razoável, e se não foi o melhor de todos, ao menos dá para entender o porquê da criança querer que seus pais fiquem juntos, mesmo que para isso tenha que eliminar um garotinho.

A série trabalhou bastante para que este final não fosse vergonhoso. A disputa, episódio após episódio de Ben com a detetive foi bem interessante. Nós a vimos ter certeza que ele era o culpado, depois o contrário aconteceu, e depois foi a vez de Ben desconfiar da detetive, buscar seus erros do passado, questionar seu trabalho… Enfim, foi uma primeira temporada onde os dois personagens, e os dois atores, Ryan Phillippe e Juliette Lewis, dominaram tela e brilharam, cada um a seu modo.

O roteiro foi bem clichê e apresentou uma história que o público americano de uma idade mais avançada, entre os 40 e 60 anos, gosta, certamente. A trama não possui nenhum elemento inovador, ou alternativo. É recheado de elementos de lugar comum, como a tradicional família americana, o detetive bem caricato, e temas como assassinato de uma criança (muito comum em histórias para este público), traições e reviravoltas.

O drama  também é um elemento que vemos bastante em Segredos e Mentiras. Todos os principais acontecimentos da trama em sua primeira temporada acontecem por conta de problemas de relacionamento. Jess, a mãe do garoto morto, está só enquanto seu marido serve ao exército. Seu vizinho, Ben, acaba então se envolvendo e deste caso surge a criança, que somente no final do primeiro episódio descobrimos que se trata do filho dele.

Esse esfacelamento da família tradicional americana é muito comum atualmente em tramas direcionadas ao público adulto. Mas reparem que mesmo com todos estes problemas, no fim das contas, a família consegue superar as adversidades em prol da segurança de Abby, a filha de Ben, e assassina da série.

Segredos e Mentiras acabou a sua primeira temporada com saldo interessante. O gancho deixado não deve ser usado na temporada seguinte, afinal de contas, os mistérios já não existe mais. Então o mais provável é que a história ganhe novos personagens e uma nova trama de assassinato e mistério, para que a detetive Cornell resolva novamente, já que Juliette Lewis é de fato a grande protagonista da serie.



3 respostas para “Crítica 1ª temporada de Segredos e Mentiras: suspense, reviravolta e um final surpreendente”

  1. Pqp. Que Série de merda ! Achei que a culpa era da Globo por não transmitir a 2 temporada. Mas assim que acabou o último episódio com esse final de merda. (O pai “protegendo” a filha assassina) vim para a internet Me informar ou até continuar a assistir pq pra parecia que iria continuar mesmo o mistério sendo descoberto. Pois ela não está presa ! Mas descubro que essa tal 2 temperada vai ser lançada ainda e com outro caso outro mistério tendo só a detetive no elenco.. mds que merda pra mim o caso do bem não acaba ali. Mas que grande merda o EUA fez com a série já que são eles que vão Fazer a “continuação”. Continuação não né… pq continuação é o que eu esperava

    • Concordo com vc. Pô, pai protegendo a filha psicopata?! Que trouxa. A Cornell disse que iria caçar Abby, prender Abby, mas, pelo visto (tb saí internet afora pra saber se a história continuaria) essa caçada será lá na 3º temporada ou 4º. Sacanagem esse final com impunidade. Pelo visto o sistema tb é falho nos EUA. Quiseram fazer uma de True Detective com cada temporada com uma história plena. Só não precisava desse final aberto escroto (Abby vai continuar matando, pô…).

Deixe uma resposta