Crítica Doutor Estranho: mais um típico sucesso da Marvel, com direito a duas cenas bônus ao final | Cabine Cultural
Cinema Críticas Notícias

Doutor Estranho: mais um típico sucesso da Marvel, com direito a duas cenas bônus ao final

Doutor Estranho

Doutor Estranho

Direção de Scott Derrickson. Roteiro de C. Robert Cargill e Scott Derrickson. Baseado em Doutor Estranho de Stan Lee e Steve Ditko. Elenco com: Benedict Cumberbatch, Chiwetel Ejiofor, Rachel McAdams, Benedict Wong, Michael Stuhlbarg, Benjamin Bratt, Mads Mikkelsen, Tilda Swinton

Por Gabriella Tomasi

Mais uma produção da Marvel Comics, Dr. Stephen Strange é um neurocirugião que inúmeras vezes insiste em se autoafirmar como o melhor médico já existente. Produto de uma mistura de Dr. House e 007, ele é um personagem arrogante, egoísta e ambicioso, sempre aceitando novos desafios para se superar na medicina.

Leia também:  Crítica: vale a pena assistir a comédia Gostosas, Lindas e Sexies?

Acreditando também ser invencível, tudo muda quando ele sofre um acidente, enquanto analisava documentos médicos, apenas para perder os movimentos do único instrumento que o identificava na vida: suas mãos. Assim, busca incessantemente por alternativas para achar uma cura. Mesmo teimoso e cético, Stephen Strange encontra-se compelido a ir a Katmandu, para um tratamento espiritual, como sua última esperança.

Esse filme é um belo exemplo de como a tecnologia CGI e 3D funcionam perfeitamente bem na profundidade de campo.  Lá, a Anciã (Swinton) o apresenta a um mundo completamente diverso da sua realidade, o Multiverso, um conjunto de mundos alternativos em uma viagem psicodélica de sua aura espiritual, composto por um ambiente de… continua a leitura




Deixe uma resposta